Blog Página 2

Waze Carpool cresce 460% no primeiro semestre deste ano no Brasil

0

Waze Carpool – aplicativo de caronas do Waze, já registrou mais de 125 mil entradas no aplicativo e mais de 96 mil quilômetros rodados.

O aplicativo, que está disponível em todo Brasil registrou um crescimento de 460% só no primeiro semestre deste ano.

Pelo app, é possível verificar o perfil de quem está oferecendo ou procurando carona e conferir informações como: nome, gênero, onde trabalha, redes sociais, quantas caronas já deu ou pegou pelo app e a classificação feita pelas avaliações de caronas anteriores.

É possível, por exemplo, filtrar as caronas por gênero ou por empresa e, dessa forma, selecionar melhor qual o perfil com o qual você quer compartilhar o trajeto – que pode ser aceito ou não, pelas duas partes.

O Waze Carpool ainda oferece um chat que permite que caroneiro e motorista conversem e combinem detalhes da caronas.

Os valores, que nada mais são do que a divisão dos gastos como gasolina e estacionamento, são calculados e pagos diretamente pelo aplicativo.

Para até 5 km, o valor é de R$4 reais. E para corridas com até 35 km, o valor é de R$10. Para deslocamentos mais longos, o valor chega até, no máximo, R$25.

Essa ajuda de custo pode impactar positivamente no orçamento dos usuários, que antes tinham que arcar com esses valores de forma integral.

Segundo o Google, os benefícios de usar o Waze Carpool são muitos: além de economizar ao dividir os gastos, os usuários têm companhia para compartilhar o trajeto para o trabalho ou faculdade, tudo isso sem abrir mão do conforto de estar em um carro.

“Além disso, a cidade e o meio ambiente também ganham com isso:  Em um cenário onde, segundo pesquisa realizada pelo Waze, 60% das pessoas que vão de carro para o trabalho ou faculdade dirigem sozinhas, cada carona dada significa um carro a menos na rua, o que contribui diretamente para que o trânsito flua melhor, assim como a mobilidade urbana da cidade”, diz a empresa.

“O meio ambiente também ganha, pois a produção de carbono também é reduzida com a diminuição do números de  carros circulam pelas ruas”.

Além da tecnologia e cruzamento de dados inteligentes que fazem com que o app funcione e conecte as pessoas certas, existe também um fator muito importante para que essa prática funcione: a mudança de hábitos.

Para Douglas Tokuno, Head de Waze Carpool para a América Latina, o comportamento é peça chave para que as caronas sejam, cada vez mais, uma prática comum:

“O aplicativo por si só não consegue mudar a mobilidade. Ele precisa de pessoas que estejam aptas a mudar seu dia-a-dia e entender que, ao compartilhar um trajeto que antes, eles faziam sozinhos, eles estão mudando o ecossistema de mobilidade, assim todos saem ganhando”, afirma Tokuno. “A comunidade do Waze Carpool é fortíssima e não para de crescer. Nós conectamos mais do que rotas, conectamos pessoas e, a partir dessa conexão, grandes coisas podem acontecer: amizades, oportunidades profissionais, grupos de corrida e muito mais. Esse é o futuro – um pelo outro e todos por um mundo melhor”, finaliza o executivo.

Além do Brasil, Estados Unidos, Israel e México também tem o Waze Carpool disponível para uso. A meta da empresa é  continuar investindo em melhorias para o aplicativo e conquistar cada vez mais Carpoolers pelo país todo, por meio, por exemplo, de parcerias com empresas para promover a prática da carona entre seus colaboradores utilizando o aplicativo. O Waze Carpool tem um forte programa de incentivo para que as organizações divulguem essa alternativa em seus meios de comunicação, promovendo mais qualidade de vida e diferentes opções de transporte para seus funcionários. Empresas como TIM, Banco do Brasil e Totvs, demonstram que essa prática tem promovido também mais integração entre pessoas de diferentes setores  melhorando, consequentemente, o clima organizacional.

Artigo com dados fornecidos pela assessoria de imprensa.

Uber vai avaliar as condições de 500 carros em SP

0

O Uber anunciou esta semana que está lançando o Programa Qualidade em Movimento. A empresa selecionou 500 motoristas parceiros na cidade de São Paulo.

Os escolhidos vão passar por uma espécie de check-up virtual realizado por meio de um aplicativo especializado.

“O programa vai definir gatilhos de idade veicular, número de viagens dentro da plataforma e avaliações recebidas dos usuários para classificar cada veículo. Dessa forma, vamos ter uma fotografia bem clara de todos os carros da plataforma, seu estado e manutenção, e ajudar o motorista a melhorar o seu padrão até alcançar o nível seguinte. Essa vistoria é o primeiro passo”, disse a empresa.

