Rockmore ressurge nos jogos conhecidos do Google Doodle

O Google está trazendo de volta os 10 jogos do Google Doodle que fizeram história na página inicial do Buscador como incentivo para que as pessoas permaneçam em suas casa durante o surto do novo coronavírus (COVID-19).

Desta vez, a gigante de Mountain View escolheu o jogo Rockmore, um Doodle criado em homenagem aos 105º aniversário de Clara Rockmore, celebrado em 2016. O Doodle não foi exibido para o Brasil.


O Doodle simula o Theremin, um dos primeiros instrumentos musicais completamente eletrônicos, controlado sem qualquer contato físico pelo músico.

Clara Rockmore

Clara Rockmore conseguia fazer música a partir do nada. Treinada desde tenra idade como violinista, Rockmore finalmente desistiu do violino devido a uma tensão física.

Ao deixar o violino de lado, ela descobriu o theremin, um instrumento controlado por gestos em homenagem ao seu inventor, Léon Theremin.

“Rockmore não só se tornou a artista mais conhecida do instrumento, como também influenciou seu desenvolvimento. Ela convenceu Theremin de que deveria ser mais responsivo e oferecer uma maior variedade de notas (5 oitavas em vez de 3)”, diz o Google.

Embora a música eletrônica fosse incomum em ambientes formais de música nos anos 30, Rockmore atuou como solista na Filarmônica de Nova York, na Orquestra da Filadélfia e na Sinfonia de Toronto.

O Google Doodle foi criado pelo artista Robinson Wood, pelo designer de interação Kevin Burke e pelos engenheiros Will Knowles e Kris Hom (com o apoio da maior equipe de engenharia do Doodle).

A equipe traduziu o movimento usado para tocar o theremin – uma mão controlando o tom e o outro volume – para um módulo interativo, onde um ponto de luz controla o volume e o tom.

O designer de som Manuel Clément ajudou nos efeitos sonoros do botão.

Comente!