Larry Tesler, inventor do recortar, copiar e colar, morre aos 74 anos

Larry Tesler, o inventor do recortar, copiar e colar, morreu hoje aos 74 anos.

Tesler, que embora não tenha conseguido a fama do Steve Jobs e outros pares, foi um dos grandes contribuidores para a computação moderna, implementando recursos essenciais para a interface gráfica do usuário (GUI) que usamos até hoje.


Com uma personalidade forte, ele costumava rebater quem o rotulava como responsável principal pela interface do Macintosh. Ele defendia a ideia de que o software era o resultado de um trabalho em equipe.

“Eu fui erroneamente identificado como ‘o pai da interface gráfica do usuário para o Macintosh’. Eu não era. No entanto, um teste de paternidade pode me expor como um de seus muitos avós”.

Tesler apostava na ideia de software “sem modelo”, em que a ação de um usuário deveria ser consistente, e não baseado em “modos”.

Ele alegava que o usuário poderia clicar com o mouse para inserir ou substituir texto sem precisar entrar em um modo de texto. A entrada de um modo também não era necessária para as operações de recortar, copiar e colar.

Após trabalhar no Centro de Pesquisa da Xerox, em Palo Alto, a Apple o contratou em 1980 e, durante seu tempo na empresa, ele foi vice-presidente e cientista-chefe.

Ele também projetou o dispositivo Newton da Apple, o assistente digital pessoal (PDA), porém sem grande sucesso na época.

Entre 2005 e 2008 ele foi vice-presidente de experiência do usuário e design no Yahoo! antes de embarcar na empresa de teste genético 23andMe.

One Reply to “Larry Tesler, inventor do recortar, copiar e colar, morre aos 74 anos

  1. Parece pouco, mas estas ferramentas de recortar, copiar e colar são fantásticas. Um cara incrível mesmo.

Comente!