O programa será lançado como um piloto em São Paulo e deverá ser escalado para outras regiões do País. A expectativa é que o usuário tenha visibilidade de que o veículo utilizado na plataforma passou por uma vistoria, levando uma experiência de qualidade para toda a comunidade. 

Nessa primeira etapa, os veículos passarão por uma vistoria virtual que vai checar uma série de critérios pré-definidos pela empresa. Entre os itens checados, estão os equipamentos de segurança, bancos frontais e traseiros, vidros e retrovisores, além de diferentes ângulos do veículo incluindo laterais, frente, traseira e painéis.

Conteúdo infantil não será mais monetizado no YouTube

1

O YouTube anunciou esta semana uma mudança importante com o intuito de “proteger as crianças e sua privacidade” e que afeta grandes criadores de conteúdo, como o YouTuber Luccas Neto.

Segundo a companhia, a plataforma irá lidar de “forma diferente com dados envolvendo conteúdo infantil no YouTube” em um acordo feito com organizações americanas, a Comissão Federal de Comércio dos EUA e pelo Procurador-Geral de Nova York.

“Isso significa que limitaremos a coleta de dados e o uso em vídeos feitos para crianças apenas ao necessário para apoiar a operação do serviço”, diz a empresa em um comunicado ao público.

“Também deixaremos de veicular anúncios personalizados inteiramente sobre esse conteúdo, e alguns recursos não estarão mais disponíveis nesse tipo de conteúdo, como comentários e notificações”. 

Para identificar o conteúdo criado para crianças, os criadores serão solicitados a informar quando o conteúdo deles se enquadra na categoria infantil.

O YouTube também vai usar aprendizado de máquina para encontrar vídeos que visam o público jovem, com personagens crianças, temas, brinquedos ou jogos.

Desta forma, os vídeos infantis não terão mais os comentários habilitados e não enviarão notificações para os inscritos. As mudanças serão implementadas até o final do ano.

Luccas Neto

De acordo com Felipe Neto, a decisão do Google afeta os vídeos de um dos maiores YouTubers do mundo, seu irmão Luccas Neto.

“Todos os canais que tiverem vídeos interpretados como ‘kids’. Isso inclui desde o canal do Luccas Neto até os episódios de ‘As Aventuras de Poliana’ no canal do SBT. Todos perderão a monetização (apenas nos vídeos infantis)”, publicou em seu Twitter.

“Sim, o canal do Luccas Neto não será mais monetizado pelo Adsense, mas nós nos preparamos BASTANTE pra isso. Foi feito um trabalho ao longo de muito tempo p monetizar o conteúdo do Luccas através de filmes, séries, licenciamento, dentre outras novidades que virão”.

6 comandos de voz para usar em uma TV com Google Assistente

0

Em televisores com Google Assistente é possível executar diversos comandos por meio do assistente de voz. Um dos principais benefícios de ter esta função é não precisar mais procurar o controle remoto, pelo fato de o usuário utilizar o comando vocal para realizar as ações.

1.    Abrir aplicativos e controlar a TV

É possível ligar e desligar a televisão apenas dizendo “Ok, Google, ligar a TV” ou “OK, Google, desligar a TV”, aumentar ou diminuir o volume, dizendo “Ok, Google, aumentar o volume para 60%”, abrir apps, como por exemplo, “Ok, Google, abrir Globosat Play” ou também dizer “OK, Google, trocar para HDMI 2” para alterar a opção de entrada da televisão.

2.    Ajudar a encontrar um restaurante

Você pode perguntar sobre pontos de interesse de sua cidade e encontrar novos restaurantes próximos a você. Por exemplo, você pode dizer “Ok, Google, qual o restaurante italiano mais próximo? ”. E você também pode ver a melhor maneira para chegar até esse restaurante dizendo em seguida: “Ok, Google, como chego lá?”.

3.    Executar conteúdos direto nos aplicativos

É possível pedir para iniciar uma série específica em alguma plataforma de streaming de filmes e séries, com, por exemplo, “Ok, Google, tocar La Casa de Papel no Netflix” ou ouvir sua cantora favorita, como por exemplo “Ok, Google, tocar Pabllo Vittar no Spotify”.

