Blog

Google celebra 306º aniversário de Charles Michel de l’Epée

0

Um dia após celebrar o 119º aniversário do Mestre Bimba, o Google agora faz uma homenagem a Charles-Michel de l’Épée, um educador francês que fundou a primeira escola pública para surdos

“O Doodle de hoje homenageia o abade Charles-Michel de l’Épée, um educador francês que fundou a primeira escola pública para surdos. Dissipando o equívoco de que as pessoas com deficiência auditiva eram incapazes de aprender, Épée desenvolveu um método visual que se tornou o modelo para o ensino de surdos e que mudou inúmeras vidas numa época em que muitos surdos eram discriminados”, diz o Google.

Charles Michel de l’Epée

Nascido em Versalhes, em 1712, Épée era filho de um arquiteto que estudou teologia e direito antes de dedicar sua vida a servir os pobres.

Ele começou a ensinar duas irmãs surdas que viviam nas favelas de Paris e que se comunicavam através de sua própria linguagem de sinais.

Em 1760, ele usou sua própria herança para fundar a instituição Nationale des Sourds-Muets à Paris, uma escola para surdos aberta a todos, independentemente de sua capacidade de pagamento.

“Todo surdo-mudo enviado para nós já tem uma linguagem”, escreveu ele. “Ele tem o hábito de usá-lo e compreende os outros. Com ele, ele expressa suas necessidades, desejos, dúvidas, dores e assim por diante, e não comete erros quando os outros se expressam da mesma forma.”

A Assembléia Nacional Francesa acabou por reconhecê-lo como um “Benfeitor da Humanidade” e afirmou os direitos dos surdos sob a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão da França.

Sua escola passou a receber financiamento do governo e permanece aberta até hoje, renomeada como Institut National de Jeunes Sourds de Paris.

Google celebra 119º aniversário do Mestre Bimba

0

O Google está celebrando o 119º aniversário do Mestre Bimba com um logotipo animado em sua página inicial.

“O Doodle de hoje celebra Manuel dos Reis Machado, ou Mestre Bimba, o mestre que legitimou a capoeira e fundou a primeira escola do mundo para promover este estilo de artes marciais afro-brasileiras”, diz a empresa.

Mestre Bimba

Mestre Bimba nasceu em Salvador, Bahia, neste dia em 1899, o mais jovem de 25 filhos e filho de um batuque campeão, outro jogo de luta brasileiro.

Seus pais o chamavam de Manuel dos Reis Machado, mas todos o chamavam de Bimba. Ele trabalhou em vários locais – estivador, carpinteiro e minerador de carvão – antes de dedicar sua vida à sua verdadeira paixão pela capoeira.

Desenvolvida por ex-escravos, a Capoeira foi proibida pelo governo brasileiro por muitos anos. “Naquela época, quando se falava em capoeira, era em sussurros”, lembra Bimba. “Aqueles que aprenderam capoeira só pensaram em se tornar criminosos.”

Como o estudo das artes marciais foi proibido por lei, a música foi adicionada para disfarçar as poderosas técnicas de luta como movimentos de dança.

Desenvolvendo seu próprio estilo, conhecido como capoeira regional, Mestre Bimba instituiu um rigoroso conjunto de regras e um código de vestimenta.

Em 1928 foi convidado a demonstrar seu estilo de capoeira para Getúlio Vargas, então presidente do Brasil. O Presidente ficou tão impressionado que deu permissão a Mestre Bimba para abrir a primeira escola de capoeira em sua cidade natal, Salvador, dando a essa arte marcial única um novo senso de legitimidade.

Em 2014 a capoeira foi reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO, que a saudou como uma das manifestações populares mais expressivas da cultura brasileira.

Desenvolvimento do doodle

Rascunho dos movimentos da capoeira

Animação

Os novos recursos do app Google Meu Negócio

0

O Google lançou uma nova versão do aplicativo Google Meu Negócio, a ferramenta que facilita a comunicação entre consumidores e pequenos e médios negócios diretamente na Busca do Google e também no Google Maps.

