Blog Página 3

Google pretende unir Play Music e YouTube Music

5

É fato que o Google gosta de trabalhar em produtos similares e até defende a causa. Entretanto, devido ao trabalho divergente das equipes, os produtos acabam não superando as expectativas dos usuários.

Além dos comunicadores instantâneos como o Hangouts e Allo, o Google oferece músicas por meio dos serviços Play Music e YouTube Music. Desta vez, porém, o Google parece ter chegado no limite: vai unir as equipes.

Em uma declaração ao The Verge, um porta voz do Google confirmou as mudanças internas e afirma que qualquer mudança será comunicada aos usuários com bastante antecedência:

“A música é muito importante para o Google e estamos avaliando reunir nossas ofertas de música para oferecer o melhor produto possível para nossos usuários, parceiros de música e artistas. Nada vai mudar para os usuários de hoje e vamos fornecer com bastante aviso antes de quaisquer alterações que serão feitas”.

Não se sabe ainda qual produto irá sobreviver após esta fusão. Se você tem preferência por algum destes serviços, deixe sua opinião aqui nos comentários!

Inteligência artificial do Google aprende a aprimorar fotos como nos filmes

0

No final de 2016, a equipe do Google Research revelou que o Google vinha trabalhando na tecnologia “RAISR” capaz de utilizar o aprendizado de máquina para produzir versões de alta qualidade de imagens de baixa resolução.

Entre os exemplos demonstrados até aquele momento, você conseguia ver uma melhora significativa nas imagens, mas estavam longe de serem perfeitas. Até, claro, um novo e recente anúncio feito pelos cientistas do Google Brain. Dê uma olhada nos resultados:

O que estamos vendo acima é absolutamente incrível! A partir de uma imagem pequena e pixelizada com apenas 64 quadros, o cérebro eletrônico do Google é capaz de aumentar a resolução e desenhar características faciais reconhecíveis como nos filmes policiais.

Para conseguir chegar a este resultado, a inteligência artificial do Google Brain tenta mapear e combinar cada quadro da imagem com semelhantes imagens de alta resolução quando ampliadas.

A máquina, então, adiciona detalhes realistas na versão final. Ela faz isso aprendendo o que cada pixel em uma amostra de baixa resolução geralmente corresponde em imagens de alta resolução.

Por se tratar de uma imagem formada por aproximações calculadas pelo algoritmo, a tecnologia ainda não está pronta para uso da força policial. Uma versão mais branda da tecnologia já está disponível no Google+ para Android.

Carmen Miranda ganha homenagem do Google

0

Desenhado pelo artista Sophie Diao, o Doodle do Google faz homenagem a cantora e atriz luso-brasileira Carmen Miranda que hoje completaria 108 anos.

“Carmen Miranda é um raro exemplo de uma tripla ameaça: talentosa em agir, cantar e dançar. Nascida em Portugal e criada no Brasil, Miranda se apresentou às artes do espetáculo em tenra idade. O amor de seu pai pela ópera e o apoio de sua mãe levaram-na a prosseguir uma carreira no mundo do espetáculo. Inspirada por baianas, vendedores de frutas afro-brasileiros, Miranda vestiu um ‘chapéu de frutas’ ao ela se apresentar. Isso se tornaria sua assinatura à medida que sua estrela se elevava, primeiro no Brasil e depois, no mundo inteiro” publicou o Google.

“A grande momento de Miranda aconteceu depois de seu desempenho no Instituto Nacional de Música. Ela conseguiu uma audição em um estúdio de gravação onde ela foi imediatamente contratada para lançar um single. O primeiro álbum de Miranda foi lançado em 1929, e foi imensamente popular entre os brasileiros. Seu estilo de atuação ajudou o samba a ganhar respeito e um lugar no destaque brasileiro (e mais tarde, do mundo)”.

“Quando ela se mudou para os Estados Unidos em 1939, Miranda era uma estrela nacional no Brasil e tinha o poder de garantir que sua banda pudesse viajar com ela. O famoso Teatro Chinês de Garuman, em Hollywood, convidou-a a deixar suas impressões de mão no cimento em 1941, o primeiro latino-americano a fazê-lo”.

“Hoje, nós comemoramos Carmen Miranda e seu 108º aniversário”.

YouTube lança Mobile Live para canais com 10 mil assinantes

0

O YouTube oficializou sua nova funcionalidades de transmissão ao vivo que promete melhorar a interação dos criadores de conteúdo com o público dentro da plataforma de vídeos.

Mobile Live

Disponível somente para os canais com mais de 10 mil inscritos, o Mobile Live é um recurso de streaming ao vivo que chega para competir com o Facebook e Twitter; e permite começar uma transmissão diretamente do Android ou iOS.

“Tudo o que você tem de fazer para iniciar o streaming é abrir o YouTube, apertar o botão de captura e você está ao vivo! Os vídeos transmitidos terão as mesmas funcionalidades que os vídeos normais do YouTube”, explica o Google.

Além de contar com a “infra-estrutura sólida do YouTube”, os YouTubers podem aplicar filtros especiais durante as transmissões e interagir com os fãs por meio do Super Chat.

Apesar da restrição inicial, o Mobile Live será lançado para todos os canais no futuro.

Pesquisa por sintomas no Google ganham resultados verificados por médicos

0

O Google anunciou que ao pesquisar por algum sintoma seu mecanismo de pesquisa, um painel informativo de sintomas e condições relacionadas, tratamentos, entre outros, será apresentado no resultado; todos revisados por médicos.