4.    Fazer busca por conteúdo ou tirar dúvidas

Basta dizer “Ok, Google, qual é a previsão do tempo para hoje em São Paulo?” para saber as condições climáticas ou algo como “Ok, Google, quando será o próximo jogo do Barcelona?” ou “Qual a distância da Lua?” para buscar mais informações sobre determinado assunto. Se não conseguir lembrar o nome de algum programa ou simplesmente estiver buscando alguma celebridade, basta dizer, por exemplo, “Ok, Google, encontre filmes da Viola Davis” para o assistente apresentar os resultados.

5.    Acessar ou configurar compromissos na agenda

Para que o assistente apresente as tarefas do dia, é só dizer “Ok, Google, bom dia” e, para incluir algum compromisso na agenda, por exemplo, “Ok, Google, incluir evento na agenda, dentista às 11 horas no dia 10 de setembro de 2019”.

6.    Ligar ou desligar aparelhos na mesma rede (automação)

Essa evolução possibilita ainda que a TV seja utilizada como centro de controle da casa conectada, desde que os outros dispositivos sejam compatíveis com o sistema e estejam conectados à TV via rede Wi-Fi e/ou cabeada. Com isso, é possível que a TV receba comandos para acender as luzes, sincronizar os dispositivos, ligar o aspirador de pó ou outros eletrônicos, com comandos como “Ok, Google, ligar a lâmpada do escritório”.

Todos os cartões do Itaú agora funcionam no Google Pay

1

Desde o início da semana, 100% dos cartões do Itaú Unibanco de crédito, débito e seus adicionais podem ser utilizados no Google Pay.

Desde abril de 2018, mais de 2 milhões de cadastros foram efetuados e 25 milhões de transações foram realizadas nessa modalidade, por meio de celulares, relógios e tablets, dispensando o uso do cartão físico.

Segundo o Itaú, o ramo de alimentação está entre os mais relevantes para os usuários das carteiras digitais.

“A novidade complementa a jornada de transformação digital do Itaú, líder em transações com tecnologia NFC (de pagamentos por aproximação) e a instituição financeira com o portfólio (que conta ainda com o PayPal como parceiro) mais completo de carteiras digitais do País”, publicou o banco.

YouTube Fashion centraliza conteúdo de moda e beleza

0

O YouTube apresentou o YouTube.com/Fashion, um minisite com conteúdos de moda e beleza, profissionais do setor, editores e marcas de moda de luxo.

O novo espaço procura promover colaborações entre marcas de moda e criadores e também ajudar os produtores de conteúdo a receber novos profissionais da moda na plataforma.

“Nosso objetivo é tornar o YouTube.com/Fashion um lugar diversificado e inclusivo, repleto das últimas tendências, conteúdo de moda e beleza, e muito mais”, diz Derek Blasberg, diretor do YouTube Fashion and Beauty. 

“Nos próximos meses, trabalharemos para trazer mais vozes internacionais para a página e localizar os mercados globais. Mal podemos esperar para você explorar nossa nova oferta, inspirar-se em todo o excelente conteúdo e compartilhar seus favoritos com os amigos”.

O hub apresenta conteúdo original dos maiores nomes do setor, além de conteúdo popular. Cada guia está repleta de vídeos de criadores de moda e beleza, profissionais do setor, editores e marcas de moda de luxo.

IFA 2019: Google Assistente mais funcional e integrado

0

O Google marca presença IFA 2019, uma das maiores feiras de produtos eletrônicos e eletrodomésticos , para destacar os parceiros e fabricantes com suporte ao Google Assistente, como caixas de som inteligente, smartphones, fones de ouvido, TVs e outros.

Confira as novidades divulgadas pelo Google:

Modo Ambiente no celular

Uma das primeiras novidades apresentadas é o Modo Ambiente. Quando o celular estiver carregando, essa função permitirá que o usuário visualize notificações e lembretes, inicie uma lista de reprodução e controle aparelho da casa conectada a partir da tela bloqueada.

Quando o telefone não estiver sendo usado, a tela se transforma num porta-retratos digital conectado ao Google Fotos do usuário, dando um toque personalizado.

O Modo Ambiente estará disponível no Lenovo™ Smart Tab M8 HD, que será lançado em breve (ele vai funcionar quando o aparelho estiver encaixado no carregador inteligente), e também no Lenovo Yoga™ Smart Tab (quando o dispositivo estiver inclinado na vertical sobre o apoio de tela) – bem como nos novos Nokia 6.2 e 7.2, quando estiverem carregando.

Faça chamadas de áudio e vídeo no WhatsApp Android

leitura e o envio de mensagens sem utilizar as mãos já é um dos serviços do Google Assistente mais conhecidos pelos usuários.

A partir de agora, também será possível fazer chamadas de áudio e vídeo em viva-voz com o Assistente através do aplicativo WhatsApp Android. No momento, a novidade está disponível apenas em inglês. 

