Blog

Gcam: Google Pixel usa software de câmera do Google Glass

0

De acordo com nossos colegas do 9to5Google, o segredo por trás das belíssimas imagens geradas pela câmera do Google Pixel está o software de câmera originalmente criado para o Google Glass.

“Gcam foi revelado pela primeira vez no ano passado quando o Google X atualizou seu site para listar seus ‘moonshots’. Na época, poucos detalhes foram revelados: ‘Gcam melhorou a fotografia móvel usando técnicas de fotografia computacional'”, diz a publicação.

O projeto teria começado em 2011 quando a equipe do buscador desenvolveu um sensor de imagem para o Google Glass que era bom o bastante para ser comparado com as câmeras de celulares.

Devido ao design restrito do dispositivo, o sensor físico teria que ser relativamente pequeno e otimizado para pouca luz. Além do desempenho de alcance dinâmico e poder de bateria limitados.

Com o projeto Gcam, o hardware poderia fazer “escolhas inteligentes de software” ao introduzir um método de fusão de imagens que toma uma sequência rápida de imagens e depois as combina em uma única imagem de maior qualidade.

A tecnologia estreou no Google Glass com a capacidade de fotografar “cenas mal iluminadas em maior detalhe, e misturar cenas de iluminação com maior clareza”. Depois, o Gcam foi incorporado ao Nexus 5 e 6 como HDR+.

Agora, com a tecnologia avançando ainda mais, o Gcam usa a aprendizagem de máquina “para chegar a um melhor equilíbrio de branco” ou tomar decisões sobre desfocagem e iluminação para melhorar o fundo de uma imagem.

Google trabalha em app colaborativo para edição de fotos em grupos

0

De acordo com fonte do TechCrunch, o Google têm planos de lançar um novo aplicativo social que poderia permitir que pequenos grupos compartilhem e editem fotos juntos.

Fontes afirmaram que projeto não é “mais um aplicativo de mensagens”, mas uma plataforma colaborativa de fotos. Os usuários podem criar grupos para compartilhar fotos e, em seguida, os membros [do grupo] seriam capazes de editar e marcar as imagens.

O programa funcionaria com as principais tecnologias de aprendizado de máquina do Google – incluindo uma forte integração com serviços como o YouTube, a pesquisa de imagens do Google e o Google Fotos – para ajudar os utilizadores a identificarem objetos numa fotografia e aplicar filtros às imagens.

“O Google confirmou a existência do aplicativo e disse que (por agora) é um experimento. Há muitos outros que também estão sendo executados”, publicou o blog de tecnologia.

É possível que mais novidades sobre o aplicativo sejam divulgadas durante a conferência para desenvolvedores do Google I/O 2017.

Asus Zenfone AR chega ao Brasil nos próximos meses

0

A Asus anunciou hoje que tem planos para lançar o Asus Zenfone AR no Brasil até o segundo trimestre. A empresa também adiantou que o modelo virá com duas opções de memória: 6 ou 8 GB de RAM.

Lançado durante a CES 2017, o Zenfone AR é o primeiro smartphone do mundo habilitado para as plataformas do Google conhecidas como Tango e Daydream.

O Tango é um software integrado a um conjunto de sensores e com visão de computador do Google que permite que os smartphones contem com realidade aumentada, enquanto o Daydream é uma plataforma do Google para realidade virtual móvel de alta qualidade e suporta aplicativos Daydream VR.

Por dentro, o Zenfone AR vem equipado com o processador Qualcomm Snapdragon 821, 8 GB de memória RAM e Android 7.0 Nougat que oferece recursos como multitarefas e outras melhorias.

O modelo também conta com uma tela WQHD (2K) Super AMOLED de 5,7 polegadas e alto-falante com cinco elementos, permitindo que as experiências de VR nos aplicativos, jogos e vídeos do Daydream se tornem “mais imersivas e divertidas”.

Asus Zenfone 3 Zoom chega ao Brasil a partir de R$ 1.899

2

A Asus anunciou hoje a chegada do Asus Zenfone 3 Zoom ao Brasil. Fabricado com design de metal, longa duração de bateria, desempenho e lentes duplas.

Zenfone 3 Zoom é equipado com tela IPS de 5.5 polegadas (resolução de 1920×1080 pixel), processador Qualcomm Snapdragon S625 com baixo consumo de energia e bateria de 5000mAh.

O dispositivo, na versão mais básica, têm armazenamento interno de 32 GB com a possibilidade de expansão por cartão micro SD (até 2TB) e 3 GB de memória de RAM.

Com relação as câmeras, a traseira tem sensor de 12 megapixel, 13 MP na frontal, capacidade para gravar vídeos 4K com a resolução de 3840×2160 pixels.

