Blog

Google Play continuará a funcionar em smartphones Huawei existentes

0

Em resposta a matéria da Reuters, que afirmava uma suspensão total e imediata dos acordos entre o buscador e a Huawei, o Google anunciou hoje que os usuários da fabricante chinesa poderão continuar a usar a loja de aplicativos do Google Play.

Além do Google Play funcional, os usuários ainda poderão contar com a segurança do Google Play Protect que monitora o aparelho contra malwares e apps maliciosos.

No entanto, ainda não se sabe exatamente se a gigante chinesa de tecnologia poderá usar a versão totalmente funcional do Android em seus futuros telefones ou terá que substituí-lo pela versão de código aberto. Ou mesmo, substituir a plataforma por uma outra solução.

Isso é importante pois futuras atualizações irão depender da estratégia que a Huawei neste momento. A fabricante chinesa é a segunda maior em vendas de dispositivos equipados com Android.

O banimento da marca ocorre após o governo americano afirmar que os smartphones e equipamentos da Huawei poderiam ser usados ​​pela China para espionar os norte-americanos, alegações que a empresa negou repetidamente.

Nota da Huawei sobre a suspensão dos acordos e o possível fim das atualizações do Android em seus aparelhos:

A Huawei fez contribuições substanciais para o desenvolvimento e crescimento do Android em todo o mundo. Como um dos principais parceiros globais do Android, trabalhamos em estreita colaboração com a plataforma de código aberto para desenvolver um ecossistema que beneficiou usuários e o setor.

A Huawei continuará a fornecer atualizações de segurança e serviços pós-venda para todos os Huawei que foram vendidos ou ainda estão em estoque globalmente. Continuaremos a construir um ecossistema de software seguro e sustentável, a fim de fornecer a melhor experiência para todos os usuários globalmente.

Google Keep vai ganhar modo escuro

0

Uma análise do APK do Google Keep revelou que o Google tem planos de disponibilizar um tema obscuro para o aplicativo de anotações.

O modo escuro começará a ser lançado por meio de uma atualização server-side a partir da versão 5.19.19. O modo escuro do Google Keep substitui o branco por cinza escuro.

O status e a barra de navegação do Android também adotam o mesmo tom no Android Q para uma aparência consistente, com a página de configurações recebendo o mesmo tratamento.

Os widgets de tela inicial “Lista de notas” e “Captura rápida” recebem o mesmo tema para corresponder ao aplicativo principal.

Este modo pode ser ativado nas configurações por meio da opção “Ativar tema escuro”.

Google suspende negócios com a Huawei e futuras atualizações do Android, diz Reuters

0

Uma fonte da Reuters afirmou que o Google suspendeu seus atuais acordos com a Huawei após o governo dos EUA colocar a empresa chinesa em uma lista negra em todo o mundo.

Se confirmado, a Huawei Technologies perderá imediatamente o acesso a atualizações do sistema operacional Android, e a próxima versão de seus smartphones fora da China também perderá acesso a aplicativos e serviços populares, incluindo o aplicativo Google Play Store e o Gmail.

Os detalhes dos serviços específicos ainda estavam sendo discutidos internamente no Google, de acordo com a fonte.

Os advogados da Huawei também estão estudando o impacto das ações do Departamento de Comércio dos EUA, disse um porta-voz da Huawei na sexta-feira.

A Huawei continuará a ter acesso à versão do sistema operacional Android disponível através da licença de código aberto que é livremente aberta a qualquer um pode usá-la.

Mas o Google deixará de fornecer suporte técnico e colaboração para os serviços do Android e do Google para a Huawei daqui para frente, disse a fonte.

Na quinta-feira, o governo Trump adicionou a Huawei a uma lista negra de comércio, imediatamente aprovando restrições que tornarão extremamente difícil para a gigante de tecnologia fazer negócios com empresas norte-americanas.

Google Pixel 3a e Pixel 3a XL não virão para o Brasil

0

Apesar do nosso amor a primeira vista com o Google Pixel 3a e Pixel 3a XL,o Google informou que os modelos não virão ao Brasil.

As versões de baixo custo da linha Pixel foram anunciadas durante o Google I/O 2019 por um preço mais acessível (399 dólares para o aparelho com tela de 5,6 polegadas e 479 dólares para a versão de 6 polegadas).

Pixel 3a e Pixel 3a XL oferecem a super câmera do Google – a melhor da indústria. A mesma que embarca as versões mais caras do Pixel (que chega a ser o dobro do preço).

Segundo o buscador, os celulares não estarão disponíveis para venda no Brasil, apenas nos países em que a linha Pixel já é comercializada.

Agora só resta torcer e aguardar para que as próximas gerações venham ao país.