“Lançado no Brasil em 2016, o Google Meu Negócio apresentou crescimento de 32% em negócios brasileiros verificados na plataforma em relação ao ano passado”, diz a empresa.

“A nova versão facilita a vida dos donos de pequenas e médias empresas, que precisam ampliar sua presença na web para impulsionar seus negócios”.

Uma pesquisa recente encomendada pelo Google e realizada pela Provokers, uma a cada duas pessoas faz buscas na web antes de comprar produtos e serviços.

O que há de novo no aplicativo do Google Meu Negócio?

Esta nova versão do aplicativo permite que o dono de um negócio:

  • Acompanhe o engajamento com sua empresa em tempo real: saiba o total de visualizações, pesquisas e ações que sua empresa gera;
  • Interaja com seus clientes: os empreendedores agora podem interagir por meio de mensagens instantâneas com seus clientes;
  • Mantenha seus clientes atualizados: os consumidores poderão seguir as empresas que mais o interessam, recebendo notificações quando novas informações forem atualizadas, como fotos (em breve no Brasil);
  • Crie seu conteúdo facilmente: atualize suas fotos, publicações, produtos e serviços em um só lugar.

Os novos recursos ajudam os donos de empresas a se destacar no Google e atrair mais clientes por meio promoções, imagens e respostas aos comentários e resenhas publicados por consumidores.

Empresas que interagem com seus clientes em seu perfil têm cinco vezes mais chances de converter vendas.

Promoções do Google Play na Black Friday

0

Google Play também está participando da Black Friday. As promoções trazem grandes descontos em jogos e apps, além de ofertas em filmes e audiolivros.

Uma seleção especial feita pela loja de conteúdo traz apps com descontos de até 50% na assinatura. Confira alguns:

Para os gamers, descontos de até 80% off em jogos premium e ofertas especiais in-app como: Final Fantasy Tactics, O Espetacular Homem-Aranha 2 e Harry Potter: Hogwarts Mystery.

A coleção de filmes traz título com até 50% off. Entre eles: Sicário: Dia Do Soldado e o brasileiro Uma Quase Dupla.

Para quem gosta de Audiolivros, essa seleção com mais de 20 títulos por R$ 9,99 é a escolha certa!

Confira alguns títulos: Seja Líder de Si Mesmo de Augusto Cury, Orgulho e Preconceito de Jane Austen e Silvio Santos – A Trajetória do Mito de Fernando Morgado.

 

 

Google oferece dicas para aproveitar a Black Friday com segurança

0

Além do cuidado com as ofertas questionáveis, o Google divulgou dicas para tornar a Black Friday mais segura e evitar que os usuários acabem se envolvendo com phishing ou outras atividades que buscam roubar informações pessoais importantes, como senha ou dados bancários.

“Black Friday chegou e como a data é uma ótima oportunidade para o e-commerce, muitos varejistas oferecem descontos que estimulam ainda mais as compras on-line. Porém, é preciso ter cuidado com sites maliciosos que podem acabar gerando uma experiência ruim ao usuário”, diz a empresa.

Confira as dicas oferecidas pelo buscador:

