Médico Wu Lien-teh, criador da máscara facial, ganha homenagem do Google

O Google está celebrando o 142º aniversário do médico Wu Lien-teh, criador da máscara facial, com um doodle em sua página inicial para diversos países do mundo.

“O Doodle de hoje celebra o 142º aniversário do epidemiologista chinês-malaio Dr. Wu Lien-teh, que inventou a máscara cirúrgica para o rosto que é amplamente considerada a precursora da máscara N95”, publicou o buscador.


História de Wu Lien-teh

Nascido em uma família de imigrantes chineses em Penang, na Malásia (atual Malásia), neste dia de 1879, Wu tornou-se o primeiro aluno de ascendência chinesa a obter seu doutorado na Universidade de Cambridge. 

Após seus estudos de doutorado, ele aceitou o cargo de vice-diretor do Imperial Army Medical College da China em 1908. Quando uma epidemia desconhecida atingiu o noroeste da China em 1910, o governo chinês nomeou Wu para investigar a doença, que ele identificou como peste pneumônica contagiosa que se espalhava de humano para humano por transmissão respiratória. 

Para combater a doença, Wu projetou e produziu uma máscara cirúrgica especial com algodão e gaze, acrescentando várias camadas de pano para filtrar as inalações. 

Ele aconselhou as pessoas a usarem sua máscara recém-inventada e trabalhou com funcionários do governo para estabelecer postos de quarentena e hospitais, restringir viagens e aplicar técnicas de esterilização progressivas; sua liderança contribuiu muito para o fim da pandemia (conhecida como praga da Manchúria) em abril de 1911 – quatro meses depois de receber a tarefa de controlar sua propagação.

Em 1915, Wu fundou a Associação Médica Chinesa, a maior e mais antiga organização médica não governamental do país. 

Em 1935, ele foi o primeiro malaio – e a primeira pessoa de ascendência chinesa – indicado ao Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina por seu trabalho no controle da peste pneumônica. 

Defensor e praticante dedicado dos avanços médicos, os esforços de Wu mudaram não apenas a saúde pública na China, mas em todo o mundo. 

Família do Dr. Wu Lien-the agradece ao Google pela homenagem

Dr. Shan Woo Liu, médica assistente no Massachusetts General Hospital e Professora de Medicina de Emergência na Harvard Medical School compartilha seus pensamentos sobre o Doodle e o legado de seu bisavô.

Estamos honrados por o Google estar comemorando o aniversário de nosso bisavô. Há pouco mais de um século, ele ajudou a combater uma praga na China e desenvolveu técnicas como o uso de máscaras, que ainda usamos hoje em nossa batalha contra o COVID-19. 

Quando crescemos, ouvimos as histórias de nosso pai sobre nosso bisavô – que ele era famoso por controlar a peste pneumônica da Manchúria, uma doença mortal para quase todos que a contraíam, e que ele ocupava um cargo na China equivalente ao de Cirurgião Geral nos Estados Unidos.

Um livro em nossa mesa de centro com uma capa esfarrapada, Plague Fighter, nos lembra diariamente de suas realizações.

Sua história mexeu com algo em mim e, desde muito jovem, sonhei em me tornar um médico. No entanto, foi somente em 1995, quando participei da celebração do 80º aniversário de sua fundação da Associação Médica Chinesa, que realmente apreciei seu legado. 

Centenas de médicos e cientistas lotaram uma sala de conferências em Xangai para ouvir palestras sobre sua vida e carreira. Fiquei sabendo que ele era considerado por muitos o pai da medicina moderna na China. 

Em 2018, viajei com minha família para Harbin, no nordeste da China, para visitar um museu e instituto de pesquisa construído em homenagem ao meu bisavô. 

Segui seus passos na mesma cidade onde reprimiu o surto de peste um século antes. Hoje, como médico de emergência tratando de pacientes com COVID-19, agradeço ainda mais sua bravura. 

Um ano atrás, fiquei apavorado com o quão pouco sabíamos sobre o coronavírus. Mesmo agora, tenho dificuldade em imaginar como meu bisavô deve ter se sentido ao cuidar de pacientes que contraíram a peste. 

Mas também me sinto mais próxima dele do que nunca ao exortar meus pacientes a praticar o distanciamento social e a usar uma máscara – as mesmas técnicas em que ele foi pioneiro ao resgatar a China, e possivelmente o mundo, de um flagelo. 

Wu Lien-teh continua sendo um herói tanto agora quanto era antes.

One Reply to “Médico Wu Lien-teh, criador da máscara facial, ganha homenagem do Google

  1. Olá Renê, obrigado por pesquisar e publicar esta linda história de dedicação à saúde pública, à medicina, do doutor Wu Lien-the. Ela nos prova que o amor e dedicação à medicina hipocrática transcende fronteiras, nacionalidades, culturas e etnias, e ajuda a fazer cair por terra a seletividade histórica em favor de uma medicina e ciência eurocêntricas.

Comente!