Novos dispositivos com Google Assistente

Durante a IFA, também serão lançados uma série de dispositivos com Google Assistente para o mercado Europeu. Informações sobre disponibilidade no Brasil serão providas pelo fabricante. Confira abaixo os lançamentos:

Novos fones de ouvido equipados com Google Assistente também estão chegando ao mercado, incluindo o JBL LIVE300 TWS, Harman Kardon FLY ANC, Bose NC700, Cleer Flow II e Halo, Phillips PN505 e PH805 e Sony WI-1000XM2 e WH-H910N.

Ao conectá-los ao smartphone, o Assistente pode ser ativado instantaneamente, com apenas um toque no botão do fone de ouvido, permitindo pular para a próxima faixa da playlist, escutar e responder a mensagens ou criar lembretes usando a voz.

Há alguns meses, o Google introduziu, pela primeira vez, o Assistente a caixas de som inteligentes da Sonos Bose. Esse serviço já está disponível nos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Canadá, França, Austrália e Holanda – e, até o fim do ano,  outros países serão incluídos nesta lista.

E mais uma novidade: o Assistente vai ajudar o usuário em qualquer cômodo da casa e até no quintal, graças à novas caixas de som inteligente com bateria como Sonos Move, Bose Portable Home Speaker e JBL Link Portable.

O Google Assistente também chega à diversas caixas de som inteligente e aparelho de som “soundbars” ativados por voz, incluindo JBL Link Music, Phillips AW25 e TAPN805(aparelho de som “soundbar”), Konka G1, SEIKI Tough (aparelho de som “soundbar”), Konka G1, SEIKI Tough e Cigar, Braun Audio LE01, LE02 e LE03. 

O Assistente também estará disponível em mais modelos de Android TV fabricados pelas principais marcas, como Hisense, Sony, TCL, Philips, Changhong, Haier, Skyworth, Metz, Vestel, Sharp, JVC , XGIMI Projector, HKC e Expressluck.  

Google torna open source sua biblioteca de privacidade diferencial

0

Para facilitar o uso da biblioteca de privacidade diferencial pelos desenvolvedores, principalmente em relação aos recursos que podem ser particularmente difíceis de executar do zero, como calcular automaticamente os limites das contribuições dos usuários, o Google disponibilizou sua biblioteca gratuitamente para qualquer organização ou desenvolvedor que queira usá-la.

“Se você é um pesquisador de saúde, pode comparar o tempo médio em que os pacientes permanecem internados em vários hospitais para determinar se há diferenças nos cuidados”, diz a empresa.

“Nossa biblioteca de código aberto foi projetada para atender às necessidades dos desenvolvedores. Além de ser acessível gratuitamente, queríamos que ela fosse fácil de implantar e útil”.

“Usamos privacidade diferencial para criar recursos úteis para nossos produtos, como saber o quão cheia está uma empresa ao longo do dia ou a popularidade de um prato em um restaurante no Google Maps e melhorar o Google Fi“.

A privacidade diferencial é um meio analítico de alta confiança para garantir que casos como esse sejam tratados de maneira a preservar a privacidade.

Aqui estão alguns dos principais recursos da biblioteca:

  • Funções estatísticas: As operações mais comuns de data science são suportadas por esta versão. Os desenvolvedores podem calcular contagens, somas, médias, medianas e porcentagens usando a nossa biblioteca..
  • Testes rigorosos: A privacidade diferencial é uma tecnologia conhecida por ser difícil de realizar da maneira correta. Além de incluir um amplo conjunto de testes, oferecemos também uma biblioteca “Stochastic Differential Privacy Model Checker”, capaz de ser ampliada.
  • Pronta para usar: a verdadeira utilidade da biblioteca fica evidente diante da pergunta: “será que eu posso usá-la?” E a resposta é “sim!”. Incluímos uma extensão PostgreSQL e também receitas comuns para quem está começando a adotar a ferramenta. 
  • Modular: A biblioteca foi projetada para que ela possa ser ampliada para incluir outras funcionalidades, como mecanismos adicionais, funções de agregação ou gerenciamento de orçamento de privacidade.

YouTube explica como conteúdo nocivo é removido da plataforma

0

Para permitir que a plataforma do YouTube continue aberta a todos, a gigante de Mountain View mantém um esforço contínuo de limpeza contra vídeos que tenham conteúdos nocivos e os remove assim que são detectados.

