Blog Página 6

Google Shopping recebe melhorias em versão dispositivos móveis

0

O Google Shopping, em sua versão móvel, permite agora que os usuários naveguem tocando diretamente nas imagens dos produtos, além de conseguirem visualizar uma vitrine personalizada a partir de seus interesses e últimos produtos buscados.

Segundo o Google, a nova cara do Google Shopping foi desenvolvida pensando nos países que devem adicionar o próximo bilhão de usuários na internet, como Brasil, Índia e Indonésia, onde os consumidores preferem uma experiência mais visual.

“Por isso, em junho durante o Google for Brasil, o país foi escolhido para ser o segundo mercado no mundo a receber esta novidade, depois de ser apresentada na Índia em dezembro de 2018”, diz a empresa.

A nova página inicial do Google Shopping permitirá que os consumidores busquem diversas categorias de produtos para encontrar exatamente o que querem entre vários varejistas.

Para melhorar a experiência on-line dos usuários, a plataforma conta agora com filtros inteligentes, incluindo um indicador de queda de preços e uma coleção dos produtos mais populares.

Além disso, será possível acessar a aba “Shopping” durante uma busca feita no Google para encontrar uma lista de itens relacionados à pesquisa. Os usuários poderão ver todos os detalhes dos produtos e conferir quais varejistas têm os itens em estoque.

A novidade ainda não tem previsão para chegar na versão web.

Uso do NFC cresce 400%, reporta Banco do Brasil

0

O Banco do Brasil reportou que a tecnologia NFC cresceu 400% no primeiro semestre de 2019 e o faturamento das transações por aproximação teve um incremento de 100% no mesmo período.

Foram quase 3,5 milhões de transações utilizando o método de aproximação. A maior parte dessas transações foram realizadas por meio das carteiras digitais.

Atualmente, os clientes do BB podem pagar suas compras por aproximação utilizando a pulseira Ourocard, cartões Ourocard Visa Universitário, Platinum ou Infinite com chip contactless e por meio de aplicativos das principais carteiras digitais, como Samsung Pay, Apple Pay e Google Pay.

“Emitiremos 5 milhões de cartões com a tecnologia NFC até o final deste ano. Em 2020, praticamente substituiremos os cartões de toda a nossa base de clientes”, afirma Edson Costa, diretor de meios de pagamentos do BB.

“É importante que toda a indústria de meios de pagamentos acompanhe esse movimento. A experiência do cliente muda muito com essa tecnologia, além de permitir uma verdadeira transformação em diversos segmentos da economia, como os ligados à mobilidade urbana, por exemplo”, avalia Edson Costa.

No Brasil, o Metrô Rio é a primeira operadora de transporte público a aceitar pagamento por aproximação nas catracas, em um projeto com apoio do Banco do Brasil e da Visa.

A facilidade do pagamento por aproximação está mudando o futuro do transporte público de massa nas grandes cidades do mundo, pois dispensa as filas para comprar o bilhete ou recarregar o cartão de transporte.

Os cartões e as carteiras digitais com a tecnologia de pagamento por aproximação podem ser utilizados em mais de 3 milhões de estabelecimentos em todo o país, segundo levantamento da Visa.

Com a tecnologia de pagamento por aproximação, o usuário paga com segurança e mais agilidade. A transação sem contato pode ser feita com auxílio de vestíveis como pulseiras ou smartwatches, carteiras digitais em celulares habilitados com NFC, e até com cartões de plástico que possuam o chip contacless.

Na hora de pagar, basta aproximar o dispositivo da maquininha do lojista e aguardar a confirmação, que acontece em menos de três segundos.

Automattic adquire Tumblr da Verizon

0

Verizon, que comprou o Tumblr há dois anos ao adquirir o Yahoo, está vendendo a rede social para a Automattic, também conhecida como a empresa por trás do WordPress.

Embora o tamanho do acordo não tenha sido divulgado, a Automattic supostamente pagou menos de US $ 20 milhões pelo site de microblog (o Yahoo comprou o Tumblr por US $ 1,1 bilhão em 2013).

Como parte deste acordo, a Automattic também estará contratando os 200 funcionários do Tumblr. Vale a pena notar que David Karp, fundador do Tumblr, deixou a empresa em 2017.

Além do WordPress, a Automattic já possui um conjunto de ferramentas de publicação como o Jetpack e o Simplenote, tornando o Tumblr uma adição apropriada ao seu guarda-chuva.

