Chrome ganha controles privacidade e segurança

O Google anunciou novas ferramentas e um redesenho das configurações de privacidade e segurança do Chrome para desktop, com o objetivo de ajudar o usuário a ter controle sobre a sua segurança na internet. 

Controles fáceis de entender


Com o redesenho lançado hoje, os controles estão ainda mais fáceis de entender e achar, e a linguagem e o visual ficaram mais simples:

  • É fácil administrar cookies. Você mesmo pode escolher se e como os cookies serão usados pelos sites que você visita. É possível bloquear cookies de terceiros (tanto navegando no modo normal quanto no modo Anônimo), bloquear todos os cookies de determinados sites – ou até de de todos.  
  • Nas Configurações de Site, os controles foram reorganizados em duas partes diferentes para facilitar na hora de encontrar as mais importantes permissões solicitadas por sites: acessar sua localização, sua câmera, seu microfone e enviar alertas. Além disso, uma nova seção destaca as atividades mais recentes de permissões. 
  • No alto das configurações do Chrome você verá “Você e o Google” (anteriormente chamado de “Pessoas”). Lá, você vai encontrar os controles de sincronização. Com eles, você determina quais dados são compartilhados com o Google, armazenados na sua Conta e ficam disponíveis em todos os seus aparelhos.
  • O comando “Limpar dados de navegação” foi transferido para o alto da seção “Privacidade e Segurança”. 

Verificação de segurança no Chrome 

As novas verificações de segurança disponíveis nas Configurações permitem confirmar, de forma rápida e prática, a segurança da sua navegação com o Chrome.

  • Com a nova ferramenta, é possível saber se as senhas armazenadas pelo Chrome continuam seguras ou foram comprometidas – e, caso tenham sido, como resolver o problema. 
  • Se a ferramenta Navegação Segura estiver desligada, o Chrome vai avisar o usuário. A Navegação Segura é a tecnologia do Google que alerta o usuário antes que ele entre num site perigoso ou baixe arquivos de origem duvidosa. 
  • A verificação de segurança oferece ainda um jeito novo e rápido de saber se a sua versão do Chrome está atualizada e conta com as mais recentes proteções de segurança. 
  • Caso alguma extensão perigosa seja instalada, esse recurso avisa onde está a extensão e como removê-la. 

Controle de cookies de terceiros no modo Anônimo 

Quando o usuário deseja navegar de maneira mais privada, ele pode acionar o modo Anônimo. Nessa configuração, o Chrome não salva o histórico de navegação, as informações para preenchimento de formulários ou cookies do navegador. É claro que o Google continua um trabalho de longo prazo para aumentar ainda mais a privacidade e a segurança na internet com o Privacy Sandbox

Além de apagar os cookies toda vez que você fecha uma janela de navegação no modo Anônimo, o Chrome começará a bloquear cookies de terceiros, por padrão, a cada sessão feita dessa forma – e também incluir um controle bem visível na seção Abrir Página em Nova Aba. Se quiser, o usuário pode permitir cookies de terceiros em alguns sites específicos: basta clicar no ícone do olho, que fica na barra de endereços da web. Este recurso será lançado aos poucos, e a princípio estará disponível em sistemas operacionais para desktop e Android.

Um novo ponto de encontro para suas extensões

A partir de hoje os usuários começam a ver também um novo ícone de quebra-cabeça na barra de ferramentas, criado para as suas extensões. É um jeito bem bacana de organizar essa barra, além de aumentar seu controle sobre os dados aos quais as extensões têm acesso nos sites que você visita. Mesmo com essa novidade ainda será possível fixar suas extensões preferidas à barra de ferramentas. 

Navegação Segura Aprimorada e DNS Seguro: proteções ainda mais fortes

O Google ainda oferece duas importantes melhorias de segurança, que você pode adotar se quiser. A primeira é a Navegação Segura Aprimorada, que cria proteções proativas e sob medida contra phishing, malware e outras ameaças vindas da internet.

Quando o usuário habilita a Navegação Segura Aprimorada, o Chrome faz uma verificação proativa de páginas e downloads, para saber se são perigosos. Para isso, o navegador envia informações sobre essas páginas e esses downloads para o Google Navegação Segura. 

A segunda melhoria é o DNS Seguro, um recurso criado para aumentar a segurança e a privacidade do usuário durante a navegação pela internet. Toda vez que acessar um site, o navegador precisa determinar em qual servidor aquela página está abrigada. Para fazer isso, o browser faz a chamada “verificação de DNS” (Domain Name System).

O Chrome fará uma atualização automática para o DNS-sobre-HTTPS caso seu atual provedor de serviços ofereça suporte para esse recurso. Se você quiser, pode configurar outro fornecedor de DNS seguro. Basta acessar a seção “Segurança Avançada” ou simplesmente desabilitar essa função. 

Todas essas atualizações e recursos – incluindo as configurações de Privacidade e Segurança redesenhadas – chegarão à versão do Chrome para desktop nas próximas semanas. O Google continua o trabalho para aumentar ainda mais a privacidade e a segurança de usuários que navegam com o Chrome, além de oferecer opções claras e úteis para que cada pessoa faça as próprias escolhas sobre como administrar os dados de navegação.

Comente!