Google nega ter impedido lojas alternativas no Android

Detalhes do processo antitruste em andamento entre a Epic Games e o Google relevou que o buscador teria gasto “milhões de dólares” em incentivos para manter grandes desenvolvedores de aplicativos na Play Store. 

A desenvolvedora de jogos alega que o Google teria praticado ações anticompetitivas relacionadas ao Android e a Play Store, sob o programa “Project Hug”.


A exemplo disso, a Epic cita que a Google pagou à Activision Blizzard aproximadamente US$ 360 milhões para evitar que ela competisse diretamente com a Play Store. 

Em resposta, a Activision disse que nunca fez um acordo com o Google para não abrir uma loja de aplicativos.

“O Google nunca nos perguntou, nos pressionou ou nos fez concordar em não competir com o Google Play”, disse a Activision. “As alegações da Epic são absurdas.”

O Google afirma que o processo em andamento com a Epic é “infundado e cheio de descaracterizações”.

“Programas como o Project Hug fornecem incentivos para que os desenvolvedores ofereçam benefícios e acesso antecipado aos usuários do Google Play quando eles lançam conteúdo novo ou atualizado; isso não impede que os desenvolvedores criem lojas de aplicativos concorrentes, como a Epic alega falsamente”, disse um porta-voz do Google ao Engadget

“Na verdade, o programa é a prova de que o Google Play compete de forma justa com vários rivais para desenvolvedores, que têm várias opções para distribuir seus aplicativos e conteúdo digital.”

You May Also Like