Blog Página 5

Google Pay terá transmissão ao vivo para desenvolvedores

0

No dia 21 de agosto, entre 9h e 13h, o Google Play fará seu primeiro evento do ano para mostrar como desenvolvedores que trabalham em startups podem integrar o Google Pay como forma de pagamento para seus produtos e serviços.

O evento é fechado para convidados, mas também será transmitido ao vivo no canal de desenvolvedores do Google no YouTube para que quem estiver interessado no conteúdo consiga assistir.

Presente em mais de 60 países, o Google Pay é uma ferramenta gratuita e segura que usa as informações de pagamento salvas na conta Google de alguém para pagar por produtos e serviços.

No mundo, mais de 100 milhões de usuários já baixaram o aplicativo do Google Pay no Android e o uso da ferramenta quadruplicou em apenas um ano. No Brasil, além do uso de cartão de crédito, é possível usar cartões de débito do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal (CEF) e, em breve, será possível usar também cartões múltiplos.

O app do Google Pay proporciona uma experiência de pagamento única usando os cartões salvos na Conta Google. A ferramenta permite que os usuários façam e gerenciem transações facilmente em navegadores, plataformas e dispositivos.

Além disso, o Google Pay é totalmente integrado à Conta Google. Ele pode ser usado onde quer que o usuário esteja conectado sem a necessidade de login ou senhas separadas. Para compras em lojas físicas, com o cartão cadastrado no Google Pay, o cliente tem a vantagem de não precisar do cartão físico para realizar a compra.

Para participar da live, basta preencher este formulário e um e-mail com o link para a transmissão do evento será enviado. 

Serviço: Transmissão ao vivo – Evento do Google Pay para desenvolvedores

Quando: 21 de agosto, às 9h

Onde: On-line (link para se inscrever no evento)

Os Sertões disponível na plataforma de audiolivros do Google Play

1

Os Sertões, a obra mais famosa do escritor Euclides da Cunha, homenageado nesta edição da FLIP (Feira Literária de Paraty), está disponível no catálogo de audiolivros do Google Play.

Considerado o primeiro livro-reportagem brasileiro, trata da Guerra de Canudos, que ocorreu no interior da Bahia. A epopeia contém mais de 24h de narração, em uma voz feminina que destaca os vocábulos eruditos e a trajetória da vida sertaneja.

Para proporcionar cada vez mais momentos de aprendizado e inspiração para a rotinas das pessoas, o Google, há um ano, lançou no Brasil sua plataforma de audiolivros para o Google Play.

De lá para cá o número do catálogo cresceu 30% e passou de 2500 para 3200 títulos.

O audiolivro do Google Play oferece algumas vantagens, entre elas, a possibilidade de ouvir um trecho gratuito, para ter certeza que o usuário gostou da voz do narrador.

Também é possível compartilhar o livro com todos da família, por meio da Biblioteca Família, sem cobrança adicional, mesmo que estejam usando dispositivos diferentes.

Outro diferencial é que, caso você tenha que deixar seu audiolivro para fazer outra coisa, ele continua do ponto onde parou. Uma função que vale destacar é o ajuste do áudio, ou seja, ele pode ser lido na velocidade que o leitor está habituado, mais lento ou acelerando a leitura.

A plataforma de audiolivros tem promoções de 40% off, é possível encontrar livros por R$10, além de títulos gratuitos. O usuário não precisa dispor de uma assinatura para ter acesso a essas vantagens.

São mais de 3200 livros disponíveis que poderão ser ouvidos no smartphone Android, iOS e também na web.

Google Tradutor ganha suporte para novos idiomas na tradução simultânea com a câmera

0

O Google Tradutor permite que o usuário explore lugares desconhecidos, comunique-se em diferentes idiomas e faça conexões que, de outra forma, seriam impossíveis.

