Leilão do Espectro 700 Mhz: Google perdeu… Google ganhou… Google ainda não desistiu de ter rede própria

Por em 24 de março de 2008 – 22:38

Google Wirelles logoNo último dia 20/03/2008, o FCC (a ANATEL dos EUA) anunciou os vencedores do leilão do espectro de 700 Mhz. Vocês devem se lembrar. Nós falamos dele aqui e de sua importância para o futuro da Internet. Este leilão começou em 24/01/2008 e somente terminou no dia 14/03/2008. Não houve nenhuma surpresa. Desde as primeiras semanas, a imprensa dos EUA tem dito que a Google não devia ser a vencedora e que sua estratégia seria apenas levar Verizon ou AT&T gastar os tubos, para comprar a Banca C do espectro.

Com esta estratégia, ela garantiria que a regra de se utilizarem sistemas com código aberto estaria mantida e não teria que construir uma companhia telefônica. Este era o grande problema da Google neste leilão: ter que montar uma empresa de telefonia poderia afastá-la de seu foco, a publicidade, tendo que entrar em uma área totalmente desconhecida pelo pessoal de Mountain View. Por outro lado, não comprando o espectro, não poderia formar uma rede de telecomunicações própria, que lhe tirasse da dependência das empresas de telefonia.

Vejam que são dois pontos muito importantes.

A rede própria garantiria à Google um diferencial competitivo frente aos demais buscadores, que seria muito importante no futuro. Além disso, a garantia de os vencedores do leilão terão que usar aparelhos celulares com código aberto faz parte de outra estratégia da empresa, o crescimento das buscas por dispositivos móveis. Nesta briga, temos Android, Symbian, Windows Mobile, IPhone, BlackBerry e LiMo. Dentre estes sistemas, somente Windows Mobilie, BlackBerry e IPhone são de código fechado e, mesmo assim, parece que em pouco tempo o IPhone poderá ser considerado um sistema de código aberto. Assim, a garantia de que os vencedores do leilão teriam que usar sistemas de código aberto representa uma vitória indireta contra a Microsoft, além, é claro, de um importante ataque na estratégia de levar as buscas na Internet para os celulares. Vale lembrar que as buscas por meio de smartphones é a nova fronteira neste negócio de buscas. Tome-se por exemplo, que os usuários de IPhone usam 30 vezes mais a Internet que os demais proprietários de celulares.

E deu o que a Google queria: as Bandas B e C foram divididas entre Verizon e AT&T, ambas com garantia de uso de padrões abertos (vide, inclusive, IPhone/AT&T com código aberto).

Assim, está claro que a Google perdeu, mas acabou ganhando, porque fez prevalecer seus interesses frente às empresas de telecom.

Mas ela perdeu mais, porque não conseguirá agora fazer sua rede própria e, com isso, ficar independente das operadoras de telecom e cabo.

Será que perdeu mesmo?

Antes, parecia que sim, mas hoje apareceu outra notícia, que demonstra que ela não desistiu deste objetivo. Em verdade, a imprensa norte-americana anunciou hoje à tarde que a Google peticionou ao FCC, requerendo a liberação, sem licitação, dos espaços em branco existentes entre os canais de TV, não para construção de empresas de telefonia, mas para construção de redes de Internet sem fio. A Microsoft já havia tentado isto antes, mas não conseguiu provar a viabilidade técnica da empreitada. De qualquer forma, se a Google conseguir, abrirá a porta para os demais buscadores (Microsoft inclusive) e poderá ficar independente das empresas de Telecom e ainda fornecer banda larga sem fio gratuitamente nos EUA.

Se ela conseguir, provavelmente, no futuro, isto chegará até aqui.

Leitura complementar:
Leilao da banda de 700 mhz: resumo da semana
Dia 24012008: a Web poderá ser mudada para sempre

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


3 comentários sobre “Leilão do Espectro 700 Mhz: Google perdeu… Google ganhou… Google ainda não desistiu de ter rede própria”

  1. marlucia disse:

    como faça para acessar o orkut nessa pagina discovery tem como! pq a pagina do orkut sumiu do meu pc!

  2. Renê Fraga disse:

    Rômulo, parabéns pelo furo! Realmente aproveitar essas “espaços em branco” é uma boa jogada do Google, além de que as ondas da TV Digital são bem estáveis mesmo em movimento.