Blog

Ação da TIM reabre plano TIM Beta para todos – por tempo limitado

0

Se existisse um super trunfo dos planos de telefonia celular, o TIM Beta seria a carta mais forte e imponente do baralho. E ele está novamente aberto à todos!

No plano mensal, os usuários contam com 10 GB de internet e 600 minutos à vontade para qualquer operadora do país, tudo por apenas 50 reais.

Até o próximo dia 31/10 (se a TIM não encerrar a promoção antes), os clientes do plano pré-pago da TIM podem migrar para o TIM Beta ao efetuar uma recarga de 100 reais.

“Após recarregar R$100, você vai receber um SMS com um link de convite para o TIM Beta válido por 10 dias!”, diz a operadora.

“Recebeu seu convite? Beleza! Agora é só completar o cadastro e inserir seu número TIM Pré que a gente faz a migração dele para o TIM Beta”.

Saiba mais sobre a oferta da TIM neste link. É nesta página que você deve seguir as instruções da recarga para a migração de plano.

Após o dia 31/10, você dependerá novamente de convites para migrar ao TIM Beta. Aproveite a oportunidade!

Google Pixel 2 racha durante stress testing

0

O canal JerryRigEverything, do YouTube, lançou um novo vídeo que mostra uma série de testes realizados em uma unidade do Google Pixel 2, desde riscos até entortar o aparelho.

Enquanto os testes são mais curiosos do que algo realmente cientifico, uma coisa chamou a atenção dos usuários: durante a ação de entortar o aparelho – chamado de bend test – a carcaça em metal do Pixel 2 rachou.

Segundo o YouTuber, a possível causa seria a antena do aparelho que pode ser vista no local, o que permitiu deixar um ponto fraco na estrutura.

Com o rachadura, o aparelho perde de imediato sua capacidade de resistência a água. O que não é muito muito legal, infelizmente.

Veja o vídeo do stress testing abaixo:

Google Access Mars: agora você pode explorar a superfície de Marte

0

O Google lançou um novo experimento de realidade virtual que permite explorar a superfície de Marte utilizando as imagens captadas pelo rover Curiosity, da Nasa.

“Cientistas do Jet Propulsion Lab da NASA usam essas fotos para criar um modelo 3D de Marte. É uma ferramenta científica única para o planejamento de futuras missões”, diz o Google.

“Hoje, estamos colocando esse mesmo modelo 3D em uma experiência imersiva. Nós o chamamos de Access Mars, e isso permite ver o que os cientistas vêem”.

Assim como Street View, o Access Mars permite andar pelo terreno de Marte em 360 graus. Durante o tour, você pode ouvir dicas e entender um pouco mais sobre Marte e como os próprios sensores do rover funcionam.

Se você é fascinado pela ideia de que um dia os humanos irão pisar em outros planetas, veja na prática os desafios que esses homens e mulheres irão enfrentar – quando este dia chegar.

Google libera função de “Experimentar agora” no Google Play

0

O Google começou disponibilizar uma novidade no Google Play que permite experimentar aplicativos imediatamente sem ter que instalá-los no dispositivo móvel.

O novo recurso aproveita a tecnologia do “Android Instant Apps” – cujo o conteúdo abre diretamente dentro de um aplicativo Android, mesmo se o aparelho não possuir o programa instalado.

As aplicações instantâneas foram apresentadas pela primeira vez na conferência de desenvolvedores do Google I/O no ano passado.

“Hoje, as Aplicações Instantâneas estão se tornando parte do Play Store. Através de um novo botão ‘Experimente agora’, os usuários podem começar a usar um aplicativo sem instalá-lo”, diz o Google.

Você pode experimentar os primeiros apps por meio deste link.

Microsoft divulga falha de segurança no Chrome

1

Uma equipe de segurança da Microsoft publicou, em um longo e detalhado artigo, ter encontrado uma falha de segurança no Chrome que não foi corrigida adequadamente.

Em resumo, a empresa aponta que a camada adicional de proteção “sandboxing”, ambiente isolado do Chrome que evita que malware e outras ameaças de segurança infectem o computador, esteve vulnerável por um período.

Jordan Rabet, membro da equipe de segurança da Microsoft, disse que a gigante dos softwares encontrou uma brecha de segurança no mecanismo do Javascript no Chrome que poderia ser usada para executar códigos maliciosos no navegador.

A Microsoft diz que notificou o Buscador sobre o problema e que o mesmo teria sido corrigido no mês passado. Os pesquisadores receberam uma recompensa de US$ 7.500 por encontrar a falha.

No entanto, o processo de correção seguiu as fases padrões do Chrome, desde o Canary, Beta e até a versão estável. Esta transição deixou os usuários em risco por diversas semanas.

“Neste caso específico, o canal estável do Chrome permaneceu vulnerável por quase um mês”, disse o blog. “Isso é mais do que tempo suficiente para alguém explorar a falha”.

O Google não comentou sobre o ocorrido.

Alphabet investe US$ 1 bilhão na Lyft

1

A Lyft anunciou que a CapitalG, fundo de investimento da Alphabet, vai investir US$ 1 bilhão na empresa de compartilhamento de carros.

“Hoje estamos felizes em anunciar que o fundo de investimento CapitalG – da Alphabet – está liderando uma rodada de financiamento de US$ 1 bilhão na Lyft. Isso traz a avaliação da Lyft para US $ 11 bilhões”, diz a nota.

