Vivo vai experimentar rede 5G em 8 cidades do Brasil

A Vivo anunciou que vem investindo na construção da maior rede urbana de fibra ótica no Brasil, infraestrutura que dará ser a base da futura rede 5G da empresa.

A empresa explicou que a maior parte dos países no mundo com redes comerciais 5G tem optado por frequências de 3,5GHz/ 3,4Ghz ou 28GHz, com espectro 100% dedicado. Já a Coreia do Sul, Alemanha, Reino Unido, China e Japão a partir do 3.4 GHz e EUA lançado a partir da faixa de 28 GHz.


No Brasil, segundo a operadora, o 5G virá com o leilão de 3.5Ghz, com largura de banda de pelo menos 100 MHz, provavelmente a ser realizado no início de 2021.

“A partir desta tecnologia é possível compartilhar, de forma dinâmica, o espectro 3G e 4G não utilizado para prestar o serviço 5G. Contudo, como este espectro não possui uma banda contínua e dedicada, a experiência do 5G ainda não poderá ser sentida em sua totalidade”, diz a empresa.

No entanto, a Vivo terá a funcionalidade ativada em sua rede para algumas regiões de 8 cidades brasileiras até o final de julho:

• São Paulo (regiões da Av. Paulista, Vila Olímpia e Berrini)
• Brasília (regiões do Eixo Monumental, Esplanada do Ministérios e Shoppings)
• Belo Horizonte (regiões de Savassi e Afonso Pena)
• Salvador (regiões de Pituba e Itaigara)
• Rio de Janeiro (Copacabana, Ipanema e Leblon)
• Goiânia (região central da cidade)
• Curitiba (regiões do Centro Cívico/Alto da Glória e Batel/Água Verde)
• Porto Alegre (regiões do Moinhos de Vento, Av. Carlos Gomes e Shopping Iguatemi)

“Além disso, a Vivo tem trabalhado com seus parceiros, fabricantes de smartphones, para aumentar a oferta de aparelhos 5G ready, para propiciar uma experiência completa”.

Atualmente o portifólio de aparelhos 5G conta com o lançamento do Motorola Edge e nos próximos meses deve ampliar a oferta com pelo menos mais dois modelos Samsung.

Neste momento, a maior oferta de smartphones estará concentrado no segmento Premium dos fabricantes.

Comente!