Um dos principais recursos do aplicativo móvel é a tradução instantânea com a câmera, basta apontar a lente para o texto em outro idioma. A partir de hoje, o Google apresenta uma série de atualizações para tornar o recurso ainda mais útil para todos.

Agora, a tradução simultânea com a câmera tem suporte para 60 idiomas adicionais, como árabe, hindi, malaio, tailandês e vietnamita.

Ainda é possível traduzir para qualquer um dos mais de 100 idiomas disponíveis no Google Tradutor, ou seja, traduzir do árabe para o francês ou do japonês para o chinês e muitas outras combinações, algo que não era possível antes.

Ao viajar para o exterior, especialmente em uma região com vários idiomas, era um desafio para as pessoas determinar o idioma para tradução simultânea com a câmera.

Na nova versão do aplicativo, basta selecionar “Detectar idioma” com o idioma de origem, e o aplicativo do Google Tradutor vai detectar automaticamente o idioma e o traduzirá.

Pela primeira vez, a tecnologia de Tradução Automática Neural (NMT) está integrada em traduções instantâneas com a câmera. A tecnologia NMT produz traduções mais precisas e mais naturais.

Ainda é possível baixar a maioria dos idiomas para o seu dispositivo para que você possa usar essa função mesmo sem uma conexão com a Internet. Quando o dispositivo está conectado à Internet, a função usa a rede para melhorar ainda mais as traduções.

A função também tem um novo visual e seu uso é mais intuitivo. Os textos traduzidos também estão mais “polidos” para torná-los mais legíveis quando exibidos. 

Shoelace: a nova rede social do Google

0

A incubadora experimental Area 120 do Google revelou seu mais recente projeto. É um aplicativo chamado Shoelace, e seu objetivo é ajudar as pessoas a encontrar coisas para fazer com outras pessoas que compartilham seus interesses.

Soa familiar? Provavelmente, porque soa como uma rede social.

Em termos contextuais, a última rede social do Google, Google+, foi desativado em abril e, em seguida, renasceu como o Google Currents, voltado para empresas.

Para um contexto ainda maior, vale a pena notar que o Google+ é o sucessor do Google Buzz, a ferramenta de microblogging / mensagens de rede social do Google que foi descontinuada em 2011.

Como o Shoelace funciona: os usuários podem navegar pelas atividades escolhidas diariamente do Shoelace, desde o futebol de coleta até as datas das brincadeiras dos cachorros e dos shows de comédia, ou adicionar seus próprios eventos, apelidados de “loops”, a um mapa.

Shoelace está restrito a Nova York, mas deve ganhar novas cidades no futuro.

Explore a Lua no Google Earth em especial dos 50 anos de exploração espacial

0

Esta semana marca o 50º aniversário da missão histórica Apollo 11, que levou, pela primeira vez, um homem à lua.

Para celebrar essa conquista e os outros inúmeros avanços na exploração espacial, o Google traz novas maneiras de explorar a lua e um “quiz de outro mundo” – tudo no Google Earth, além de outras histórias sobre a missão lunar na Busca.

Junto com a NASA, o Google Earth mostra como surgiu a missão da Apollo 11, do desafio do presidente John F. Kennedy de colocar um homem na Lua para treinar astronautas nas instalações para o controle da missão, à contagem regressiva para o lançamento, muito antes de 16 de junho de 1969.

Explore como a NASA está atualizando os locais de lançamento para futuras missões e como estão lidando com a ameaça de aumento do nível do mar nessas áreas costeiras.

O buscador também lançou uma nova maneira de explorar a Lua no Google Earth Studio, uma ferramenta de animação para imagens de satélite e de imagens 3D do Google Earth.

A partir de hoje, é possível criar animações da Lua e de Marte usando a ferramenta, abrindo um novo mundo para os criadores de vídeos. Basta usar o menu Mundo na nova página do projeto ou acessar a página de configurações do projeto para começar.

