Google remove rede social Gab da Play Store

3
466

A semana foi marcada por protestos em Charlottesville, nos EUA, por um grupo de supremacistas brancos, em que uma pessoa morreu após uma van atropelar um grupo de pessoas que protestavam contra o racismo.

Ontem, dia 17/08/2017, Sundar Pichai condenou os acontecimentos em Charlottesville dizendo que “Charlottesville e Barcelona (atacada essa semana por terroristas) mostram as consequências devastadoras do ódio e extremismo”.


Hoje, o Google removeu hoje uma rede social da Play Store, o Gab. A rede social está online desde o ano passado e vem sendo utilizado por pessoas que tem sido banidas de redes sociais como Twitter e Facebook, por seus pensamentos de extrema direita (ou far-right, em inglês).

O motivo para a remoção do aplicativo da loja oficial do Android, foi de que ele viola a política de discurso de ódio:

Não é permitido conteúdo contra grupos de pessoas com base em origem racial ou étnica, religião, deficiência, sexo, idade, nacionalidade, condição de veterano ou orientação/identidade sexual.

O que você achou da decisão do Google?

3 COMENTÁRIOS

  1. Eu já ouvia reclamações sobre essa rede, uma decisão de posicionamento do Google pontual contra o racismo, discurso de ódio e companhia…

  2. O GAB não foi uma rede social criada para promover discurso de ódio e sim liberdade de expressão para pessoas que eram perseguidas por defender livre mercado, valores conservadores, libertarianismo e liberdade de expressão no Facebook e Twitter, visto que estas redes são associadas a valores da esquerda. Uma minoria de pessoas usou a rede para promover extremismo: Foi o suficiente para a mídia americana em peso – que apoiou a candidatura de Clinton- chamar GAB de “nazista e extremista”, ou seja: Reductio ad hitlerum. GAB não tem pensamentos de extrema-direita. GAB é uma rede social, ela não pensa, quem pensa é quem posta!…
    .
    Coincidentemente, o Sr. Nicolas esqueceu que o grupo “antirracista” de Charlottesville é formado por Antifas Black Blocs, os mesmos que mataram um jornalista aqui e são responsáveis por diversos atentados a facas. Mas são dois pesos e duas medidas.

Comente!