3 dicas úteis para ajudar os pais na redução dos riscos para os seus filhos na Internet

Protegendo as contas das crianças: no Brasil, 16% dos pais disseram que seus filhos foram vítimas de pelo menos um hacker que roubou informações de suas contas durante a pandemia.

É importante que os pais conscientizem seus filhos sobre a importância de usar senhas fortes e diferentes para diferentes contas online, sem compartilhá-las com terceiros.


A verificação em duas etapas é fundamental. Aprenda como criar uma senha mais forte neste vídeo.

Preste atenção aos contatos online: Recomenda-se que pais e filhos tenham uma conversa ininterrupta com quem conversar por meio da plataforma.

De acordo com este estudo, 82% dos pais brasileiros estão confiantes de que seus filhos encontrarão problemas de segurança online, enquanto 79% dos pais disseram que sabem o suficiente sobre segurança para falar com seus filhos.

No Google, o plano de segurança digital para pais e educadores inclui um guia da família com dicas e ferramentas para ajudá-los a integrar e praticar bons hábitos digitais em suas vidas diárias e fornecer discussões para famílias.

Oriente as crianças a acessarem conteúdo adequado à idade: de acordo com a pesquisa do Google, acessar conteúdo impróprio é o segundo tópico ao qual os pais prestam mais atenção.

Por meio de ferramentas de pesquisa como o SafeSearch, os pais podem filtrar conteúdo que pode ter um impacto negativo sobre seus filhos.

Para fazer isso, você deve entender o que é apropriado para o estágio específico de seu filho.

Saiba mais visitando o “Family Link”, que permite estabelecer regras (acessar conteúdo, tempo de uso, etc.) e orientar seus filhos.

Comente!