Finalmente, confira a homenagem a 10 exploradores espaciais icônicos – homens, mulheres e robôs que avançaram na compreensão do mundo em relação ao nosso planeta por meio de pesquisas e viagens espaciais. Teste também seus conhecimentos em um quiz sobre exploração espacial.

Visite o Google Earth durante toda esta semana para explorar as maravilhas do espaço.

Governo Trump pode proibir criptografia de ponta-a-ponta

0

De acordo com o site Politico, autoridades do governo Trump teriam se reunido recentemente para discutir se o governo deveria buscar a proibição de tipos de criptografia em que a polícia não pode quebrar.

Se confirmada a história, poderia levar a proibir a criptografia de ponta a ponta, hoje usado por diversos aplicativos de mensagens como o WhatsApp.

A criptografia de ponta a ponta garante que somente você e a pessoa com que você está se comunicando podem ler o que é enviado, impedindo qualquer outra forma de interferência.

A Austrália aprovou uma legislação semelhante no ano passado, embora o país não proíba diretamente a criptografia de ponta a ponta.

Apenas exige que as empresas entreguem os dados do usuário, se isso puder ser feito sem enfraquecer a criptografia.

Google Maps agora estima tráfego em tempo real e previsões de lotação para ônibus, trens e metrô

0

O Google Maps anunciou a disponibilidade de dois novos recursos para ajudar os usuários a planejar melhor a viagem de transporte público.

Inicialmente, os usuários começarão a ver esses recursos em quase 200 cidades em todo o mundo, tanto no Android quanto no iOS. Confira: 

Tráfego em tempo real para ônibus

A nova funcionalidade exibe em tempo real o tráfego de ônibus em locais onde não há informações ao vivo diretamente das agências de transporte locais.

Agora, o usuário pode ver se o ônibus chegará atrasado, quanto tempo de atraso e conferir o tempo de viagem de forma mais precisa com base nas condições de tráfego em seu trajeto.

Ainda será possível ver exatamente onde estão os congestionamentos no mapa, assim é possível planejar a viagem antes mesmo de entrar no ônibus. Em breve, o recurso deve começar a ser visto em cidades como Brasília, Recife e Salvador.

Previsões de aglomeração

O recurso disponibiliza previsões de lotação para ônibus, trem ou metrô,  baseado em histórico de viagens passadas.

Assim, é possível tomar uma decisão de esperar ou não mais alguns minutos por um veículo em que se tenha mais chances de conseguir um lugar. Em breve, a funcionalidade deve começa a aparecer para o usuário em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro.

Tendências de lotação de trânsito de todo o mundo, de acordo com o Google Maps

As previsões de lotação vêm do feedback opcional diretamente das pessoas que usam o Google Maps.

Para saber mais sobre como os níveis de superlotação variam ao redor do mundo, o Google analisou relatórios agregados e anônimos de lotação de usuários do Google Maps de outubro de 2018 a junho de 2019 durante o horário de pico (das 6h às 10h) e identificou quais linhas têm o maior número de aglomerações.

YouTube anuncia mais controle sobre vídeos da página inicial e sugestões

0

O YouTube anunciou que irá oferecer aos usuários mais controle sobre quais vídeos são exibidos na sua página inicial e nas sugestões do Up Next.

“Com isso, queremos ajudar os espectadores a encontrar novos interesses e paixões, como um novo artista favorito, um novo criador de conteúdo que eles possam seguir ou simplesmente as melhores receitas de comida”, diz a empresa.

As três mudanças específicas que serão lançadas nos próximos dias são:

  • Explore tópicos e vídeos relacionados na sua página inicial e nas sugestões do Up Next:  Eles podem ser vídeos relacionados ao que você está assistindo, vídeos publicados pelo canal que você está assistindo ou outros tópicos que podem ser de seu interesse. Esse novo recurso pode ser encontrado na página inicial quando você rolar para cima e na tela Avançar ao navegar. 
  • Remova sugestões de canais que você não quer assistir: 
    Agora, você pode informar o YouTube para que pare de sugerir vídeos de um determinado canal. Basta tocar no menu de três pontos ao lado de um vídeo, seja na página inicial ou no Up Next, depois em “Não recomendar canal”. 
  • Saiba porque um vídeo pode ser sugerido para você: 
    Agora é possível visualizar mais informações abaixo do vídeo, em uma pequena caixa que explica por que esses vídeos aparecem em sua página inicial para ajudar você a encontrar vídeos de novos canais que possa gostar.

