Blog Página 942

Wikia Search promete resultados mais relevantes

1

Segundo o jornal The Times, o Wikia Search, um novo mecanismo de buscas criado e desenvolvido pelo fundador da enciclopédia Wikipedia, Jimmy Wales, deve ser lançado definitivamente em dezembro e pretende concorrer diretamente com o Google.

Diferentemente dos buscadores atuais que usam seus algoritmos para classificar as páginas da internet(no caso do Google o famoso PageRank), o Wikia irá se basear em opiniões de seus visitantes e ordenar os resultados conforme apreciação positiva e negativa.

Segundo Wales, a opinião dos seres humanos não podem ser comparados a decisão de uma máquina, e neste caso, podem contribuir para um sistema de buscas mais humano e com resultados ainda mais relevantes.

Yahoo! lançará nova rede social

5

Yahoo! lançará nova rede social que busca conectar estudantes e empresas nos Estados Unidos.

O Yahoo! Kickstart conectará estudantes das maiores universidades americanas às empresas que os interessam. Os estudantes poderão criar seus currículos e as empresas criarão comunidades oferecendo vagas.

Assim como o Likedin, a nova rede será voltada ao uso profissional, e não haverá grandes inovações no quesito rede social.

A princípio, só usuários convidados terão acesso ao portal e ainda não há uma data oficial para lançamento do Y! Kickstart.

Fonte: Cnet.com

Funcionário do Google coleciona fotos com celebridades

0


Chade-Meng Tan é um engenheiro do Google que adora tirar fotos com cada celebridade que visita o Googleplex. Sua galeria atual de fotos incluem mais de 100 celebridades como Eric Schmidt, Larry Page, Sergey Brin, Linus Torvalds, Mikhail Gorbachev, Robbie Williams, Gywneth Paltrow, Chris Tucker e muito outros mais.

Tudo começou por acaso, sempre que uma celebridade visitava o Googleplex, Tan se colocava ao lado para registrar em sua câmera. Após muitas fotos e celebridades, hoje o funcionário do Google tem o prestígio e apoio da empresa em sua coleção de fotos.

Google GPay pode inovar no modo como as pessoas realizam pagamentos

0

Uma nova patente registrada pelo Google dia 30 de agosto sugere que o Google está desenvolvendo um sistema de pagamentos via celular.

A patente Text Message Payment detalha um sistema onde o Google oferece um um serviço de pagamento móvel sob o título de GPay. Exemplos de cenários de pagamentos mostram a compra de produtos através de máquinas, ou a compra de itens diretamente de vendedores offline.

É praticamente possível que o sistema de pagamentos GPay Mobile poderia se tornar em uma plataforma independente, dada a forte indicação que o Google estaria planejando lançar um celular, e claro, GPay poderia ser um serviço exclusivo que o Google Phone poderia vir a oferecer, e que daria ao Google a possibilidade de estar a frente das outras companhias de telefonia móvel ao permitir pagamentos através do aparelho.

Abaixo, alguns cenários que foram anexados a patente do Gpay.

Fonte: TechCrunch

Google Presentations e JotSpot podem ser lançados esta semana

0

Google irá participar esta semada da conferencia Office 2.0 e Jonathan Rochelle – Gerente de Produto do Google Spreadsheets, estará por lá. Esta conferencia parece ser perfeita para o lançamento do aguardado aplicativo de apresentações – o PowerPoint do Google.

Em Abril, o Google anunciou a aquisição das empresas Tonic Systems e Zenter para a construção de um aplicativo online que pudesse competir no segmento de apresentações. Outra aquisição, o JotSpot – serviço especializado em Wikis, também poderia vir a ser integrado ao Google Docs. Já é possível verificar que o centro de ajuda do JotSpot já está hospedado nos servidores do google.com, o mesmo acontece com o fórum de discussões do JotSpot. Em Janeiro, JotSpot lançou “uma nova versão antes que a migração para o host do Google pudesse acontecer”, enquanto em Julho, Dave Girouard anunciou que JotSpot seria parte do Google Apps.

Na última conferencia Office 2.0, o Google anunciou o lançamento do produto Docs & Spreadsheets, o que torna esperado o lançamento do Google Presentations desta vez.

Fonte: Google Operating System

Google celebra Dia do Saber na Rússia

1


Google celebrou neste 1º de setembro o Dia do Saber na Rússia com um doodle especial. A festa russa do Dia do Saber marca o início do ano letivo.

Google e BMW em comercial

1


Surgiu no YouTube um comercial que mostra uma busca online utilizando o Google Local Search no interior de um carro BMW e revela um novo sistema de navegação através do serviço BMW ConnectedDrive.

Fonte: Googlified

Resumo da Semana #3

0

Resumo semanal com todos os posts do dia 26 de Agosto ao dia 01 de Setembro de 2007.