“O conteúdo prejudicial é removido desde o início do YouTube, mas o investimento vem acelerando nos últimos anos. Graças a esse trabalho contínuo, nos últimos 18 meses, as visitas a vídeos que foram posteriormente eliminados por violar as políticas da plataforma foram reduzidas em 80%”, diz a empresa.

YouTube diz já ter removido mais de 100 mil vídeos com discurso de ódio, encerrado 17 mil canais e 500 milhões de comentários.

Desenvolvimento de políticas para uma plataforma global

Antes de remover qualquer conteúdo que viole as políticas do YouTube, o Google explica que é preciso garantir que a linha que separa o que é removido do que é permitido esteja no lugar certo, com o objetivo de preservar a liberdade de expressão e a comunidade. 

  • Desde 2018, introduzimos dezenas de atualizações em nossos padrões: muitos deles são pequenos esclarecimentos, mas outros são mais profundos.
  • Nossa atualização sobre discurso de ódio representou uma mudança fundamental em nossas políticas. Passamos vários meses desenvolvendo essa política e trabalhando com nossas equipes para criar as ferramentas e estabelecer o treinamento necessário para garantir a conformidade.
  • Em abril de 2019, também anunciamos que estamos trabalhando para atualizar nossa política de assédio, incluindo o assédio entre criadores. Compartilharemos nosso progresso nessa questão nos próximos meses.

Uso da tecnologia para detectar conteúdo nocivo

  • Em 2017, aumentamos o uso de nossa tecnologia de aprendizado de máquina para ajudar a detectar conteúdo que potencialmente viola nossas políticas e enviá-las para análise por uma equipe humana. 
  • Mais de 87% dos 9 milhões de vídeos excluídos no segundo trimestre de 2019 foram detectados pela primeira vez por nossos sistemas automáticos.
  • Estamos investindo significativamente em nossos sistemas de detecção automática, e nossas equipes de engenheiros continuam atualizando e aprimorando-os mês a mês. Por exemplo, uma atualização em nosso sistema de detecção de spam no segundo trimestre de 2019 levou a um aumento de 50% nos canais excluídos por violar nossas políticas de spam.

Remova o conteúdo antes que ele se torne popular

  • As melhorias em nossos sistemas automáticos nos ajudaram a detectar e revisar o conteúdo antes de serem relatados pela nossa comunidade, o que permitiu que, no segundo trimestre de 2019, mais de 80% dos vídeos relatados fossem excluídos automaticamente antes de terem uma única visualização.
  • Estamos determinados a continuar reduzindo a exposição a vídeos que violam nossas políticas. É por isso que, no Google, temos mais de 10.000 pessoas encarregadas de detectar, revisar e excluir conteúdo que viola nossas regras. 

Google anuncia inscrições de programa imersivo para startups fora de SP

0

Estão abertas as inscrições para o terceiro programa Immersion, do Google for Startups, voltado para startups em crescimento de fora do estado do São Paulo. Serão nove semanas de atividades com dois encontros presenciais, de uma semana cada, na sede do Google for Startups, em São Paulo, na região da Avenida Paulista. 

A primeira edição do programa foi em 2016 para startups B2B de diversos estados do Brasil. A segunda, no ano seguinte, foi voltada para fintechs de outros países da América Latina.

Nesta edição, o foco do programa será em três áreas de expertise do Google: desenvolvimento de produto priorizando o usuário, gestão & cultura e aquisição de clientes. As startups e o Google trabalharão juntos em pelo menos um desafio prioritário de um desses temas, por meio de workshops, conteúdos estruturados e mentorias personalizadas.

Confira abaixo os critérios de seleção:

· Sede fora do estado de São Paulo;

· Estágio de crescimento com tração comprovada no seu mercado (usuários, receita e/ou investimento);

· Estágio de investimento: Seed ou Série A;

· Time de fundadores(as) experientes e comprometidos(as) com o crescimento do negócio;

· Contar com a participação de pelo menos um(a) dos(as) fundadores(as) ou C-level(s) da startup durante os dois encontros presenciais em São Paulo;

· Os participantes das startups  devem ter nível de inglês avançado;

· Todos(as) os(as) fundadores(as) precisam ser maiores de 18 anos.

Acompanhe o calendário do Immersion:

· Inscrições: de 27 de agosto a 15 de setembro

· Resultado da seleção: 2 de outubro

· Pre-work (remoto): 2 a 9 de outubro

· Encontro presencial I: 14 a 18 de outubro 

· Trabalho e mentorias: Remoto entre encontros presenciais

· Encontro presencial II: 25 a 29 de novembro 

Para saber mais sobre o programa e realizar a inscrição, basta acessar campus.co/immersion2019/saopaulo.

Destaques