19 novidades do Google para acompanhar em 2019

0
  1. Android Q: os focos do trabalho no Android Q são inovação, segurança e privacidade, e bem estar digital. Foram anunciadas novas ferramentas para os desenvolvedores criarem aplicativos voltados para telefones dobráveis e redes 5G – abrindo novas possibilidades em áreas como jogos para celular. Já o Smart Reply ficou ainda mais inteligente e capaz de auxiliar os usuários a não perder tempo. Além de sugerir respostas, o telefone poderá ajudar a pessoa a realizar tarefas como abrir endereços no Mapas ou aplicativos similares
  2. Modo noturno: O Android Q virá com a opção Modo Noturno. Basta ativá-lo nas configurações ou acionar a Economia de Bateria
  3. Modo Foco: O novo Modo Foco ajuda a realizar tarefas com concentração e sem distração. O usuário seleciona os aplicativos que devem continuar funcionando e os que devem ser pausados.
  4. Segurança: Todos os aparelhos Android que já saírem de fábrica com a tecnologia Q terão de criptografar os dados do usuário – obrigatoriamente e sem exceções. Isso vale para celulares, tablets, televisores e carros com Android Auto.
  5. Privacidade: Novas ferramentas de privacidade e segurança nos produtos e plataformas – como acesso à Conta do Google em Um Clique. Agora o ícone do perfil aparecerá com mais destaque em todos os produtos. Com isso, um único clique já direciona o usuário para as configurações de privacidade e segurança. O controle de informações no Mapas, Assistente e YouTube (em breve) foram facilitados. Um exemplo: será possível rever e apagar dados de atividade de Localização no Google Maps e voltar sem demora para as instruções sobre o caminho a seguir. O controle de auto-deletar traz uma nova forma de apagar automaticamente o Histórico de Localização e as Atividades na Web e de apps, conforme a escolha do usuário. Em breve, esse recurso estará disponível para mais atividades.
  6. Navegação anônima: Foram ampliada as possibilidades da navegação anônima, que apaga o histórico de navegação após cada sessão. Ela estará disponível em mais produtos do Google, como o Mapas.
  7. Beta: Alguns recursos mencionados já estão disponíveis no Android Q Beta. Graças ao projeto Treble, os parceiros, cujo compromisso garante atualizações mais rápidas à plataforma. A versão Beta está disponível em 21 aparelhos, produzidos por 13 marcas – incluindo todos os Pixel.
  8. Android Auto: O novo design do Android Auto será lançado em meados deste ano. Ele facilita a vida do usuário na hora de ir para a rua, mostra informações ainda mais úteis  e simplifica tarefas que são realizadas ao dirigir.
  9. Android TV: A plataforma já tem mais de 140 parceiros de televisão paga, é compatível com seis dos 10 principais fabricantes de smart TVs que usam a plataforma Android TV e conta com mais de cinco mil apps e games.
  10. Assistente: A partir de agora, a inteligência artificial que alimenta o Assistente já pode rodar no próprio telefone. Essa novidade será lançada no segundo semestre para telefones Pixel. A última geração do Assistente é capaz de processar e compreender comandos, na hora, além de oferecer respostas 10 vezes mais velozes. O Assistente é usado em mais de um bilhão de aparelhos, está disponível em 30 idiomas e 80 países; ele é compatível com mais de 30 mil aparelhos conectados com a casa, fabricados por 3.500 marcas de todo o mundo. Além disso, o recurso Continued Conversation permite fazer várias solicitações, uma após a outra, sem a necessidade de dizer “OK Google” antes de cada uma delas.
  11. Duplex: O Duplex está sendo levado para a web. Isso vai permitir fazer uma porção de tarefas bem mais rápido. Basta pedir ao Assistente: “alugue um carro para minha próxima viagem” e deixar ele se encarregar do resto.
  12. Realidade Aumentada na Busca: Agora já é possível enxergar objetos em 3D na Busca (ou num site aberto no Chrome) e projetá-los sobre o espaço físico real ao seu redor.
  13. Novidades do Lens: Veja mais respostas no contexto do mundo real, usando realidade virtual para sobrepor informações e conteúdos úteis sobre objetos físicos. Dá para apontar a câmera do celular para uma capa de revista ou imagem estática num jornal e animar a foto ou assistir conteúdo em vídeo. Será possível colocar a câmera sobre a foto de um prato e assistir a um vídeo com a preparação da receita.
  14. LensGo: O Lens no Google Go oferece tradução, conversão de texto em fala e busca usando texto para celulares mais simples (voltado para NBU).
  15. Busca e Notícias no Google: Foi anunciada a chegada de uma tecnologia que possibilita mostrar na Busca a Cobertura Completa do Google News, organizando melhor os resultados de pesquisas sobre temas do noticiário. Assim, quando o leitor fizer uma busca sobre alguma notícia, será mostrado uma aba “Principais Artigos” – e a partir dela será possível ir para a cobertura completa. O usuário poderá navegar pela reportagem, ver um cronograma dos acontecimentos, e ler as perguntas que os usuários têm feito sobre o assunto. Essa ferramenta mostra uma ampla variedade de informações – de matérias da imprensa a tweets, passando por vídeos e podcasts interessantes.
  16. Podcasts: Ao longo dos próximos meses serão incluídos resultados da Busca do Google sempre que o usuário pesquisar um tema de seu interesse. Basta clicar no podcast na página com os resultados da Busca, ou salvar o episódio para ouvir depois. Os podcasts também começarão a fazer parte do conteúdo exibido na Cobertura Completa.
  17. Acessibilidade: O Live Relay é um trabalho de pesquisa que usa reconhecimento de fala e conversão de texto em fala, ensinando o aparelho a ouvir e falar no lugar da pessoa que está digitando.
  18. Pixel: Os novos smartphones – Pixel 3a e Pixel 3a XL – chegam às lojas esta semana. Eles reúnem os principais recursos do Google, por um preço mais acessível (399 dólares para o aparelho com tela de 5,6 polegadas e 479 dólares para a versão de 6 polegadas). Os novos celulares não estarão à venda no Brasil, segundo a empresa, apenas nos países em que a linha Pixel já é comercializada.
  19. Google Nest: O mais novo integrante da família Google Nest é o Google Nest Hub Max. Ele tem um visor de 10 polegadas, som estéreo e premium, câmera com recursos Nest Cam já incluídos e todas as funcionalidades do Assistente. O Hub Max estará disponível em meados deste ano nos Estados Unidos, Reino Unido e Canadá. O Google Home Hub passa a se chamar Google Nest Hub, e já está disponível em mais 12 países: Canadá, Dinamarca, França, Alemanha, Índia, Itália, Japão, Holanda, Noruega, Singapura, Espanha e Suécia.  