Google, Apple e Microsoft são as marcas de tecnologia mais valiosas do mundo

0

A Kantar divulgou o ranking das Marcas Mais Valiosas do Mundo e, entre as 10, aparecem cinco do segmento de tecnologia: Apple, Google, Microsoft, Facebook e Tencent.

A Amazon lidera como a marca mais valiosa do mundo de acordo com o ranking BrandZ das 100 Marcas Globais Mais Valiosas de 2019, lançado hoje pela WPP e Kantar na Bolsa de Valores de Nova York.

As empresas de tecnologia lideraram o Top 100 do BrandZ desde o seu primeiro ranking global em 2006, quando a Microsoft assumiu o primeiro lugar.

Com um crescimento de 52% no valor da marca em relação ao ano anterior, chegando a US$315,5 bilhões, a Amazon está à frente da Apple (USD$309,5 bilhões) e Google (USD$309,0 bilhões), ambas com um aumento de 3% e 2%, respectivamente, para acabar com o domínio de 12 anos dos gigantes da tecnologia.

No Top 10, o Facebook permaneceu no número 6, enquanto, pela primeira vez, o Alibaba superou a Tencent e se tornou a marca chinesa mais valiosa, subindo dois lugares para o 7º e crescendo mais de 16% para USD$131,2 bilhões.

A Tencent caiu três posições para a oitava posição, um decrescimento de 27%, para USD$130,9 bilhões em relação ao ano anterior.

Rank 2019 Marca Categoria Valor da marca 2019 (bilhões) Variação Rank 2018
1 Amazon Varejo 315.505 52% 3
2 Apple Tecnologia 309.527 3% 2
3 Google Tecnologia 309.000 2% 1
4 Microsoft Tecnologia 251.244 25% 4
5 Visa Pagamentos 177.918 22% 7
6 Facebook Tecnologia 158.968 -2% 6
7 Alibaba Varejo 131.246 16% 9
8 Tencent Tecnologia 130.862 -27% 5
9 McDonald’s Fast Food 130.368 3% 8
10 AT&T Provedor de Telecom 108.375 2% 10

Arte: Ilustração – sem conexão com o ranking

Track This: Mozilla lança recurso que deixa os anúncios loucos

0

A Mozilla anunciou o lançamento do Track This, uma ferramenta online que permite enganar os anúncios digitais que monitoram a navegação do usuário para oferecer produtos e serviços.

“Você está sendo seguido em toda a Web por meio de cookies, pequenos arquivos de dados armazenados por seu navegador, que lembram coisas como preferências de idioma, sites que você visitou ou o que está em seu carrinho de compras”, diz a fundação.

“Isso pode parecer geralmente bom, mas fica obscuro quando data brokers e redes de publicidade usam cookies para coletar informações sobre seus hábitos na Internet sem o seu consentimento”.

Em vez de simplesmente bloquear (uma solução fácil hoje em dia), a Mozilla teve uma ideia: uma ferramenta capaz de abrir 100 guias de “pura loucura” para enganar os trackers e pensar que você é outra pessoa.

“Veja os seus anúncios na internet mudarem perante os seus olhos. Seus anúncios provavelmente só serão afetados por alguns dias, pois os rastreadores de anúncios são bastante sofisticados”.

A experiência divertida da Mozilla não tem como objetivo bloquear os anúncios, mas mostrar como sua navegação fornece dados a terceiros mesmo acessando apenas links.

Destaques