O Tumblr é um produto icônico da internet, originalmente conhecido por sua base de usuários jovem e ativa que compartilhava imagens, vídeos e textos antes que o Instagram, o Twitter e o Reddit se tornassem mainstream.

Ao longo dos anos, o Tumblr lançou algumas ferramentas como o Tumblr GIF Maker para fazer GIFs, e depois havia o Tumblr TV para encontrar GIFs populares.

Houve também a resposta do Tumblr ao Periscope, ao Facebook Live e ao Twitch: Live Video no Tumblr.

No final de 2018, o Tumblr sofreu um surto quando a Verizon decidiu banir conteúdo adulto na plataforma.

Isso levou a um boicote em massa, já que o Tumblr funcionou como um espaço seguro para muitos membros LGBTs se expressarem online.

Fundador do Waze fala sobre o sucesso do aplicativo

0

Uri Levine foi um dos fundadores do Waze – aplicativo de tráfego e navegação, adquirido pelo Google em 2013 por mais de US$ 1 bilhão, participou recentemente da Startup Summit e deu dicas valiosas para a busca das startups por investimentos.

O empreendedor contou a trajetória do Waze, que, segundo ele, tem uma história ímpar: “A magia do Waze é que nós, os motoristas, criamos todas as funcionalidades do aplicativo”.

Assim, foi desenvolvido um servidor que coletava informações permitindo que o mapa fosse editado pelos próprios usuários com informações úteis, como novas rotas ou tráfegos ruins.

“Você não precisa ter o produto perfeito. Algo bom o suficiente vai ganhar o mercado naquele momento e ninguém consegue competir com isso”.

Levine comparou o ato de empreender a uma montanha russa, com altos e baixos. No caso das startups, as oscilações costumam ser mais intensas:

“Tem dias que nada dá certo. A jornada em si é de fracassos e isso é importante que vocês saibam”, sentenciou. Para ele, a caminhada das startups começa com a verificação de um problema.

“Se é um problema comum, vá pesquisar e entender as diferentes percepções para criar uma solução. Não confie apenas nos seus instintos. Leve para o escritório, compartilhe”.

O convidado ainda deixou a dica: “Ao apresentar o negócio, comece pelo problema que vai resolver. Investidores são usuários, se eles não enxergam utilidade, não vão investir. Aprenda a contar uma boa história”.

Elo agora aceita pagamentos via Google Pay

0

A Elo passou a aceitar pagamentos das compras dos cartões Elo de crédito e de débito, emitidos pelo Banco do Brasil e Bradesco, por meio do Google Pay.

A plataforma, que dispensa o uso de cartões físicos, permite pagamentos por aproximação de forma fácil, rápida e segura.

Com a parceria, a Elo passa a oferecer mais uma opção de pagamento para os portadores dos cartões que, ao realizarem compras pelo Google Pay, continuarão a ter acesso às recompensas e benefícios oferecidos aos clientes.

“Queremos oferecer os benefícios do Google Pay para todos os brasileiros”, diz Felipe Cunha, head de parcerias para Google Pay na América Latina. “Ter uma marca como a Elo em nossa plataforma representa um passo importante para atingir este objetivo.”

“Os hábitos de consumo estão em transformação e a tendência é que o consumidor tenha cada vez mais opções de pagamento. Nossa associação com o Google Pay é um passo em direção a esse futuro do mercado de pagamentos no Brasil”, analisa Felipe Maffei, diretor de produtos da Elo.

“O Bradesco mantém o compromisso em oferecer todos os jeitos de pagar pelo celular. Agora os clientes que possuem os cartões Bradesco Elo Débito, Múltiplo ou Crédito também poderão realizar suas compras através do Google Pay”, analisa Vinicius Urias Favarao, diretor do Bradesco Cartões.

Google oferece 5 dicas para reuniões mais efetivas utilizando a nuvem

0

Estima-se que o custo de reuniões improdutivas seja de cerca de US$ 37 bilhões por ano nos Estados Unidos, conforme estudo da Universidade da Carolina do Norte, com 195 funcionários em todo o sudeste dos EUA e mais de 300 reuniões relatadas.

No Brasil, não é diferente: a frase de que uma reunião “poderia ter sido um e-mail” é recorrente no mercado corporativo.

