Eric Schmidt deixa o Google após 19 anos

Eric Schmidt, um dos grandes nomes por trás da história do Google, que conduziu a pequena startup do Vale do Silício a uma das maiores e influentes empresas do mundo, deixou a Alphabet.

De acordo com a CNET, ele não é mais um consultor da gigante das buscas e nem da Alphabet, encerrando o trabalho de um dos lideres mais visionários dos tempos atuais.


Sob seu comando, o Google foi muito além de um mecanismo de busca para enfrentar outras tecnologias, incluindo telefones celulares e vídeo online.

Sua estrutura corporativa também refletiu em um crescente sucesso financeiro, relembrou a publicação americana.

Schmidt, nomeado CEO do Google em 2001, deixou o cargo de consultor técnico em fevereiro deste ano, segundo uma pessoa familiarizada com a situação.

Recentemente, o governador de Nova York, Andrew Cuomo, disse que Schmidt atuaria como presidente de uma comissão encarregada de atualizar a infraestrutura e as práticas tecnológicas do estado durante e após a pandemia de coronavírus.

Sua saída termina uma história de 19 anos no conglomerado, onde ele “supervisionou” os jovens fundadores do Google, Larry Page e Sergey Brin, nos primeiros anos do Buscador.

A saída de Schmidt ocorre três anos após Schmidt deixar o cargo de presidente-executivo, no qual anunciou que não atuaria mais em uma função operacional.

Schmidt ganhava, simbolicamente, US$ 1 por ano no cargo de consultor. Representantes de Schmidt e Google se recusaram a comentar ou confirmar a história.

Comente!