Conteúdo infantil não será mais monetizado no YouTube

0
461

O YouTube anunciou esta semana uma mudança importante com o intuito de “proteger as crianças e sua privacidade” e que afeta grandes criadores de conteúdo, como o YouTuber Luccas Neto.

Segundo a companhia, a plataforma irá lidar de “forma diferente com dados envolvendo conteúdo infantil no YouTube” em um acordo feito com organizações americanas, a Comissão Federal de Comércio dos EUA e pelo Procurador-Geral de Nova York.


“Isso significa que limitaremos a coleta de dados e o uso em vídeos feitos para crianças apenas ao necessário para apoiar a operação do serviço”, diz a empresa em um comunicado ao público.

“Também deixaremos de veicular anúncios personalizados inteiramente sobre esse conteúdo, e alguns recursos não estarão mais disponíveis nesse tipo de conteúdo, como comentários e notificações”. 

Para identificar o conteúdo criado para crianças, os criadores serão solicitados a informar quando o conteúdo deles se enquadra na categoria infantil.

O YouTube também vai usar aprendizado de máquina para encontrar vídeos que visam o público jovem, com personagens crianças, temas, brinquedos ou jogos.

Desta forma, os vídeos infantis não terão mais os comentários habilitados e não enviarão notificações para os inscritos. As mudanças serão implementadas até o final do ano.

Luccas Neto

De acordo com Felipe Neto, a decisão do Google afeta os vídeos de um dos maiores YouTubers do mundo, seu irmão Luccas Neto.

“Todos os canais que tiverem vídeos interpretados como ‘kids’. Isso inclui desde o canal do Luccas Neto até os episódios de ‘As Aventuras de Poliana’ no canal do SBT. Todos perderão a monetização (apenas nos vídeos infantis)”, publicou em seu Twitter.

“Sim, o canal do Luccas Neto não será mais monetizado pelo Adsense, mas nós nos preparamos BASTANTE pra isso. Foi feito um trabalho ao longo de muito tempo p monetizar o conteúdo do Luccas através de filmes, séries, licenciamento, dentre outras novidades que virão”.

Comente!