“Em um cenário no qual os funcionários gastam uma hora e meia por semana apenas com gerenciamento de agenda, separamos algumas dicas de como fazer reuniões mais efetivas utilizando os produtos de nuvem do Google”, publicou a empresa.

Torne as reuniões mais convenientes

O primeiro passo para melhorar as reuniões está na experiência de agendamento de um local apropriado e com os dispositivos necessários. O Google Agenda permite a sugestão automática de salas de conferência próximas de cada participante e, ainda, lista os equipamentos disponíveis em cada sala. Para isso, é necessário que o  administrador de TI registre todas as salas de reunião e seus respectivos equipamentos com antecedência.

Outra recomendação é sempre manter uma opção de videoconferência pelo Hangouts Meet, caso algum participante tenha imprevistos e não possa comparecer pessoalmente.

2. Agende só o tempo necessário

Com o tempo cada vez mais disputado, é importante se atentar para o intervalo escolhido para os seus compromissos na agenda. Por isso, seja realista e, caso tenha alguma reunião que possa ser concluída em menos de 15 minutos, considere enviar um bate-papo via Hangouts Chat ou, até mesmo, por e-mail.

Nas configurações do Google Agenda é possível, ainda, reduzir a duração predefinida das suas reuniões em 5 ou 10 minutos com a opção “Reuniões rápidas”. 

3. Respeite as horas de trabalho

Como forma de evitar reagendamentos, procure não marcar nada para as primeiras horas do expediente e busque por períodos que não comprometam os horários de almoço e de saída dos participantes.

Uma das formas de manter os colegas de trabalho a par dos seus compromissos é adicionar alertas automáticos de sua indisponibilidade fora do seu expediente. Além disso, caso você tenha participantes de outros países ou viaje muito a trabalho, o Google Agenda permite que você escolha um fuso horário secundário para que seus eventos sejam mostrados nos dois.

4. Defina os tópicos a serem mencionados

Para manter o foco da conversa e fazer com que todos tenham previamente uma pauta do que será discutido, recomendamos criar uma agenda no Google Docs no qual todos possam colaborar simultaneamente.

O acesso para o arquivo pode ser adicionado ao evento da reunião em vez de ser encaminhado via e-mail, o que facilita a busca pelo conteúdo. Você pode também atribuir itens de ação a partir de menção ao membro da equipe responsável. 

Todos os documentos que têm itens de ação não resolvidos podem ser vistos em um só lugar. No Google Drive, clique no menu suspenso na barra de pesquisa, role para baixo até “Follow up” e selecione “Action items only” (itens de ação apenas).

5. Compartilhe conteúdo visual

Mesmo via videoconferências, é possível compartilhar a tela do seu computador pelo Hangouts Meet para demonstrar conteúdos tais como agendas, apresentações, dados, vídeos; e, assim, facilitar o entendimento do que está sendo falado. No entanto, compartilhe apenas a guia do navegador para que as pessoas não se distraiam com bate-papos ou outros trabalhos.

 

Lens no Google Imagens disponível no Brasil

0

Ao se deparar com um objeto em uma foto, como uma jaqueta que chama a atenção ou uma lâmpada em uma sala, é possível usar o Lens para explorar a imagem.

Quando você toca no botão Lens no Google Imagens, os pontos aparecem em objetos sobre os quais você pode aprender mais.

Toque em um ponto ou “desenhe” em torno do objeto de seu interesse. Semelhante ao Lens no Google Assistente e no Google Fotos, o recurso Lens do Google Imagens usa a inteligência artificial para entender o objeto e mostrar imagens semelhantes que você pode explorar.

O Lens no Imagens também facilita a localização e a compra de itens on-line. Por exemplo, é possível acessar o Google Imagens procurando ideias para redecorar sua sala de estar.

Durante a pesquisa, você se depara com um sofá que gosta em uma imagem, mas talvez não saiba qual estilo é ou onde comprá-lo. Usando o Lens e selecionando o sofá que você gosta, é possível explorar informações e imagens relacionadas. A partir daí, você pode aprender mais sobre isso ou encontrar lugares onde possa comprar algo semelhante.

O Lens no Imagens também ajuda os proprietários de sites, oferecendo uma nova maneira de serem descobertos por meio de uma pesquisa visual, semelhante a uma tradicional Busca do Google.