Google lança plataforma de Viagens

0

O Google anunciou o lançamento do Google Viagens (google.com/travel), uma nova plataforma que reúne as ferramentas de viagens da empresa em um só lugar.

O site especial permite que os futuros viajantes encontrem as funções que já existiam no Google Voos, na busca por hotéis e no Google Trips em um único local.

Buscas mais recentes, destinos ou voos pesquisados são acrescentado automaticamente ao Google Viagens, sempre que estiver conectado a Conta do Google.

Ao longo dos próximos meses, o Google também revelou que as viagens, incluindo reservas de hotéis e restaurantes, também estarão disponíveis no Google Maps.

“Todas essas novidades têm o objetivo de simplificar o planejamento, te ajudando a encontrar rapidamente as informações mais úteis e retomar a pesquisa do ponto onde parou, em qualquer dispositivo. Vamos continuar facilitando a organização e as viagens graças a ferramentas como o Google Maps, a Busca e o Google Viagens. Depois, é só sair e aproveitar o mundo”, disse a empresa.

Georgios Papanikolaou é homenageado pelo Google

2

O Google está exibindo um doodle especial em homenagem a Georgios Papanikolaou. O citopatologista grego, conhecido por desenvolver o exame médico “Papanicolaou”, completaria hoje 136 anos.

História de Georgios Papanikolaou

Nascido na ilha grega de Eubéia, em 1883, Papanikolaou cresceu como filho de um médico. Embora ele inicialmente tenha estudado música e ciências humanas, ele mais tarde escolheu seguir os passos de seu pai e entrar no campo da medicina.

Papanikolaou começou a faculdade de medicina aos 15 anos e, após a formatura, serviu como cirurgião do exército nas guerras dos Bálcãs.

Em 1913, ele imigrou para os EUA com sua esposa, Andromachi Mavroyenis. O casal inicialmente lutou para se sustentar – Georgios vendia tapetes, tocava violino em restaurantes e Mary costurava botões por cinco dólares por semana – até ser recrutado como pesquisador na Universidade de Cornell.

Lá, Georgios trabalhou ao lado de sua esposa, que serviu como técnico e, às vezes, como sujeito de teste.

O avanço científico dos casais veio depois de recrutar um grupo de amigos próximos para participar de um estudo para sua pesquisa, que envolveu a realização de exames de Papanicolau.

Durante o estudo, Papanikolaou detectou células malignas e diagnosticou o câncer do colo do útero. Ainda hoje amplamente utilizado, o simples e baixo custo do exame de Papanicolaou possibilita a detecção precoce do câncer do colo do útero em mulheres.