Zenfone 3 Zoom traz ainda uma segunda lente grande angular com tecnologia ASUS SuperPixel capaz de capturar cenas cotidianas, especialmente em ambiente escuro.

Preços?

Um contrato de embargo impede que a imprensa, veículos especializados e influenciadores digitais divulguem os preços das versões do dispositivo até a segunda-feira (27/03).

De acordo com o site do varejista Kalunga – que inadvertidamente vazou informações sobre o Asus Zenfone 3 Zoom – o modelo chega ao Brasil a partir de R$ 2.099.

Atualizado 03h25: De acordo com o leitor @sjgustavo, estes são os preços do Zenfone 3 Zoom em todas as versões:

  • 32gb / 3gb ram: R$2.099
  • 64gb / 4gb ram: R$2.499
  • 128gb / 4gb ram: R$2.699

Atualizado 27/03 – 13h39: A Asus informou que Zenfone 3 Zoom tem preço sugerido à vista de R$ 1.899 para a versão de 3 GB RAM e 32 GB de armazenamento, R$ 2.199 para a versão de 4GB de RAM e 64GB de armazenamento e R$ 2.499 para a versão de 4GB de RAM e 128GB de armazenamento.

Google remove recurso de SMS do Hangouts

0

O Google anunciou hoje que planeja remover a funcionalidade de SMS do Google Hangouts com o intuito de reforçar o app de mensagens Android Mensagens.

“Nós estamos focados em fazer do Android Mensagens o principal local de acesso a SMS e estamos trabalhando com operadoras e fabricantes de dispositivos para incluir o aplicativo nativamente em dispositivos Android”, publicou o Google.

A mudança será alertada por meio de uma notificação no aplicativo do Hangouts e vai informar sobre a necessidade de baixar o Android Mensagens (caso não esteja disponível).

Além de gerenciar mensagens de texto (SMS), o Android Mensagens conta ainda com a  tecnologia Rich Communication Services (RCS) – a próxima geração do SMS.

Com o RCS, os aplicativos de mensagens de texto podem exibir avisos de leitura, status de “digitando”, compartilhamento de fotos de alta resolução e outros recursos.

hangouts-sms

Google anuncia o fim do Google Talk

0

Lançado em 2005, o serviço de comunicação instantânea do Google Talk ainda funcionava “escondido” dentro do Gmail entre aqueles que se recusavam a utilizar o Hangouts.

Entretanto, a partir do dia 26 de junho, os usuários agora serão transferidos automaticamente para o Hangouts, dando fim a antiga plataforma de comunicação do Google.

“Os usuários serão transferidos para o Hangouts a menos que sejam aplicados compromissos contratuais. Para os usuários que preferem a aparência do Google Talk, há uma configuração de lista de bate-papo densa no Hangouts que fornece uma experiência semelhante”, publicou a empresa.

A desativação também afeta o aplicativo do Google Talk para Android (atualizado até 2013) – atualmente substituído pelo Hangouts no Google Play.

Ideia inovadora

Google Talk utilizava padrões abertos para mensagens instantâneas e chamadas de voz permitindo que qualquer pessoa pudesse criar aplicativos para a rede do Google Talk.

Em seus tempos de ouro, o Google Talk contava com chamadas de voz gratuitas entre computadores, envio e recebimento de mensagens de voz, transferência de arquivos e notificações do Gmail em sua área de trabalho por meio do programa para Windows.

Ao ouvir música durante um bate-papo do Google Talk, o permitia exibir a faixa de música atual, no menu de status. A mensagem de status mudava com a música!

Na web, o gadget do Google Talk oferecia uma forma de acoplar o serviço dentro do descontinuado iGoogle ou qualquer página da internet, além de possibilitar conversas em grupo, visualizar mídia do YouTube, Google Video, Picasa e Flickr.

Mais tarde, com a ajuda de um plug-in para navegadores, o Google Talk ganhou a capacidade de bate-papo por vídeo e chamadas de voz e vídeo diretamente do Gmail, do iGoogle e do orkut.

No Orkut, amigos dentro da rede social apareciam automaticamente na sua lista de contatos. Além disso, o Google Talk avisava sempre que um novo recado (scraps!) era postado no seu perfil. Lembra disso?

“Gtalk” vai deixar saudades…

Em meu canal do YouTube, comentei recentemente sobre o Google Talk e sua proposta minimalista que conquistou muitos fãs no passado:

Posts na Busca do Google oferecem assuntos de interesse com fontes verificadas

0

O Google anunciou que vai ampliar sua ferramenta de Posts na Busca com o intuito de oferecer aos usuários as “últimas novidades de assuntos de interesse com fontes verificadas”.

