YouTube estuda impedir compartilhamento de conteúdo com desinformação

O YouTube está de olho em novas medidas para combater a desinformação em sua plataforma, mesmo que tenha que “desligar” recursos de compartilhamento de vídeos com “conteúdo limítrofe”.

De acordo com o serviço, conteúdo “limítrofe” são “vídeos que não cruzam a linha de das políticas de remoção”, mas que YouTube “não necessariamente quer recomendar às pessoas”, ou seja, difíceis de lidar.


“Uma maneira possível de resolver isso é desabilitar o botão de compartilhamento ou quebrar o link em vídeos que já estamos limitando nas recomendações”, escreveu o diretor de produtos Neal Mohan.

“Isso significa efetivamente que você não pode incorporar ou vincular a um vídeo limítrofe em outro site.”

Mohan acrescentou que a empresa ainda está lutando para decidir se deve ou não adotar essa abordagem mais agressiva.

“Nós lidamos com a possibilidade de impedir compartilhamentos pode ir longe demais na restrição das liberdades de um espectador.”

Ele disse que uma abordagem alternativa poderia ser adicionar “um intersticial que aparece antes que um espectador possa assistir a um vídeo incorporado ou vinculado, informando que o conteúdo pode conter informações incorretas”.

Comente!