Crânio humano ganhou protuberância óssea por causa dos smartphones

0
822

O uso excessivo do smartphone tem resultado no crescimento de uma protuberância óssea na parte de trás de nossas cabeças, segundo uma universidade da Austrália via BBC.

Essa característica inesperada, conhecida como “protuberância occipital externa”, está presente em um número crescente de pessoas – especialmente adultos jovens – e acredita-se que os smartphones sejam os culpados.


“Sou médico há 20 anos, e só na última década, cada vez mais, tenho descoberto que meus pacientes têm esse crescimento no crânio”, disse o cientista de saúde David Shahar.

Acredita-se que a causa desse crescimento anômalo não seja a radiação do celular, mas a maneira como as pessoas constantemente dobram os pescoços em ângulos estranhos para ver as telas dos dispositivos móveis.

Esse tipo de atividade pode exercer pressão adicional sobre a área onde os músculos do pescoço se fixam ao crânio, fazendo com que o corpo reaja colocando novos ossos para ajudar a redistribuir o peso.

A espiga óssea resultante, que mede até 1,4 polegadas, está presente em 41% das pessoas de 18 a 30 anos.

Se você colocar os dedos no lugar certo, poderá até sentir o nosso osso. Os médicos alertaram que o upgrade incomum em nossos corpos é considerado completamente inofensivo.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorFim da sincronização entre Google Photos e Drive
Próximo artigoGoogle Arts & Culture mostra a casa de Anne Frank
é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

Comente!