Facebook processa programador que teria roubado dados de 178 milhões de usuários

O Facebook anunciou que vai tomar medidas legais contra o ucraniano Alexander Solonchenko pela acusação de extrair dados de mais de 178 milhões de usuários.

Solonchenko explorou uma falha no sistema de importação de contatos do Messenger usando uma ferramenta automatizada que imitava dispositivos Android.


Segundo o The Record, ele injetou milhões de números de telefone e catalogou tudo o que a plataforma retornava informações sobre contas com números de telefone.

A ação ocorreu entre janeiro de 2018 a setembro de 201 e vendeu os dados capturados no mercado negro em dezembro de 2020.

Apesar de parecer muitos dados, um outro incidente na mesma ferramenta viu outros hackers coletarem dados de 533 milhões de usuários.

Comente!