Elon Musk tentou assumir controle da OpenAI em 2018 para competir com Google

O OpenAI, criador do ChatGPT, rejeitou uma oferta feita por Elon Musk para assumir o controle da AI lab em 2018, segundo relatório divulgado pela Semafor e reportado pelo The Verge.

Fundado em 2015, a OpenAI inicialmente operava como uma organização sem fins lucrativos, compartilhando suas pesquisas com a comunidade.

No entanto, quando Musk notou que a empresa estava ficando para trás em relação ao Google, ele tentou assumir o controle direto da empresa.

Musk foi rejeitado por outros fundadores da OpenAI, incluindo o atual CEO Sam Altman e o presidente Greg Brockman.

Após a recusa, Musk retirou-se da empresa, mas também renegou uma promessa de fornecer US$1 bilhão em financiamento.

Ele contribuiu apenas com US$100 milhões antes de deixar a equipe, deixando a OpenAI financeiramente vulnerável.

Com isso, a empresa anunciou a criação de uma nova entidade com fins lucrativos em 2019, com um aporte de vários bilhões de dólares da Microsoft.

Desde que a OpenAI se vinculou à Microsoft, a empresa tem intensamente introduzido produtos e serviços de IA ao mercado.

Muito dessa tecnologia foi integrada ao sistema operacional Windows, pacote Office e o mecanismo de pesquisa Bing.

Em um tweet recente, ele referiu-se à OpenAI como “uma empresa de lucro máximo de código fechado, controlada efetivamente pela Microsoft”, acrescentando que isso “não é o que eu pretendia de forma alguma”.

Comente!

You May Also Like