TikTok burlou proteções do Android para rastrear dados de usuários

A TikTok coletou dados de usuários por meio de seu aplicativo Android por pelo menos 15 meses entre 2018-19, usando uma técnica proibida pelo Google, segundo o Wall Street Journal .

O TikTok teria rastreado endereços MAC de telefones Android – identificadores de hardware exclusivos atribuídos a uma interface de rede – possivelmente para fins publicitários.


“O aplicativo do TikTok no Android não notificou os usuários sobre o rastreamento do endereço MAC. Além disso, o TikTok usou uma camada adicional ‘incomum’ de criptografia para coletar os dados de usuários”, disse o jornal americano.

Questionado sobre o relatório, um porta-voz da TikTok negou as alegações de rastreamento do dispositivo.

“Sob a liderança de nosso Diretor de Segurança da Informação (CISO) Roland Cloutier, que tem décadas de experiência na aplicação da lei e no setor de serviços financeiros, estamos comprometidos em proteger a privacidade e a segurança do Comunidade TikTok”.

Atualizamos constantemente nosso aplicativo e a versão atual do TikTok não coleta endereços MAC. Nunca fornecemos dados de usuários dos EUA ao governo chinês, nem faríamos se solicitado”.

Apesar de burlar as regras do Google Play, o TikTok não foi banido – se comparado com a decisão drástica que levou a retirada do Fortnite da loja de aplicativos.

Comente!