  1. Imagens do novo DataCenter do Google no Oregon/EUA
  2. YouTube volta a testar novo layout
  3. Blogger completa 8 anos de existência
  4. Google Discovery participa do Blog Action Day
  5. AOL compra empresa de publicidade online Tacoda
  6. Manifesto “Bloqueio Não” apóia o iPhone Livre
  7. Yahoo! Mail ganha versão final e novos recursos
  8. Google contrata Astronauta da NASA
  9. Google cria aplicativo para Facebook
  10. Twitter: um ótimo candidato à aquisição
  11. Google suspende publicidade no Orkut
  12. Mozilla lança versão do Firefox para estudantes
  13. Yahoo! enfrenta processo por fornecer dados às autoridades chinesas
  14. As dificuldades dos grandes buscadores no mercado chinês
  15. Adobe contrata criador de nova tecnologia que manipula imagens
  16. Assista ao vídeo final colaborativo do Gmail
  17. Google Discovery na mídia!
  18. O Globo: GPhone em 3 de setembro
  19. Google pode estar se preparando para lançar AdWords em mídia impressa no Brasil
  20. Microsoft adquire a Parlano
  21. Google faz acordo com China.com
  22. Siouxsie quer o fim do YouTube
  23. Globo.com ganha nova home page
  24. Imagem do Dia – YouTube Lanches
  25. Microsoft pode adquirir Research in Motion
  26. Google Discovery Blog Day 2007
  27. Sensores predizem movimento humano
  28. Descoberto um Simulador de Avião no Google Earth
  29. Google News hospeda notícias
  30. Google celebra Dia da Independência da Malásia
  31. Modo fácil de encontrar páginas recentes no Google
  32. The Economist compara Google a um banco
  33. Afinal, o Google Phone será um software ou um hardware? Será mesmo?

Afinal, o Google Phone será um software ou um hardware? Será mesmo?

2

Google Phone A imprensa de todo o mundo está fervilhando, nestas duas últimas semanas, com diversos anúncios (como de costume, não confirmados) do lançamento do GPhone (ou Google Phone, como queira), para a próxima segunda-feira. Muito se fala, mas pouco se sabe realmente sobre ele. O pior: nem se sabe se realmente ele virá.

Órgãos de imprensa e blogs independentes dos mais respeitados do mundo, tais como o The New York Times, The Wall Street Journal, Agência France Press, e-Week, Forbes, Computerworld – IDG, ZD Net, Crunch Gear, Hindustan Times, Exame Informática, O Estado de São Paulo, Frankfurter Allgemeine Zeitung, Corriere Della Sera, Times e outros noticiaram durante mais de 15 dias sobre o lançamento do Google Phone. Deram até uma data: 03/09/2007, segunda-feira próxima, feriado norte-americano do trabalho e afirmaram que este seria feito tanto nos EUA, quanto na Europa

Entretanto, com tudo que cerca a gigante de mídia, este esperado produto está cercado de mistérios. Alguns dizem que tudo não passa de mais um boato e que o Google Phone não deverá ser lançado. Outros dizem que será lançado, mas será apenas um sistema operacional. Uma terceira corrente diz que será lançado e constituir-se-á de sistema operacional e smartphone.

Em excelente “post” datado de 28/08/2007, o respeitado Danny Sullivan, do Search Engine Land, defendeu a tese de que a Google não lançará um telefone móvel, mas, no máximo, poderá apresentar nesta semana um sistema operacional ou ou software empacotado. Para ele, um aparelho faria sombra o iPhone e isto não estaria dentro da estratégia da Google. Colocou dúvida até na possibilidade de haver algum lançamento no dia 03/09/2007, quando demonstrou que já houve vários boatos sobre o GPhone e nenhum deles se tornou realidade.

Você, leitor, não tenha dúvidas de que a opinião do Danny Sullivan deve sempre ser levada em consideração, porque ele é muito bem informado. Entretanto, tenho motivos para crer que, desta vez, ele possa estar enganado, o que não é nenhum demérito, considerada a grande quantidade de vezes que ele já fez previsões acertadas. Em primeiro lugar, o que se tem dito de um hipotético aparelho celular Google Phone não competiria com o iPhone, porque seria menos sofisticado do ponto de vista de determinadas tecnologias embarcadas e, portanto, mais barato. É de se considerar sempre que a Apple é uma empresa de hardware, que se especializou no desenvolvimento de equipamentos com a qualidade de Ferraris e a Google é uma empresa de mídia, que aparentemente precisa ter um aparelho celular, para fomentar as pesquisas por equipamentos móveis. Assim, ambos os produtos nunca serão concorrentes, mas complementares. Ademais, por mais que tenha tido muitos boatos anteriores, este nunca foram tão consistentes, repetidos por órgãos de imprensa tão importantes e por tanto tempo e também ainda não haviam acendido a luz vermelha na concorrência, o que veremos mais tarde.

