Blog

Asus anuncia robô Zenbo para competir com o Google Home

0

A fabricante taiwanesa Asus anunciou hoje a chegada de um robô-assistente que promete ajudar em tarefas e assistência doméstica, entretenimento e companhia para as famílias.

“Zenbo conta com uma gama completa de recursos, incluindo a capacidade de se mover de forma independente e compreender comandos de voz, Zenbo pode ajudar em casa e interagir com ele é fácil e divertido”, disse o presidente da Asus Jonney Shih.

“A nossa ambição é permitir que a computação robótica possa fazer parte de todas as famílias”, disse o executivo.

Assim como o Google Home, o robô irá se conectar com dispositivos inteligentes: câmeras, luzes, TVs, aparelhos de ar condicionado e outros aparelhos compatíveis.

O roto do robô funciona como uma tela sensível ao toque: sendo possível fazer chamadas de vídeo, compras on-line e assistir vídeos diretamente da web.

A Asus espera vendê-lo mercado por US$ 599 – o mesmo preço de um smartphone topo de linha.

Toyota pode adquirir Boston Dynamics, a divisão de robótica do Google

0

O site Tech Insider relata que a Toyota teria interesse na aquisição da divisão de robótica do Google, a Boston Dynamics. O negócio ainda não está fechado, mas que deve ser anunciado nos próximos dias.

Adquirida em dezembro de 2013 pelo Google X por US$ 500 milhões, a empresa ficou conhecida devido a sua capacidade em construir robôs avançados, os quais possuem comportamentos notáveis como: mobilidade, agilidade, destreza e velocidade.

No entanto, devido a críticas da imprensa de que a tecnologia avançada poderia poderia assumir postos de trabalho dos seres humanos, o Google passou a enxergar o negocio como um problema de imagem.

Alphabet, a incubadora do Google, também acredita que os robôs inteligentes da Boston Dynamics não devem gerar receitas consideráveis nos próximos anos.

Um porta-voz do buscador se recusou a comentar sobre o assunto.

Samsung lança Galaxy S7 Edge inspirado no Batman

0

A Samsung revelou os primeiros detalhes do Galaxy S7 Edge Injustice Edition, um novo modelo do Galaxy S7 que chega inspirado no super-herói da DC Batman.

Disponível em versão limitada, a Injustice Edition vem na cor preta e com detalhes em ouro ao redor da câmera e flash, sensor de impressão digital e no alto-falante.

injustice-edition_front

Um símbolo Batman do em ouro foi colocado na parte de trás do telefone. Por dentro, o sistema apresenta vários papéis de parede, ícones e um aplicativo de telefone personalizado do Batman.

Se isto já não bastasse para deixar qualquer fã embasbacado, o Injustice Edition conta ainda com uma capa que lembra o uniforme do homem-morcego.

A fabricante sul-coreana afirma que a versão especial será lançada na América do Sul, mas não confirma os países que irão recebê-la.

galaxy-s7-edge-batman

samsung-batman-galaxy-s7-edge-capa

Google vence Oracle em julgamento envolvendo Android

0

Após uma longa batalha nos tribunais, o Google obteve uma importante vitória contra a Oracle que acusava o buscador de desenvolver o Android ilegalmente e copiar a tecnologia Java para ingressar no mercado de dispositivos móveis.

De acordo com a Reuters, o tribunal decidiu de maneira unânime que o uso do Java pelo Google para criar o Android está protegido sob a cláusula de uso justo, prevista pela legislação de direito autoral.

“Uma vitória para o ecossistema Android, para a comunidade de programadores Java e para desenvolvedores de software que dependem de linguagens de programação abertas e livres para criarem produtos inovadores”, disse um porta-voz da empresa de pesquisas.

A Oracle exigia uma indenização de 9 bilhões de dólares por conta do suposto irregular do Java no Android.

Google quer pressionar fabricantes para atualizar o Android

2

De acordo com a Bloomberg, o Google parece ter chegado no limite quanto a demora na atualização do Android por parte das fabricantes e operadoras.

Para que os consumidores saibam o que estão adquirindo, o buscador teria planos de disponibilizar um ranking dos fabricantes que mais atualizam o Android.

Este sistema de classificação não seria uma surpresa para os fabricantes pois trata-se de uma lista que o Google já distribui internamente para os parceiros.

Com este material disponível para os consumidores, o Google acredita que poderia colocar mais pressão sobre as empresas e acirrar uma concorrência relacionada as atualizações de software.

Login sem senha no Android deve chegar até o final de 2016

1

O Google tem plano de incorporar um novo método de login sem senha como parte do Projeto Abacus e agora parece que o recurso vai se tornar uma realidade até o final do ano.

