Quarentena vai mudar as nossas casas mesmo após o coronavírus

Além das mudanças físicas e estruturais, alguns costumes dentro de casa também podem mudar e favorecer o conforto da família.

Atualmente, uma média de 75% das residências no Brasil já conta com o acesso à internet, segundo o IBGE, entretanto, dados da Associação Brasileira de Automação Residencial revelam que apenas 300 mil residências possuem algum sistema de automação.


Durante a quarentena essa pode ser uma alternativa excelente para repensar algumas comodidades.

Poder controlar diversos dispositivos em um só lugar pode ser uma delas. Com várias pessoas usando a casa e aparelhos eletrônicos diferentes, é muito comum que os controles se misturem e até se percam.

O CEO da empresa Houseasy, Willian Power Homem, acredita que neste momento a automação residencial será mais valorizada, pois alguns sistemas podem facilitar e auxiliar na rotina domiciliar.

“As pessoas buscarão soluções que tragam mais conforto e funcionalidade para as suas casas, exatamente o que oferecemos. Criar cenários de luz para cada situação, por exemplo, adequa o lar para os diversos momentos do dia: trabalhar, assistir uma live do seu artista preferido na tv, jantar em família, exercitar-se…Antes passávamos mais tempo no trabalho e essas comodidades, como ar-condicionado ou conexão veloz de internet, eram prioridade lá. Agora nossas casas é que precisam de um upgrade”, exemplifica.

Diante de tantas mudanças comportamentais, econômicas e culturais decorrentes da quarentena, nossos lares não serão mais os mesmos pós-pandemia.

“As pessoas vão cuidar mais das suas casas, assim como suas casas cuidarão delas neste momento difícil. O investimento em tecnologia traduz uma preocupação com os lares, onde quer que eles estejam”, finaliza Willian.

Comente!