Google e Roku entram em novo embate envolvendo o YouTube

Em uma post publicado em seu blog, o Roku voltou a acusar o Google de fazer exigências anticompetitivas como a exigência de um campo de busca do YouTube dedicada na interface do dispositivo de streaming Roku.

Roku também alegou que o Google substitui a pesquisa por voz por música e bloqueia pesquisas fora dos resultados do YouTube, enquanto os usuários estão no aplicativo do YouTube.


“Fazer negócios com uma empresa tão poderosa como o Google cria desafios complexos”, disse o blog.

“É importante ressaltar que nossas preocupações com o Google não são sobre dinheiro. Não solicitamos uma única mudança nos termos financeiros de nosso contrato existente. Na verdade, o Roku não ganha um único dólar com o serviço de compartilhamento de vídeo com suporte de anúncios do YouTube hoje, enquanto o Google ganha centenas de milhões de dólares com o aplicativo do YouTube no Roku”.

Em resposta as alegações do Roku, um porta voz do Google comentou a situação:

“Desde nossas negociações com Roku no início deste ano, continuamos a trabalhar com eles para encontrar uma solução que beneficie nossos usuários mútuos”, disse o Google.

“Roku mais uma vez optou por fazer afirmações improdutivas e infundadas, em vez de tentar trabalhar de forma construtiva conosco.”

Nesta querra, contudo, são os usuários que saíram perdendo: o Google deve encerrar a presença do YouTube em novos dispositivos do Roku após 9 de dezembro.

Comente!