Testamos o Roku Express e está explicado a corrida do Google com o ‘Sabrina’

No próximo dia 30 de setembro acontece o Google Launch Night In, um dos principais eventos de lançamentos de hardware da gigante Mountain View e a grande expectativa está no “Sabrina” – a nova geração do Chromecast.

Os motivos que estão levando o Google a querer mudar o design e funcionamento do Chromecast podem ser facilmente explicados ao brincar com o Roku Express que chegou há pouco tempo no Brasil.


Tanto o Chromecast quanto o Roku Express podem ser conectados a qualquer TV por meio da entrada HDMI, transformando qualquer tela grande em uma smart TV em questão de minutos.

No caso do Roku, o dispositivo oferece uma interface adaptada com acesso a diversas opções de canais gratuitos ou pagos, sem depender do smartphone como ocorre com o dispositivo do Google.

Isto é possível pois os usuários podem utilizar o controle remoto físico ou aplicativo móvel para Android e iOS para navegar entre os canais instalados – assim como acontece com o Fire TV Stick da Amazon.

A vantagem de usar o smartphone neste caso é que você não gasta a pilha do controle e pode usar o teclado para fazer pesquisas mais rápidas – sem depender do smartphone para encontrar o que assistir.

Performance e navegação

Aqui está um ponto que me surpreendeu bastante ao usar o Roku Express: o dispositivo é fluído, com boot rápido e sem qualquer delay na navegação.

Neste quesito, por exemplo, o Fire TV Stick (versão vendida no Brasil até pouco tempo) deixa um pouco a desejar.

Em relação ao sistema operacional, o Roku dá um banho em customização e diagramação. Os canais podem ser facilmente acessados na tela inicial ou iniciados pelos botões de atalhos no controle remoto.

Além disso, é possível trocar o tema da interface e incluir backgrounds temáticos como da franquia “Star Wars”. Se você é um usuário Android como eu, vai adorar mudar algumas coisas por lá.

Como o dispositivo da Amazon, o Roku também é homologado para transmitir o conteúdo da Apple TV+, sendo possível o acesso a séries da Apple Originals como The Morning Show, See, Dickinson, For All Mankind, etc.

Se você tem interesse em assistir lançamentos ou clássicos que não estão disponíveis na Netflix ou Prime Video, o Google Play Filmes pode ser encontrado na loja de aplicativos para instalação.

Ah, o YouTube…

Este definitivamente não é um problema do Roku Express e sim do grande oráculo da internet. O YouTube não tem um app oficial para a plataforma e seu funcionamento está limitado a versão adaptada.

Por conta disso, muitas vezes a estabilização dos vídeos do YouTube parecem demorar mais do que normal, ocasionando momentos de pixelização e vontade de abandonar

As recomendações também funcionam de forma simples, sendo difícil encontrar o que assistir. Como disse antes, não é algo que envolve o Roku diretamente.

Conclusão

Roku Express é um aparelho construído por uma equipe de engenheiros que realmente sabem o que estão fazendo e isso está óbvio nos detalhes.

Sua chegada ao Brasil não foi feita na “correria” e isso foi ótimo. O dispositivo sai da caixa com a parceria do Globoplay e Telecine, e canal infantil do PlayKids.

Unboxing

Comente!