Blog Página 2

Google Maps ganha demarcações de territórios indígenas

3

De acordo com o presidente do Google Brasil, Fabio Coelho, uma parceria inédita da empresa de buscas com a FUNAI agora permite que os usuários possam visualizar as demarcações de territórios indígenas no Google Maps.

“Anunciamos hoje uma parceria com a FUNAI e, a partir de agora, o Google Maps inseriu as demarcações de territórios indígenas no Brasil. Essa é uma forma de dar visibilidade à população indígena e permitir um retrato mais exato de seus territórios no Maps”, publicou Coelho.

As demarcações indígenas poderão ser vistas por meio do serviço de mapas do Google Maps para desktop e dispositivos móveis, disponível para Android e iOS.

A funcionalidade, lançada em exclusivo para o Brasil, está entre as primeiras iniciativas do “Google for Brasil”, um esforço do Google Brasil em introduzir “lançamentos globais criados para a realidade de países como o nosso”.

Google Maps agora mostra a localização de amigos e familiares

8

O Google anunciou uma novidade no aplicativo do Google Maps que mostra a localização de amigos e familiares em tempo real.

“Acabou a confusão e o monte de ligações na hora de juntar a turma no festival de música ou o sofrimento para reunir os perdidos da família no almoção de fim de semana”, publicou o presidente do Google Brasil, Fabio Coelho.

Segundo a empresa, os usuários decidem com quem compartilhar a informação e, caso não tenha interesse em utilizá-la, uma opção disponível permite desligar o recurso a qualquer momento.

A funcionalidade, lançada em exclusivo para o Brasil, está entre as primeiras iniciativas do “Google for Brasil”, um esforço do Google Brasil em introduzir “lançamentos globais criados para a realidade de países como o nosso”.

Google Allo agora compartilha arquivos e documentos

0

O Google anunciou que o serviço de comunicação inteligente Google Allo agora pode ser usado para compartilhar documentos e arquivos por meio das conversas no aplicativo.

“Falando em compartilhamento, nós ouvimos seus comentários de que este é um recurso importante e acabamos de adicioná-lo ao Google Allo”, publicou o presidente do Google Brasil Fabio Coelho.

De acordo com o buscador, os usuários poderão compartilhar documentos e outros tipos de arquivos, como pdfs, zips e mp3s entre os contatos do Google Allo.

A funcionalidade, lançada em exclusivo para o Brasil, está entre as primeiras iniciativas do “Google for Brasil”, um esforço do Google Brasil em introduzir “lançamentos globais criados para a realidade de países como o nosso”.

A empresa anunciou recentemente que a versão desktop do Google Allo ainda está em desenvolvimento.

Novos adesivos

A empresa também aproveitou para anunciar a chegada de novos adesivos no Google Allo.

“Pedimos a ajuda de artistas locais para criar mais adesivos que capturam a expressividade e o humor da nossa cultura”, disse Coelho.

Google Fotos reduz o tamanho das fotos em conexão ruim

1

O Google anunciou uma pequena melhoria no Google Fotos para permitir que os usuários possam utilizar o recurso de backup do Google Fotos mesmo em conexões mais lentas.

De acordo com o presidente do Google Brasil Fabio Coelho, o Google Fotos agora é capaz de identificar quando o usuário está em uma conexão ruim e, automaticamente, reduz o tamanho da imagem para facilitar o backup.

“(…)poderão usar o Google Fotos para salvar suas imagens na nuvem em uma resolução mais baixa e compartilhá-las, também em formato menor, mesmo quando estiverem em uma conexão ruim, do tipo 2G. Quando a conexão for melhor, o aplicativo atualizará automaticamente as imagens em uma resolução mais alta”, explicou Coelho.

A funcionalidade, lançada em exclusivo para o Brasil, está entre as primeiras iniciativas do “Google for Brasil”, um esforço do Google Brasil em introduzir “lançamentos globais criados para a realidade de países como o nosso”.

Google Duo ganha chamadas de voz no Brasil

0

O Google anunciou hoje que o serviço de chamadas de vídeo Google Duo agora também passa a oferecer chamadas de voz, permitindo que os usuários possam conversar sem gastar muitos dados.

A funcionalidade, lançada em exclusivo para o Brasil, está entre as primeiras iniciativas do “Google for Brasil”, um esforço do Google Brasil em introduzir “lançamentos globais criados para a realidade de países como o nosso”.

“Milhões de pessoas estão entrando on-line pela primeira vez graças aos smartphones, e que se preocupam em não extrapolar seus pacote de dados, com qualidade díspares de conexões entre diversas localidades”, publicou o presidente do Google Brasil Fabio Coelho.

A opção de chamadas de voz será liberada a partir de hoje no país e, em breve, para os usuários do mundo todo.

YouTube vai descontinuar as anotações em vídeos

1

O YouTube anunciou que vai descontinuar a ferramenta de anotações em vídeos a partir do próximo mês maio.

“A partir de maio de 2017, você não poderá mais editar ou adicionar novas anotações. No entanto, as anotações existentes continuarão a ser exibidas nos vídeos”, publicou a empresa.