O anúncio de hoje, expande a iniciativa existente entre Google e o Hospital Israelita Albert Einstein e passa a oferecer aos brasileiros informações relevantes e confiáveis verificadas por médicos nas buscas realizadas por sintomas.

“Depois da busca por doenças, era natural que passássemos a oferecer às pessoas esse mesmo resultado quando elas procurassem por sintomas, que é muito mais comum,” explica Berthier Ribeiro-Neto, diretor do Centro de Engenharia na América Latina, em Belo Horizonte.

O Brasil é o primeiro país a ter a solução totalmente adaptada e localizada para o português, depois do lançamento nos Estados Unidos, em junho de 2016, e estão disponíveis para pesquisas feitas no Android, iOS e desktops.

O buscador divulgou ainda algumas informações curiosas sobre as pesquisas feitas em sua plataforma:

  • Uma em cada 20 pesquisas no Google são relacionadas à saúde (dados globais)
  • Cerca de 1% das buscas no Google são relacionadas a sintomas (dados globais)
  • Hoje, há mais de 400 condições disponíveis nos painéis de informações (dados do Brasil)
  • O Einstein validou mais de mil consultas para o lançamento da busca por sintomas no Brasil (dados do Brasil)
  • Alguns dos sintomas mais buscados (dados do Brasil. Não é um ranking):
    • Garganta inflamada
    • Dor de cabeça
    • Faringite
    • Dor nas costas
    • Dor no peito
    • Hipotermia
    • Taquicardia
    • Dor no estômago
    • Dor na nuca
    • Tontura
  • 15% das buscas que vemos todos os dias são novas (dados globais de outubro de 2016)
  • O tráfego das buscas nos dispositivos móveis ultrapassou o desktop (dados globais de outubro de 2015)
  • Hoje, mais de 100 engenheiros do Google trabalham no escritório de Belo Horizonte.

YouTube agora permite avançar ou voltar 10 segundos com toque duplo no Android

0

O Youtube implementou neste última semana uma forma mais fácil de navegar em seus vídeos por meio de toques rápidos na tela de dispositivos móveis.

Um novo recurso permite que você toque duas vezes no lado esquerdo ou direito da tela para avançar ou retroceder rapidamente qualquer vídeo em 10 segundos.

A funcionalidade funciona apenas no modo de tela cheia e está disponível na última versão do YouTube tanto para iOS quanto no Android.

É possível, entretanto, que o recurso ainda não esteja disponível a todos os usuários.

Assista o comercial do Google Home para o Super Bowl 2017

1

O Google Home foi escolhido para estrelar o super comercial do Google para o Super Bowl 2017 – a final da NFL – campeonato de futebol americano dos EUA.

Controlado por voz, o Google Home permite levar o Google Assistant a todos os cômodos da sua casa. O dispositivo ajuda ainda a acessar entretenimento, gerenciar tarefas cotidianas e obter respostas do Google.

Para veicular o anúncio durante o Super Bowl 2017, Google deve pagar uma bagatela de US$ 5,5 milhões (R$ 17,2 milhões ou R$ 572 mil por segundo), valor 10% mais caro do que 2016.

O comercial do Google Home para o grande evento não é exatamente novo, mas muitos dos telespectadores norte-americanos provavelmente ainda o não viram na internet.

Google vai descontinuar a Google Now Launcher nas próximas semanas

4

De acordo com uma fonte anônima do Android Police, o Google está comunicando as fabricantes que planeja descontinuar a Google Now Launcher nas próximas semanas.

“De acordo com um e-mail encaminhado a nós por um tipster, o Google alertou os parceiros de sua intenção de remover a Google Now Launcher da Play Store nas próximas semanas”, publicou o blog.

Com a remoção da Now Launcher, o Google estaria disponibilizando aos fabricantes a biblioteca da Search Launcher Services que permitiria integrar o painel do Google Now em suas launchers proprietárias.

Recentemente a Sony demonstrou sua nova interface, a Xperia Home beta, que conta com um painel do Google Now com o mesmo funcionamento da Google Now Launcher.

A mensagem alerta que aqueles que utilizam a Google Now Launcher continuarão a receber suporte com updates, mas o aplicativo não estará disponível para novos downloads.

A Pixel Launcher, lançada em conjunto com o Google Pixel, ainda se mantém exclusiva aos dispositivos do Google.

Google+ ganha painel de insights com o alcance dos posts

0

O Google voltou a reintroduzir um painel de insights no Google+ que mostra o desempenho e influência da seu perfil ou coleção dentro da rede social.

Além de permitir acompanhar o incremento de novos seguidores do perfil ou coleção, os utilizadores ainda podem descobrir o alcance dos posts (visualizações), números de comentários e marcações com +1.

A empresa alerta que dados recentes podem demorar até 48 horas para serem compilados no painel.

Google vai integrar Progressive Web Apps no Android

0

O Google anunciou que vai incorporar Progressive Web Apps no Android e permitir que aplicativos da web sejam capazes de funcionar com notificações e cache local.

De acordo com o buscador, os Progressive Web Apps irão aparecer na gaveta de aplicativos e nas configurações do Android e ainda poderá receber entrada de dados por meio de outros apps.

“Este novo recurso de Adicionar à tela inicial é mais um passo em nossa jornada para capacitar os desenvolvedores a construir a melhor experiência possível para seus usuários”, publicou o Googler Yaron Friedman.

A nova experiência de Adicionar à tela inicial já está disponível no Chrome Canary e será lançada no Chrome 57 beta nas próximas semanas.

Progressive Web Apps

Destaques