YouTube remove vídeo de Bolsonaro com desinformação sobre vacina da Covid e Aids

Depois que o Facebook e o Instagram excluíram os vídeos do presidente Jair Bolsonaro no qual alegava uma conexão falsa entre a vacina da Covid e a AIDS, agora foi a vez do YouTube cumprir seus termos de serviço.

Ao contrário dos serviços do Facebook, que deletou a transmissão imediatamente quando informações médicas incorretas foram mencionadas, o YouTube manteve o vídeo no ar ao longo do dia.


Por volta das 19h, porém, o vídeo desapareceu do portal de vídeos do Google. Uma mensagem informa que o material “foi removido por violar as diretrizes da comunidade do YouTube”.

A assessoria de imprensa complementa com a nota:

“Removemos um vídeo do canal de Jair Bolsonaro por violar as nossas diretrizes de desinformação médica sobre a COVID-19 ao alegar que as vacinas não reduzem o risco de contrair a doença e que causam outras doenças infecciosas”, disse o YouTube. “

“As nossas diretrizes estão de acordo com a orientação das autoridades de saúde locais e globais, e atualizamos as nossas políticas à medida que a orientação muda. Aplicamos as nossas políticas de forma consistente em toda a plataforma, independentemente de quem for o criador ou qual a sua opinião política”.

Comente!