Jeanne Baret é homenageada com Google Doodle

O Google está celebra a naturalista, botânica e exploradora francesa Jeanne Baret em seu 280º aniversário com um Doodle em sua página inicial.

“Obrigado, Jeanne Baret, por abrir a porta para gerações de exploradores”, publicou o Google.


Jeanne Baret

Em 1766, Baret partiu da França a bordo do navio Étoile (Star) como parte de uma expedição exploratória e, ao retornar, fez história como a primeira mulher a circular o mundo. 

Jeanne Baret nasceu neste dia em 1740 na cidade histórica de Autun, no centro da França. Graças a uma educação rural, tornou-se especialista em identificar plantas e ganhou reconhecimento como especialista local em medicina de plantas. No início da década de 1760, ela começou a trabalhar para o conhecido botânico Philibert Commerson.

Quando a França organizou sua primeira circunavegação do globo em 1765, Commerson foi convidado como botânico do grupo. As leis francesas impediam as mulheres de navios da marinha; portanto, para servir como assistente, Baret se vestia para parecer homem. O par coletou mais de 6.000 espécimes de plantas durante a viagem.

Hoje, muitos creditam a Baret a descoberta européia da agora famosa videira de buganvília enquanto a equipe estava parada no Brasil. Na arte do Doodle, retratada, está uma flor de buganvília em flor, envolvendo um inquisitivo Baret a bordo do Étoile . 

Eventualmente, os tripulantes descobriram que Baret estava se vestindo como homem no Taiti, e ela e Commerson terminaram sua jornada no início da ilha Maurícia em 1768. Baret permaneceu lá por anos antes de finalmente retornar à França, o que marcou a conclusão oficial de sua circunavegação. . 

Em 2012, Baret recebeu finalmente uma honra botânica que a iludiu durante sua vida, quando uma planta recém-descoberta do gênero Solanum – que inclui batatas, tomates e berinjelas – recebeu o nome de espécie baretiae .

Rascunho do Doodle

Doodle criado pela Doodler Sophie Diao, o buscador compartilhou (acima) um primeiros conceitos e esboços do logotipo especial. É sempre muito curioso ver os primeiros traços e a obra final.

Comente!