  • Preste atenção na barra de endereço do navegador. Sempre verifique cuidadosamente o URL para garantir que você só insira seus dados em sites ou apps legítimos. Antes de enviar qualquer informação, verifique se o URL do site começa com “https”.
  • Fique atento a solicitações de informações pessoais. Se pedirem dados além do que é normalmente exigido para comprar um produto, como número da conta bancária, respostas a perguntas de segurança ou senhas, tome cuidado, pois isso pode indicar uma tentativa de phishing.
  • Na Black Friday, até mesmo bancos anunciam promoções. Mas é sempre bom ter em mente que os bancos nunca pedem para você compartilhar sua senha por e-mail, por exemplo. Se receber alguma mensagem com esse tipo de pedido, não clique nos links e não faça o download de nenhum arquivo.
  • Tome cuidado com golpes. A Black Friday se caracteriza por oferecer grandes descontos em uma enorme variedade de produtos e serviços. No entanto, mesmo nesta data algumas ofertas são boas demais para serem verdade. Se estiver em dúvida sobre alguma mensagem recebida por e-mail, SMS ou aplicativos de mensagens, não clique nos links suspeitos. Digite o endereço do site diretamente no navegador e confira se a oferta realmente está disponível.
  • Procure conexões seguras antes de digitar informações confidenciais. Verifique se a conexão aos sites acessados é segura, especialmente quando você quiser inserir informações confidenciais como uma senha ou o número do cartão de crédito. Se o URL for seguro, o navegador Chrome mostrará um ícone cinza de cadeado fechado no campo do URL. O HTTPS protege você ao criar uma conexão segura entre seu navegador ou app e os sites acessados.
  • Impeça que aplicativos potencialmente nocivos sejam instalados no seu smartphone. Às vezes, somos encorajados a baixar aplicativos para aproveitar as melhores promoções da Black Friday. Mas também é importante ter cuidado e só fazer o download desses apps a partir de uma fonte oficial e confiável. Além disso, só permita o acesso a dados confidenciais, como seu local e suas fotos, aos aplicativos nos quais você confia.

 

Google libera recurso Bem-estar Digital para smartphones Android One

0

O Google liberou as funcionalidades da ferramentas de Bem-estar Digital do Android 9.0 Pie para smartphones Android One.

Os recursos incluem um novo Painel de Controle que te ajuda a entender como está usando seu tempo no dispositivo; um App Timer que permite definir limites de uso em aplicativos e deixa o ícone da tela inicial cinza quando o tempo termina.

Além disso conta com o novo Não Perturbe, que silencia todas as interrupções visuais que aparecem na tela; e Wind Down, que liga a Iluminação Noturna, o Não Perturbe e deixa a tela em tons de cinza antes da hora de dormir.

No Brasil, o primeiro aparelho a receber os recursos de Bem-estar Digital é o motorola one, o Android One da Motorola.

A plataforma Bem-estar Digital também está disponível para usuários de celulares Pixel, que já podiam testar a versão beta dos recursos.

Usuários poderão comentar na busca do Google?

0

De acordo com a indústria da notícia, o Google pretende adicionar um novo recurso em sua busca que irá permitir que os usuários adicionem comentários aos resultados da pesquisa.

Contudo, diferente do que muitos artigos que foram publicados nos últimos dias, esse recurso é limitado apenas a eventos esportivos e já existe desde o início deste ano e foi desenvolvido para a Copa do Mundo de 2018.

O buscador também permite que os usuários escrevam resenhas de filmes, programas de TV e livros. As avaliações e comentários deixados no Google podem ser vistos por meio deste link.

A novidade, segundo o Google, é que você poderá adicionar comentários a jogos esportivos enquanto esses jogos estiverem ativos. A funcionalidade, entretanto, não está disponível em todos os idiomas e regiões.

96% dos brasileiros usam a web para pesquisar sobre produtos

1

Pesquisa encomendada pelo Google e realizada pela Provokers mostra preferências do usuário ao buscar na web e ferramentas do Google para ganhar novos clientes e impulsionar suas vendas.

Realizada entre 12 e 16 de junho de 2018 com 1.025 homens e mulheres de 18 a 64 anos de todo o Brasil — a pesquisa mostra como a web se tornou o lugar que os consumidores recorrem para saber mais sobre as pequenas e médias empresas.

“Mais do que isso, os campos de comentários e respostas às perguntas feitas são fundamentais na reputação de qualquer negócio. Essas são algumas das descobertas sobre como os consumidores brasileiros estão usando a Busca para entrar em contato com as PMEs”, diz o buscador.