“Posts são uma forma de oferecer aos usuários as últimas novidades de assuntos que os interessam de fontes verificadas. A novidade começa a valer no Brasil e nos Estados Unidos — com a exceção de músicos, que apenas poderão fazer Posts na Busca no Brasil”, disseram os representantes da empresa.

A empresa mencionou durante o Google for Brasil que o MASP está entre os primeiros a fazer parte do lançamento permitindo que os usuários encontrem informações sobre a estreia de uma nova exposição, perfis de artistas ou mesmo vídeos e gifs.

“Clubes e ligas de esporte, museus e assuntos relacionados a músicos e filmes podem fazer parte dos Posts na Busca — basta a instituição se inscrever, como é o caso também da cantora Vanessa da Mata”.

Waze Carpool terá opção de caronas só entre mulheres

0

De acordo com o G1, que entrevistou a diretora global do Waze Di-Ann Eisnor, a empresa planeja disponibilizar uma opção que permitirá que as mulheres solicitem apenas caronas de outras usuárias do aplicativo.

“Será uma opção para mulheres que se sintam desconfortáveis ao dividir o serviço com homens”, disse a executiva do Waze durante o evento Google for Brasil.

Embora a opção não esteja disponível nos testes limitados do aplicativo em Israel e nos Estados Unidos, o Google afirmou que vai trazer a nova funcionalidade de forma global na plataforma.

Waze Carpool no Brasil

Utilizando os recursos avançados de mapeamento do Waze, o Carpool combina parceiros de carona de uma mesma rede local de usuários, facilitando viagens entre vizinhos e colegas de trabalho.

“Além disso, há uma função socioambiental: minimizar a pegada de carbono, e apoiar um futuro mais ecologicamente correto e com menos carros nas ruas”, diz a empresa.

Segundo o Google, o “Brasil tem se mostrado um laboratório e a porta de entrada para produtos e recursos inovadores”, por isso foi escolhido para ser o próximo a oferecer o Waze Carpool.

“Além de ser um dos principais mercados do app no mundo, os usuários brasileiros ajudam a tornar a experiência de navegação mais completa e melhorar ainda mais a mobilidade urbana”.

O Waze está trabalhando junto com os parceiros do Connected Citizen Program para definir qual será a primeira cidade a receber a iniciativa, que deverá ser lançada ainda esse ano.

Cabify agora integrado ao Google Maps

0

Além do serviços de caronas do Uber e 99, agora é possível encontrar os preços de corridas do Cabify dentro do Google Maps.

“Hoje, para facilitar a experiência do usuário, além de Uber e 99, Cabify também foi incluída como opção ao selecionar transporte privado no Maps”, publicou o Google.

A novidade tem como objetivo permitir que os usuários do Google Maps possam consultar, em tempo real, os preços dos principais serviços em um único lugar.

“Essa combinação foi pensada para proporcionar a você e seus polegares cansados uma experiência incrível”, publicou o Cabify em seu blog oficial.

“Nós sabemos que quando você precisa chegar a algum lugar com pressa, qualquer pequeno detalhe que facilite a sua vida pode fazer uma grande diferença”.

Google faz doação de R$ 15.8 milhões para a fundação Lemann Foundation

0

O Google e a Fundação Lemann anunciaram um projeto com o objetivo de oferecer aulas digitais, vídeos e outros materiais, no intuito de ajudar os professores brasileiros a criarem experiências de aprendizado mais imersiva para os estudantes.

“Este será o primeiro conjunto de recursos pedagógicos alinhados à Base Nacional Comum Curricular, política pública que busca organizar mais claramente quais são as habilidades e os conhecimentos essenciais que todos os alunos têm direito de aprender em sua vida escolar”, publicou o Google.

O projeto, liderado pela Associação Nova Escola, será viabilizado por meio de uma doação de 15,8 milhões de reais do Google.org, braço filantrópico do Google.

Segundo a empresa, a doação é parte de um compromisso de dois anos e 50 milhões de dólares em apoio as organizações sem fins lucrativos que estão “desenvolvendo soluções tecnológicas para preencher as lacunas na educação e aprendizado no mundo todo”.

Fábio Coelho, presidente do Google Brasil, enfatizou a necessidade de reduzir a lacuna existente entre os estudantes que têm acesso à tecnologia dentro de sala de aula e os que não tem.

“Nós esperamos que este projeto ajude a empoderar professores com conteúdo tecnológico de qualidade que irá apoiá-los na entrega de uma boa instrução para estudantes em todo o Brasil”, afirmou o executivo.

Os materiais ficarão disponíveis por meio de uma plataforma digital e aplicativo móvel capaz de funcionar em locais com conexão lenta à internet. O buscador estima que o projeto atinja um milhão de professores de todo o Brasil nos próximos cinco anos.

Destaques