Legisladores dos EUA dizem que Snapchat, TikTok e YouTube precisam avançar na proteção as crianças

Legisladores americanos estão em cima do Snapchat, TikTok e YouTube para que as empresas implementem novos recursos para aumentar o controle dos pais e outras proteções infantis em seus serviços.

Embora os três aplicativos sejam alguns dos aplicativos mais populares entre adolescentes e usuários mais jovens, ambos tem recebido menos atenção do que o Facebook e Twitter.


A VP do YouTube, Leslie Miller, disse que a empresa estava trabalhando em um novo recurso que vai permitir aos pais “escolher uma configuração padrão de reprodução automática bloqueada” no aplicativo YouTube Kids, além de outros novos controles dos pais. 

Ela não forneceu mais detalhes, mas disse que seria lançado “nos próximos meses”.

Snapchat, por sua vez, disse que novos recursos seriam “lançados em breve” como viabilizar aos pais um report sobre informações sobre como seus filhos estão usando o Snapchat, como com quem eles passam mais tempo conversando e quais são suas configurações de privacidade e localização.

Já o TikTok disse que acrescentaria controles adicionais para permitir que pais e filhos personalizassem melhor seus feeds, mas não deu detalhes específicos. 

“Estamos investindo em novas maneiras de nossa comunidade aproveitar o conteúdo com base na adequação à idade ou no conforto da família”, disse Michael Beckerman, vice-presidente de políticas públicas da empresa.

“Estamos desenvolvendo mais recursos que capacitam as pessoas a moldar e personalizar sua experiência no aplicativo. ”

Comente!