Nomeado duas vezes para o Prêmio Nobel, Papanikolaou recebeu o Prêmio Albert Lasker de Pesquisa Médica Clínica em 1950 e seu retrato apareceu na nota grega de 10.000 dracmas, bem como um selo postal de 1978 nos EUA.

Um instituto de pesquisa de câncer de Miami que o contratou no final de sua carreira também foi renomeado em sua homenagem.

Google Pixel 3a é o seu próximo celular

2

Sabe qual é o seu próximo celular? É o novíssimo e recém-lançado Google Pixel 3a. O mesmo Pixel que você já conhece, pela metade do preço.

A primeira vista, ter um aparelho com hardware intermediário pode fazê-lo duvidar e até pensar que o editor deste site ficou maluco, mas o Pixel 3a é tudo o que você precisa.

Lançado durante o Google I/O 2019, a conferência anual para desenvolvedores do Google, o modelo vem com uma tela de 5,6 polegadas, por apenas 399 dólares.

Há também a versão com tela de seis polegadas, o Pixel 3a XL, que será comercializada a partir de 479 dólares.

Mas vamos nos focar no Pixel 3a. Este aparelho, sem dúvida, nos faz lembrar o saudoso Moto X, no qual o Google embutia uma estratégia matadora: mix bem trabalhado de software e hardware com ótimo custo-benefício.

No Pixel 3a, você encontrará as mesmas coisas. No interior desse aparelho de baixo custo, o Google embarcou o processador Snapdragon 670 SoC com oito núcleos, que apresenta baixo consumo de energia e boa performance.

Por fora, o modelo oferece design muito similar aos outros irmãos da linha, com destaque ao corpo de plástico, sensor de digitais, plugue para fone de ouvido com fio e, obrigado Google!, sem o pavoroso notch.

Acha que acabou? Nãoooo! Agora vem o principal: o Pixel 3a oferece a super câmera do Google – a melhor da indústria. A mesma que embarca as versões mais caras do Pixel (que chega a ser o dobro do preço).

Pixel 3a, com toda a certeza, vai canibalizar as versões mais caras do Pixel que já estão nas lojas americanas há algum tempo. E o Google, claro, sabe disso.

No Brasil, se o modelo chegar por aqui (#VemPixel), ele será comercializado por volta de R$ 1.600 a R$ 2.500. É claro, tudo depende da taxa de conversão do dólar de Mountain View.

Para quem pensa em comprar lá fora, o Pixel 3a é hoje a melhor escolha. Não há nenhum dispositivo na faixa de preço com as mesmas configurações e com a mesma qualidade de câmera.

Já disse que o Pixel 3a é o seu novo celular?

Asus revela programa Android Q Beta para Zenfone 5Z

0

A Asus anunciou hoje que o Zenfone 5Z (ZS620KL) se juntará ao Android Q Beta. É o primeiro Zenfone a participar de um programa Android Beta.

O Android Q Beta traz vários recursos novos e empolgantes, incluindo maior proteção de privacidade, novas formas de envolver usuários, extensões Vulkan e muito mais.

Os usuários podem acessar http://www.asus.com/Android-Q-Beta/para fazer o download do novo software e saber mais sobre o Android Q Beta e seus recursos.

“A ASUS dá as boas-vindas aos desenvolvedores para participarem do programa e agradece o feedback dos usuários para aprimorar a experiência juntos”, diz a empresa.

O futuro modelo Zenfone também estará na lista de prioridades da atualização do Android Q. Mais informações serão anunciadas em breve.

YouTube terá estande na Brasil Game Show 2019

0

Brasil Game Show, a conhecida feira de jogos eletrônicos da América Latina já anunciou suas primeiras atrações para sua 12ª edição, tanto no que diz respeito aos expositores, quanto aos convidados internacionais.

A nova grande marca a confirmar participação na BGS 2019 é o YouTube, que estará com um estande 1.000 m² e irá promover atrações para todos os perfis de visitantes.

“O YouTube é uma das plataformas de vídeos mais respeitadas pelos jogadores brasileiros e, por conta disso, sempre um dos estandes mais movimentados da BGS. Tem total sinergia com o público do evento, que cada vez mais acompanha streamers e transmissões de games com o intuito de jogar ou apenas para se divertir”, disse Marcelo Tavares, CEO e fundador da Brasil Game Show.

“Devido à importância da BGS, teremos um espaço ainda maior este ano. O ecossistema de games é muito importante para o YouTube e estamos ansiosos para levar a magia da plataforma aos criadores e a todos durante o evento”, comenta Gabriela Parmegiani, gerente de parcerias de games do YouTube na América Latina.

Destaques