Rumores recentes apontavam que o CEO da Alphabet, Larry Page, era quem estaria negociando o acordo e que poderia resultar em um aporte bilionário na concorrente do Uber.

No último mês de maio, a Waymo (divisão da Alphabet) também anunciou que iria trabalhar com a Lyft para o desenvolvimento de carros autônomos.

A Alphabet é uma das atuais acionistas do Uber, mas a relação das empresas ficou prejudicada após o Uber ser acusada de roubo da tecnologia proprietária do Google.

Google lança Proteção Avançada contra ataques personalizados

0

O Google anunciou que os usuários agora podem ativar um novo modo de Proteção Avançada que é capaz de ajudar na proteção de de ataques personalizados.

“A Proteção Avançada irá adicionar proativamente novos recursos de segurança para ficar um passo à frente dos hackers. Nós informaremos quando novos recursos são adicionados”, diz a empresa.

Neste novo nível de proteção, o Google exige duas chaves de segurança: uma chave Bluetooth (principal) e uma chave USB (backup) que precisam ser adquiridas e funcionam fisicamente.

Todos precisam ativar?

Não. Nem todas as pessoas vão precisar recorrer a Proteção Avançada, sendo o tradicional modo de verificação em duas etapas, que funciona como uma espécie de token, bastante eficaz para grande parte das ameaças online.

O Google menciona que a funcionalidade de Proteção Avançada foi pensada em “funcionários de uma campanha para a próxima eleição, jornalistas que precisam proteger a confidencialidade de suas fontes ou pessoas em relacionamentos abusivos que buscam segurança”, diz a empresa.

Pixel 2 têm chip de processamento de imagem desenvolvido pelo Google

0

De acordo com o Android Police, a segunda geração do Pixel tem um chip de processamento de imagem, desenvolvido pelo próprio Google, que não está ativo.

“É chamado Pixel Visual Core, e traz um melhor desempenho da câmera para os telefones – ou será, uma vez que ele estiver ligado”, diz a publicação.

“Pixel Visual Core aumenta a implementação do HDR+ do Google, melhorando a latência, eficiência de energia (usando 1/10 da energia) e velocidade (5 vezes mais rápida)”.

O blog informa ainda que os desenvolvedores de aplicativos poderão usá-lo para trazer o modo de fotografia HDR+ para as suas próprias aplicações até o final do ano

O chip também seria programável, mas este recurso adicional somente poderá ocorrer quando o Google decidir ativá-lo.

Moto X 4 falha no público-alvo: os fãs do Moto X

51

Durante o lançamento do Moto X 4, os representantes da Motorola afirmaram, por diversas vezes, que este era o retorno de um dos dispositivos mais “amados” por parte de seus clientes.

Lançado em 2013, o Moto X foi desenvolvido durante a administração do Google e o aparelho tinha como objetivo ser o “smartphone que você poderia projetar por conta própria”.

Além disso, contava com recursos inteligentes que complementavam a experiência do Android (em vez de concorrer, como ocorriam em dispositivos de outros fabricantes).

Como muitos sabem, eu fui um dos usuários mais fiéis do Moto X:

Moto X foi um caso de amor imediato e profundo por mais de 3 anos. Comprei os aparelhos de primeira e segunda geração assim que pisei fora das coletivas de imprensa.

Eram incrivelmente bonitos, com hardware e software bem ajustados e o melhor de tudo: preço incrível.

Ao ver o Moto X 4, entretanto, não fiquei empolgado para fazer o mesmo. O aparelho, que agora têm aspectos técnicos de um modelo intermediário, ainda traz grandes bordas e sua tela não é tão grande (5,2 polegadas).

Veja bem: isso não quer dizer que o Moto X 4 seja um aparelho ruim. Ele é muito bom (e bonito!) para o segmento em que foi escolhido para atuar e, com certeza, será sucesso de vendas.

Mas, para os fãs da linha Moto X, que vinham aguardando o retorno do aparelho, este é um banho de água fria.

Na verdade, se a Motorola não tiver intenções de restabelecer o Moto X como um topo de linha, podemos declarar o fim de um modelo que chegou a ter clientes bem apaixonados:

https://twitter.com/nmuller99/status/740981934172557312

Moto X 4 chega ao Brasil com design sofisticado e câmera inteligente

0

A Motorola anunciou a chegada do Moto X 4 ao Brasil. A nova geração do dispositivo agora oferece um design inteiramente em vidro e funções inteligentes de câmera.

“O Moto X4 chega ao Brasil com destaque para a câmera traseira dupla inteligente, com recursos avançados como de foco seletivo, cor em destaque, reconhecimento de objetos, além de selfies panorâmicas com uma câmera frontal de 16 MP”, diz a fabricante.

“O design premium continua sendo marca do Moto X4. Agora com acabamento de vidro 3D esculpido com precisão e estrutura de metal”.

A câmera dupla do Moto X4.

Uma publicação compartilhada por Renê Fraga (@renefraga) em

Por dentro, o Moto X 4 embarca um processador octa-core Snapdragon 630, de 2,2 GHz, memória RAM de 3GB e 32 GB de armazenamento (expansível até 2 TB), bateria de 3.000 mAh e certificação IP68, que garante resistência à água.

O aparelho também conta com um sistema de som capaz de se conectar em até quatro dispositivos de áudio Bluetooth – permitindo assim tocar uma mesma música em quatro alto falantes simultaneamente.

Moto X 4 está disponível em todas as lojas por R$ 1.699 em duas cores: preto e topázio.

Destaques