“Com o sucesso das telas finais e dos cartões, o uso das anotações caiu mais de 70%. Por isso, o editor de anotações será descontinuado”.

Apesar de serem úteis, a funcionalidade de anotações não era exibida em players personalizados ou sem controle do YouTube, incluindo exibições em celulares, tablets e TVs.

No lugar, o YouTube recomenda o uso das telas finais que permitem indicar outros vídeos, playlists ou canais no YouTube; incentivar as inscrições; promover site, mercadorias e campanhas de financiamento coletivo.

Launcher do Moto G5 é fornecido pelo Google

5

Durante os nossos testes do Moto G5, notamos que o dispositivo traz uma interface de usuário muito similar a Pixel Launcher, do Google Pixel, enquanto seu desenvolvimento não parece estar nas mãos da Motorola.

Em contato ao blog, a assessoria de imprensa da Motorola esclarece que o aplicativo de launcher utilizado no modelo é um dos componentes originais fornecidos pela Android Open Source Project, embarcado com o Android 7.0.

A fabricante ainda esclareceu que não pretende mudar a interface dos smartphones lançados anteriormente, incluindo a linha Moto Z, permanecendo o suporte ao Google Now Launcher.

Confira, na íntegra, a nota enviada pela Motorola:

“A Moto informa que para os novos produtos de 2017, adotou como base para interface padrão o launcher integrante no AOSP (Android Open Source Project). Para os produtos lançados em anos anteriores, o plano atual é manter o launcher embarcado originalmente”.

Nintendo planejava usar Android no Switch

1

De acordo com Kirt McMaster, o presidente da Cyanogen, a Nintendo procurou a empresa com interesse em desenvolver um sistema operacional baseado no Android para um “certo console portátil”.

A Cyanogen, conhecida por desenvolver o descontinuado CyanogenMOD, um sistema operacional de código-aberto baseado em Android, teria sido escolhida pela Nintendo para desenvolver o sistema do Nintendo NX.

Na verdade, o boato reforçado por McMaster, não é algo novo: em Julho de 2015, rumores da indústria já apontavam para o suposto interesse da fabricante japonesa em adotar o Android em seu próximo console.

Apesar da ótima oportunidade financeira para o Cyanogen, o executivo diz que negou qualquer negociação com a Nintendo por motivos de “filosofia empresarial”.

Ele disse ainda que o SO do Nintendo Switch usa um kernel customizado com pequenos bits do Android por dentro.

Google vai rever as diretrizes de conteúdo no YouTube

0

O Google anunciou que vai rever suas diretrizes com o objetivo de impedir que anunciantes tenham seus anúncios exibidos em conjunto com conteúdo ofensivo.

As novas políticas serão aplicadas ao serviço de vídeo online do YouTube e a rede de display do Google que exibe anúncios em sites parceiros por meio do Google AdSense.

O movimento do Google ocorre após um boicote das marcas Argos, BBC, Domino’s Pizza, The Guardian, Hyundai, Royal Mail, Sainsburys e o governo do Reino Unido.

“Recentemente, tivemos vários casos em que os anúncios das marcas apareceram em conteúdo que não estava alinhado com seus valores. Por isso, pedimos desculpas profundamente. Sabemos que isso é inaceitável para os anunciantes e agências que depositam sua confiança em nós”, disse Philipp Schindler, diretor de negócios da Google.

“Sabemos que os anunciantes não querem seus anúncios ao lado de conteúdo que não está alinhado com seus valores. Assim a partir de hoje, estamos adotando uma postura mais dura sobre o conteúdo odioso, ofensivo e depreciativo”.

Mudanças no YouTube

Embora o Google ainda não tenha divulgado as mudanças efetivas no YouTube, a empresa deixou claro que haverá “uma postura mais dura” no cumprimento das regras.

“Queremos garantir que os anúncios sejam exibidos somente em criadores legítimos do nosso Programa de parceiros do YouTube, ao contrário daqueles que se fazem passar por outros canais ou violam as diretrizes da comunidade”, disse o Googler.

“A equipe do YouTube está analisando as diretrizes existentes da comunidade para determinar o conteúdo permitido na plataforma e não apenas o conteúdo que pode ser monetizado”.

Google Brasil destaca torrent em seção de notícias

0

Ao buscar pela comédia “Tinha que ser ele?”, durante este último final de semana, alguns leitores do blog notaram a presença de um site de pirataria entre as principais notícias.

A área, chamada de “notícias principais”, dá destaque as reportagens que estão em evidência dentro do serviço de notícias do Google News.

Apesar da presença dentro do quadro de notícias, a página “The Pirate Filmes HD” não pode ser encontrada no índice do Google Notícias – o que pode indicar um bug nos algoritmos do Google.

No mês passado, Google e Microsoft assinaram um acordo no Reino Unido com o intuito de ocultar os sites com conteúdo ilegal de seus mecanismos de pesquisa.

As empresas disseram que vão bloquear sites que transmitem ilegalmente os jogos de futebol, além de materiais pirateados como filmes e músicas a partir do próximo verão britânico.

Destaques