Confira abaixo alguns insights da pesquisa:

  • Os consumidores recorrem à web para saber mais sobre as empresas: 1 em cada 2 confiam nos comentários on-line tanto quanto recebidos pessoalmente;
  • 77% lê comentários para decidir entre dois ou mais negócios;
  • 58% confia nas avaliações on-line tanto quanto as recebidas pessoalmente;
  • 4 a 5 aspectos são considerados, em média, na escolha entre empresas:
  • 77% comentários de usuários, respostas de perguntas;
  • 75% descontos promoções ou novidades;
  • 69% como chegar lá (mapa ou endereço);
  • 64% do horário de funcionamento;
  • 59% fotos do lugar;
  • 52% métodos de pagamento;
  • 41% se o site está disponível;
  • 41% informações de contato;
  • 8 em 10 preferem usar o Google para buscar informações sobre empresas;
  • 6 em 10 disseram que viram no Google as empresas que descobriram no ano passado;
  • 68% descobriu uma nova loja pesquisando sua categoria no Google;
  • 95% usou o Google no ano passado para comparar empresas antes de decidir qual delas entrar em contato primeiro;
  • 80% das pessoas que querem achar um produto ou serviço perto deles

As empresas que se destacam no Google tem:

  • 13 vezes mais chances de ser escolhido;
  • 5 vezes mais intenções de compra;
  • 4 vezes são considerados “confiáveis”;

As empresas que se destacam com o Google são mais propensas a atrair clientes:

  • 93% visitam ou entram em contato com a empresa que se destaca ao publicar promoções, fotos e responder a comentários e perguntas.

Busca no Google por 13° salário supera 2017

0

O Google Brasil anunciou as pesquisas por 13° salário foram 2,5 vezes maiores em outubro de 2018 que no mesmo período de 2017.

De acordo com estimativa do buscador, feita a partir de uma Google Consumer Survey (GCS) recente e de dados do Dieese, 31 milhões de brasileiros devem usar o dinheiro na temporada de compras de final de ano, que tem início com a Black Friday e contempla Natal e Saldão.

“Em 2017, a Black Friday alcançou um faturamento de R$ 2,1 bilhões somente no meio on-line e, segundo a e-Bit, deve registrar um crescimento de 15% em 2018, chegando a um faturamento de R$ 2,43 bilhões. Em outubro, o volume de Buscas pela Black Friday já estava acima dos números do período anterior (26%), mostrando que a demanda está aquecida para o festival de compras”, diz a empresa.

Ainda de acordo com estimativas do Google, feitas com base na pesquisa e em dados do Dieese, cerca de R$ 74 bilhões serão usados pelos consumidores para comprar produtos. Segundo os consumidores consultados para o estudo, 27% das pessoas estão buscando por roupas e calçados, 26% móveis e artigos para casa e 19% celulares.

Quando o assunto é confiança ou lembrança de marca, os principais varejistas citados são Americanas (19%), Casas Bahia (16%) e Magazine Luiza (13%).

“A Black Friday é uma das datas mais importantes para o varejo e cria oportunidades tanto para os consumidores quanto para as empresas, já que as intenções de compra e buscas pelos produtos são mais intensas”, afirma Patrícia Muratori, head de vendas para varejo do Google Brasil.

Confira abaixo mais insights do Google de pesquisa realizada em agosto com a Provokers (1) sobre a Black Friday e outras datas da temporada de compras:

