YouTube Shorts experimenta recurso de compras no Brasil

O Google está testando novos recursos de compras do YouTube Shorts que permite aos usuários adquirir produtos enquanto assistem a vídeos curtos.

Dois produtos serão lançados a partir de 2023:


  1. O primeiro é um sistema de marketing de afiliados que pagará comissões aos criadores que optarem por promover seus produtos nos Estados Unidos.
  2. O segundo são tags dentro dos vídeos no qual os usuários nos EUA, Índia, Brasil, Canadá e Austrália poderão comprar por meio do Shorts.

Além das vendas no serviço, o YouTube pretende pagar aos criadores 45% da receita de anúncios a partir do início do próximo ano.

“É um modelo de endosso, em comparação com um modelo de publicidade mais tradicional ou um modelo de colocação paga”, disse Michael Martin, GM do YouTube Shopping, ao FT . 

“Acreditamos firmemente que o YouTube é o melhor lugar para os criadores construírem um negócio e fazer compras é uma parte disso”.

“Nosso objetivo é focar nas melhores oportunidades de monetização para criadores no mercado.”

Apesar dos esforços de Mountain View de seguir os passos do TikTok, a receita trimestral de anúncios do YouTube caiu 1,9% no último ano e ficou abaixo das expectativas.

You May Also Like