Waze Carpool cresce 460% no primeiro semestre deste ano no Brasil

0
97

Waze Carpool – aplicativo de caronas do Waze, já registrou mais de 125 mil entradas no aplicativo e mais de 96 mil quilômetros rodados.

O aplicativo, que está disponível em todo Brasil registrou um crescimento de 460% só no primeiro semestre deste ano.


Pelo app, é possível verificar o perfil de quem está oferecendo ou procurando carona e conferir informações como: nome, gênero, onde trabalha, redes sociais, quantas caronas já deu ou pegou pelo app e a classificação feita pelas avaliações de caronas anteriores.

É possível, por exemplo, filtrar as caronas por gênero ou por empresa e, dessa forma, selecionar melhor qual o perfil com o qual você quer compartilhar o trajeto – que pode ser aceito ou não, pelas duas partes.

O Waze Carpool ainda oferece um chat que permite que caroneiro e motorista conversem e combinem detalhes da caronas.

Os valores, que nada mais são do que a divisão dos gastos como gasolina e estacionamento, são calculados e pagos diretamente pelo aplicativo.

Para até 5 km, o valor é de R$4 reais. E para corridas com até 35 km, o valor é de R$10. Para deslocamentos mais longos, o valor chega até, no máximo, R$25.

Essa ajuda de custo pode impactar positivamente no orçamento dos usuários, que antes tinham que arcar com esses valores de forma integral.

Segundo o Google, os benefícios de usar o Waze Carpool são muitos: além de economizar ao dividir os gastos, os usuários têm companhia para compartilhar o trajeto para o trabalho ou faculdade, tudo isso sem abrir mão do conforto de estar em um carro.

“Além disso, a cidade e o meio ambiente também ganham com isso:  Em um cenário onde, segundo pesquisa realizada pelo Waze, 60% das pessoas que vão de carro para o trabalho ou faculdade dirigem sozinhas, cada carona dada significa um carro a menos na rua, o que contribui diretamente para que o trânsito flua melhor, assim como a mobilidade urbana da cidade”, diz a empresa.

“O meio ambiente também ganha, pois a produção de carbono também é reduzida com a diminuição do números de  carros circulam pelas ruas”.

Além da tecnologia e cruzamento de dados inteligentes que fazem com que o app funcione e conecte as pessoas certas, existe também um fator muito importante para que essa prática funcione: a mudança de hábitos.

Para Douglas Tokuno, Head de Waze Carpool para a América Latina, o comportamento é peça chave para que as caronas sejam, cada vez mais, uma prática comum:

“O aplicativo por si só não consegue mudar a mobilidade. Ele precisa de pessoas que estejam aptas a mudar seu dia-a-dia e entender que, ao compartilhar um trajeto que antes, eles faziam sozinhos, eles estão mudando o ecossistema de mobilidade, assim todos saem ganhando”, afirma Tokuno. “A comunidade do Waze Carpool é fortíssima e não para de crescer. Nós conectamos mais do que rotas, conectamos pessoas e, a partir dessa conexão, grandes coisas podem acontecer: amizades, oportunidades profissionais, grupos de corrida e muito mais. Esse é o futuro – um pelo outro e todos por um mundo melhor”, finaliza o executivo.

Além do Brasil, Estados Unidos, Israel e México também tem o Waze Carpool disponível para uso. A meta da empresa é  continuar investindo em melhorias para o aplicativo e conquistar cada vez mais Carpoolers pelo país todo, por meio, por exemplo, de parcerias com empresas para promover a prática da carona entre seus colaboradores utilizando o aplicativo. O Waze Carpool tem um forte programa de incentivo para que as organizações divulguem essa alternativa em seus meios de comunicação, promovendo mais qualidade de vida e diferentes opções de transporte para seus funcionários. Empresas como TIM, Banco do Brasil e Totvs, demonstram que essa prática tem promovido também mais integração entre pessoas de diferentes setores  melhorando, consequentemente, o clima organizacional.

Artigo com dados fornecidos pela assessoria de imprensa.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorUber vai avaliar as condições de 500 carros em SP
Próximo artigo7 motivos para usar o Waze Carpool
é pós-graduado em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais pela ESPM. Fundador da FragaNet Networks, empresa especializada em comunicação digital , cujo o portfólio estão projetos como: Google Discovery, Arquivo UFO e Muito Curioso. Foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

Comente!