5G não transmite coronavírus e nem afeta o sistema imunológico

Muitos tem compartilhado notícias falsas de que a tecnologia 5G tem alguma conexão ou é inteiramente responsável pelo pelos sintomas do coronavírus.

As teorias começaram a aparecer nas redes sociais no final de janeiro, na mesma época em que os primeiros casos foram confirmados nos EUA.


Muitos alegam que o 5G pode suprimir o sistema imunológico, tornando as pessoas mais suscetíveis a pegar o vírus ou que o mesmo pode de alguma forma ser transmitido através do uso da tecnologia 5G..

“A ideia de que o 5G reduz o seu sistema imunológico não resiste a qualquer análise séria”, diz o Dr. Simon Clarke, professor associado de microbiologia celular da Universidade de Reading.

“Seu sistema imunológico até pode ser afetado por todo tipo de coisa – por estar cansado ou não ter uma boa dieta. Mas essas flutuações não são enormes a ponto de torná-lo mais suscetível a pegar vírus”.

5G não é suficientemente forte para trazer algum efeito significativo nas pessoas ou mesmo danificar o sistema imunológico.

“Os níveis de energia das ondas de rádio 5G são minúsculas e não estão nem perto o suficiente para afetar o sistema imunológico. Já foram feitos muitos estudos sobre isso”.

Adam Finn, professor de pediatria da Universidade de Bristol, diz que seria impossível para o 5G transmitir o vírus.

“A epidemia atual é causada por um vírus transmitido de uma pessoa infectada para outra”.

“Além disso, o coronavírus está se espalhando nas cidades do Reino Unido onde o 5G ainda não foi implantado e em países como o Irã que ainda não implantaram a tecnologia”.

Comente!