Projeto Abacus monitora uma combinação de sinais em tempo real para verificar a sua identidade, incluindo digitação e padrões de voz, localização atual, reconhecimento facial e muito mais. Este “Trust Score” será capaz de determinar se você é quem diz ser.

“Nós temos um telefone e esses telefones possuem sensores em si. Por que ele não poderia determinar quem eu sou, sem precisar de uma senha?”, disse Daniel Kaufman, chefe do Google ATAP (Advanced Technology and Projects).

Google lança Science Journal, aplicativo de ciências para Android

1

O Google anunciou a disponibilidade do Science Journal – um novo aplicativo para Android que promete transformar qualquer smartphone em “notebook de laboratório” que pode ser levado para qualquer lugar.

“O Science Journal é uma ferramenta de ciências para seu smartphone. Use os sensores do seu telefone ou conecte-o a sensores externos para fazer experimentos no mundo ao seu redor. Organize suas ideias em projetos, faça previsões, anotações e colete dados de diferentes testes, depois registre e analise os resultados”, diz o buscador.

Science Journal usa os sensores do telefone para medir e registrar dados em tempo real, incluindo o movimento, luz e som; e registra todos os dados em gráficos e tabelas, além de organizar todas as suas observações.

Aplicativo do Science Journal está disponível, sem custo, no Google Play.

Projeto Ara, o smartphone modular do Google, pode chegar ao mercado em 2017

2

Após um breve período sem divulgar qualquer novidade sobre o Projeto Ara, o Google anunciou durante a conferência para desenvolvedores do Google I/O 2016 que planeja lançar seu smartphone modular em 2017.

Anteriormente previsto para 2016, o Projeto Ara precisou ser adiado devido a fase de prototipagem que exigiu mais tempo do que o buscador havia inicialmente planejado.

De acordo com o site Engadget– que acompanhou a apresentação – o dispositivo ganhou importantes melhorias no design.

“Em vez de uma grelha metálica que parecia separar os módulo, o novo design não deixa visualmente nenhum limite entre os módulos, dando a impressão de que o smartphone ficou mais unificado”, menciona a publicação.

O novo protótipo do Ara agora suporta até seis módulos e os usuários podem ejetá-los com comandos de voz, ex: “OK Google, ejetar a câmera”.

Vendas do Chromebook superam os Macs nos EUA

5

De acordo com uma pesquisa da IDC, as vendas de Chromebooks nos EUA superaram as vendas de Macs da Apple.

“Chrome OS ultrapassou os Macs nos EUA em termos de transporte marítimo pela primeira vez”, afirma a consultoria de análise de mercado.

Estimativas sugerem que mais de 2 milhões de Chromebooks foram vendidos durante o primeiro trimestre deste ano em comparação com 1,7 milhões de Macs.

Para manter esse crescimento aquecido, o Google revelou planos ousados durante a conferência para desenvolvedores do Google I/O 2016 na qual tornará os aplicativos do Android compatíveis com o Chrome OS.

O buscador também adiantou que uma parceria com a Samsung irá lançar Chromebooks “high-end” até o final do ano para conquistar os consumidores que procuram por laptops mais potentes.

Larry Page comprou o Android pois estava frustrado com os celulares da época

0

Durante um testemunho em tribunal que investiga se o Google infringiu as propriedades intelectuais da Oracle ao desenvolver o Android, o CEO da Alphabet Larry Page revelou os motivos que levaram a aquisição do Android.

Page afirmou a corte que seu interesse na construção de um smartphone se deve principalmente a sua frustração com os telefones que eram vendidos mercado.

“Eu estava super frustrado com o estado dos telefones naquele momento, muitos dos quais executavam Java. Eles não funcionavam muito bem. Você não poderia tirar uma foto e compartilhá-la com alguém”, disse o co-fundador do Google.

“Tínhamos um armário cheio com uma centena de telefones para que pudéssemos testá-los. Todos eles trabalhavam de forma diferente e não podíamos colocar nosso software neles. Foi incrivelmente frustrante”, explicou Page.

O executivo acrescentou que desejava desenvolver um telefone para que pudesse expandir o acesso ao sistema de busca do Google para tantas pessoas quanto fosse possível.

“Nós fazemos grande parte de nosso dinheiro por meio do Google Search e queremos que as pessoas sejam capazes de acessar, mesmo que você não tenha muito dinheiro”, explicou.

Destaques

Asus anuncia robô Zenbo para competir com o Google Home

A fabricante taiwanesa Asus anunciou hoje a chegada de um robô-assistente que promete ajudar em tarefas e assistência doméstica, entretenimento e companhia para as...

Social

28,993FãsCurtir
32,780SeguidoresSeguir
34,784SeguidoresSeguir