Para começar, os pontos aparecerão nos produtos e outros objetos que o Lens identificar e, nos próximos meses, os pontos aparecerão em mais tipos de imagens, como animais e plantas. Você ainda pode desenhar em torno de qualquer coisa em que estiver interessado em uma imagem para obter mais informações e ver conteúdo relacionado.

O Lens do Google Imagens agora está ativo na web para celular e no aplicativo do Google em todos os lugares em que você usa o Imagens.

Google Imagens agora traz mais detalhes e facilita a comparação de produtos

0

Quando você pesquisa na Web algo como um novo penteado, flores para o jardim ou uma jaqueta nova,visualizar algumas opções pode ser útil.

A partir de agora, quando o usuário seleciona uma imagem, ela aparece em um painel lateral na página, ao lado dos resultados da pesquisa. Essa imagem selecionada permanece em destaque enquanto o usuário navega, permitindo a ele compará-la facilmente com outras na mesma página.

Para facilitar a tomada de decisões sobre compras, quando selecionar a imagem de um produto, o usuário verá detalhes como marca, preço, disponibilidade e comentários. Também foram adicionadas legendas às imagens relacionadas mostradas abaixo da imagem selecionada.

Para vendedores e editores, essa interface atualizada também significa que as pessoas estão mais propensas a visitar uma página da Web para obter informações que irão ajudá-las em uma tarefa ou para comprar um produto.

Os desenvolvedores podem aprender mais sobre como garantir que as informações de marca, preço, classificação e disponibilidade apareçam nas imagens dos produtos.

Google Maps lança recursos de realidade aumentada para facilitar viagens

0

Os usuários agora podem usar o Google Maps para conferir todas as reservas de hotel e de voo em um só lugar, além de fazer o check-in no aeroporto ou a caminho para o próximo hotel.

Basta tocar nas três linhas cinzas no canto superior esquerdo da tela e depois em “Seus lugares”. Em seguida, acesse a guia “Reservas”, onde aparece uma lista das próximas viagens.

Ao selecionar a viagem, o usuário pode acessar suas reservas instantaneamente, mesmo se estiver off-line.

Live View

Com o recurso chamado Live View, é possível usar a realidade aumentada (RA) para ver melhor o caminho a percorrer. Setas e direções são colocadas no mundo real para guiar o seu caminho.

O recurso chega à versão beta para dispositivos Android e iOS que suportam ARCore e ARKit a partir desta semana.

Pratos típicos

Com o Google Maps, o usuário encontra também restaurantes que combinam com o seu estilo, ver quanto tempo dura a espera e até fazer uma reserva sem sair do aplicativo.

Com o recurso de pratos populares, é possível descobrir rapidamente quais são os itens do menu que devem ser experimentados.

Memórias

Se o usuário optar por ativar a configuração do Histórico de Localização, poderá usar a versão atualizada da Linha do Tempo para lembrar de um restaurante ou loja que visitou.

Também é possível ver todos os lugares que visitou em um país ou uma cidade e até mesmo detalhar as categorias de lugares visitados, incluindo restaurantes, lojas, atrações, hotéis e aeroportos.

Quando alguém pedir recomendações de viagem, basta exportar os lugares para uma lista, fazer anotações e compartilhar com amigos e familiares.

As reservas de voos e hotéis, o Live View (em países em que o Street View está disponível) e a nova Linha do Tempo começam a aparecer nos telefones nas próximas semanas.

As reservas e o Live View estão chegando ao Android e iOS, e a nova Linha do Tempo está disponível no Android.

Encontre e ouça episódios de podcasts na busca do Google

0

O Google anunciou, há poucos dias, um novo recurso em sua busca que permite encontrar e ouvir podcasts diretamente da Busca. A novidade está disponível apenas nos Estados Unidos, sem previsão para chegar ao Brasil.

“Quando estiver pesquisando um podcast sobre um tópico no Google, mostraremos episódios reproduzíveis nos resultados de pesquisa ao lado de páginas da Web, notícias, imagens e vídeos”, diz a empresa.

“Vamos abordar esses episódios com base no entendimento do Google sobre o que está sendo falado em um podcast, para que você possa encontrar informações ainda mais relevantes sobre um tópico em formato de áudio”.

A empresa também divulgou que no futuro não será necessário incluir o termo “podcast” na pesquisa para encontrar episódios, tornando a descoberta de podcast “mais simples”.

Destaques