Black Friday

  • Em 2018, 99,5% dos consumidores on-line entrevistados afirmaram que conhecem a Black Friday – em 2014, segundo a pesquisa Hello Research, só 27% conheciam a data;
  • 70% dos internautas brasileiros já compraram em uma Black Friday;
  • Só na Black Friday 2017, os consumidores brasileiros fizeram 3,8 milhões de pedidos, gerando R$ 2,1 bilhões em vendas no meio on-line, de acordo com dados da e-Bit;
  • O gasto médio dos consumidores na Black Friday 2017 (soma de compras on-line e off-line) foi de R$ 1.178, o que mostra a disposição do brasileiro em aproveitar a data para comprar produtos de maior valor;
  • No ano passado, os consumidores que participaram da Black Friday compraram em 3,9 categorias – como eletrônicos, viagens e beleza – alta de 15% em relação a 2015;
  • Do total de 1.500 entrevistados (que inclui quem comprou e quem não comprou no ano passado), apenas 9% disseram que não comprariam neste ano. Analisando somente a intenção de quem comprou em 2017, só 2% afirmam que não vão comprar neste ano, o que mostra que poucas pessoas que compram em uma Black Friday deixam de comprar novamente no ano seguinte;
  • A categoria de smartphones foi a mais popular na Black Friday 2017, seguida por TVs e eletroportáteis. Porém, outras categorias ganharam relevância, como roupas, perfumes e tênis;
  • Em 2017, o volume de buscas por produtos no Google registrou crescimento de 57% em relação ao volume médio das sextas-feiras de novembro de 2017, antes da Black Friday – categorias como eletrônicos e eletroportáteis chegaram a apresentar variação de mais de 300%;
  • Os consumidores começam a pesquisar cada vez mais cedo sobre Black Friday e a pesquisa on-line é o método preferido para 86% dos entrevistados;
  • Mesmo para as pessoas que não compram on-line, a pesquisa na web é o método escolhido pela maioria (53%);
  • Confiança nas promoções ainda é o principal motivo para não participar da Black Friday segundo 37% dos entrevistados. Por outro lado, 75% dos que compraram dizem que gastaram o valor que esperavam ou menos;
  • No Brasil, a consolidação da Black Friday no e-commerce ao longo dos anos levou à expansão do festival de ofertas para o mundo off-line: a compra on-line com entrega na loja física, por exemplo, teve pico de buscas em 2017;
  • 78% das pessoas voltaram a comprar numa mesma loja após uma primeira experiência de compra durante a Black Friday;

13º salário

  • 48% das pessoas usarão o 13º salário para organizar suas finanças pessoais e 35% para realizar compras no final de ano, de acordo com pesquisa do Google¹;
  • Nessa data, os consumidores procuram por produtos nas categorias de roupas e calçados, móveis e artigos para casa¹.

Natal

  • Ao contrário da Black Friday, em que o consumidor compra produtos para si mesmo, no Natal o foco das compras são presentes (2);
  • Somente 15% das pessoas que compraram na Black Friday 2017 disseram o produto seria oferecido como presente de Natal;

Saldão

  • O início do ano é o período de maior buscas por promoções e descontos fora da Black Friday no Brasil (3);
  • Nesse período, o foco dos consumidores é arrumar a casa: eletrodomésticos, móveis e decoração têm mais buscas no Google em janeiro do que em dezembro.

Ouça as últimas notícias pelo Google Assistente

0

O Google anunciou recentemente a chegada de uma nova função que permite ouvir as principais notícias do dia pelo Google Assistente.

“Notícias nos acompanham em vários momentos do nosso dia, seja assistindo a um noticiário ou lendo um artigo de jornal. Para ajudar você a estar sempre informado em qualquer situação e ficar por dentro do que está acontecendo a qualquer hora do dia, você agora também pode ouvir as principais notícias do dia pelo Google Assistente”, publicou o Google.

A novidade, criada em parceria com a CBN, Estadão, Jovem Pan, Litoral FM, O Globo, Rádio Globo, Veja e Terra, está disponível a partir de hoje em celulares com sistema operacional Android e iOS.

Basta dizer “Ok, Google, ouvir as últimas notícias” para o Google Assistente e você poderá ouvir as principais notícias do dia no seu celular. Você pode, ainda pedir notícias de uma fonte específica entre os veículos parceiros, como “Ok, Google, ouvir as últimas notícias do [Veículo]”.

No Brasil, desde que o Google lançou o novo Google Notícias em maio deste ano, o país já é um dos cinco países com mais usuários diários ativos. O Brasil também é o terceiro país mais ativo no Google Assistente para smartphone.

Além disso, segundo a empresa, o português brasileiro o segundo idioma mais usado no Assistente em smartphones.

Destaques