Facebook desliga seu sistema de reconhecimento facial

A Meta, empresa que controla o Facebook, anunciou que está encerrando seu sistema de reconhecimento facial nas “próximas semanas”.

Com isso, você não será mais reconhecido automaticamente nas fotos – mesmo se tiver optado pelo recurso, e a equipe do Facebook excluirá mais de um bilhão de modelos de reconhecimento facial.


As descrições automáticas para deficientes visuais também deixarão de nomear as pessoas detectadas nas fotos.

A empresa disse que tomou a decisão após “preocupações crescentes” sobre o uso mais amplo do reconhecimento facial, incluindo “incertezas” sobre a regulamentação da tecnologia.

No entanto, o motivo pode ser um pouco mais além e ter conexões com processos em que a Meta está envolvida e que poderiam atingir valores de US$ 650 milhões em multas.

Em 2018, o Google comentou sobre o uso do reconhecimento facial em seus negócios:

“Como muitas tecnologias com múltiplos usos, o reconhecimento facial merece consideração cuidadosa para garantir que seu uso esteja alinhado com nossos princípios e valores e evite abusos e resultados prejudiciais”, disse o Google. 

“Continuamos a trabalhar com muitas organizações para identificar e enfrentar esses desafios e, ao contrário de algumas outras empresas, o Google Cloud optou por não oferecer APIs de reconhecimento facial de uso geral antes de trabalhar com questões importantes de tecnologia e política.”

Comente!