A maioria esmagadora da imprensa mundial aposta que nesta segunda-feira será lançado um aparelho telefônico especificado pela Google e com um sistema operacional com base Linux desenvolvido pela equipe da antiga Android. O Crunch Gear chegou a afirmar, em 27/08/2007, citando fonte interna da indústria, que o telefone seria construído pela taiwanesa HTC e que ficaria pronto no primeiro trimestre de 2008. Disse que a Sansung também forneceria o produto, que conteria Mapas, GPS, e-mail, calendário e Google Talk com VoIP.

Stephen Wellman, da The Information Week, é mais afoito. Já não questiona se haverá ou não o lançamento. Somente quer saber o que o aparelho terá. Ele quer saber se o telefone terá teclado QWERT, se será GSM ou CDMA, com acesso apenas pela rede celular ou também por Wi-Fi, se o Google Maps funcionará em tempo real com o GPS, se a Google tentará encaixar os vídeos do YouTube em seu telefone e se funcionará apenas em redes 3G, também na 2,5G. São todas perguntas instigantes. Eu acho que terá um teclado, seja porque isto torna mais barato um produto destes, que não teria que ter um teclado sensível ao toque, o iPhone, seja porque o usuário de buscas precisa ter uma forma de teclado, seja porque, vendo os modelos da HTC, pude observar que muitos possuem teclado QWERT. Acredito que, para atender a todos os mercados desejados pela Google, o GPhone ou teria que ser ao mesmo tempo GSM/GDMA, ou teria que ter modelos com uma tecnologia ou outra. Afinal, somente para se ter uma idéia, a GSM é dominante na Europa e a CDMA, nos Estados Unidos. Mas isto é um problema menor. Acredito ele terá dupla forma de acesso, pela rede celular e por Wi-Fi. Afinal, o iPhone, parece que já tem e que o Blackbarry deverá ter em breve. Não fosse isso, é política da Google ter redes de comunicação abertas, porque isto facilita o seu negócio de buscas custeadas por publicidade. Quanto ao YouTube, terá, necessariamente, que estar integrado a este produto, desde que seja pela rede 3G, a única que consegue receber tamanha quantidade de dados. Quanto às redes aptas a recebê-lo, estou ciente que a prioridade serão as 3G (eventualmente, até a 4G – o Japão e a Coréia parece que já estão testando). Entretanto, este telefone terá que ir para os países em desenvolvimento e até a África (que precisa desesperadamente ser integrada ao mundo da Internet), onde hoje, no máximo há redes 2,5G. Talvez eles criem uma forma de acesso restrito para estas redes.

A mim parece bastante possível que esta versão seja verdadeira, mesmo que o aparelho ainda não esteja à venda nesta segunda-feira, não estando a HTC pronta a produzi-los agora. Afinal, a Google é uma empresa de mídia baseada em buscas na Internet. Vale lembrar que as buscas de Internet serão cada vez mais feitas com aparelhos móveis. A Google está tentando criar uma empresa de telefonia móvel nos Estados Unidos para o início de 2008. Por último, a investida da Microsoft, que se afigura, para comprar a RIM Blackberry sugere uma verdadeira preocupação com a chegada do iPhone e do GPhone, como bem lembra o Le Figaro.

Por final, quero apenas fazer uma pergunta, que já pode até ter sido feita por alguém, mas que eu ainda não li: será que na estratégia da Google estaria embutida, além do lançamento do Google Phone e criação de uma empresa de telefonia móvel, o fornecimento (inicialmente nos Estados Unidos) de aparelhos telefônicos ou de serviço de telefonia móvel parcial ou integralmente subsidiados por publicidade advinda de buscas?

The Economist compara Google a um banco

0

The Economist, em sua última edição, comparou o Google a um banco que armazena e gerencia muita informação(em sua maioria, informações pessoais).

“Google é freqüentemente comparado com a Microsoft mas sua evolução é mais parecida com a indústria bancária. Somente instituições financeiras crescem e se tornam repositórios de dinheiro das pessoas, e dessa forma se torna o guardião das informações privadas sobre suas finanças, no caso do Google, a empresa está se tornando o guardião de informações abrangentes e íntimas das pessoas.

Sim, isto também se aplica aos rivais como Yahoo! e Microsoft. Mas o Google, com a sua velocidade em acumular o tesouro da informação, poderá chegar aos limites que a sociedade pode tolerar.”

Como qualquer banco, você precisa acreditar e ter certeza de suas transparentes políticas, e claro, servir aos seus interesses. Da mesma forma, você deve pensar em relação ao Google e seus serviços como Google Health, Google Checkout, Google Web History ou Google Web Accelerator na qual poderão armazenar informações pessoais como seu médico, seu prontuário médico, suas informações bancárias, seu histórico de navegação, seus gostos, suas preferências, e muito mais.

Neste caso, o desastre seria o Google perder a confiança de seus usuários, mas a empresa tem um histórico de não trair seus usuários, e além é claro, de sua filosofia.

Destaques