G Suite usa inteligência artificial para identificar comportamentos suspeitos

0
57

A equipe do Google Cloud anunciou durante o Next Tóquio, conferência anual realizada no início de agosto, diversos lançamentos que melhoram a segurança corporativa e de usuários dos aplicativos do G Suite.

Agora a suíte de aplicativos on-line vai detectar comportamentos on-line suspeitos por meio de inteligência artificial (IA), além de oferecer um programa de proteção avançada para determinados usuários.


As novidades dão continuidade aos anúncios realizados durante a conferência do Next 19 nos Estados Unidos, em abril deste ano, no qual o Google divulgou a disponibilidade do uso do Android como chave de segurança, por meio da autenticação de dois fatores.

As ferramentas de segurança do Google Cloud estão em operação há quase 20 anos, atuando de forma unificada principalmente dentro de oito aplicativos com mais de 1 bilhão de usuários cada, como Gmail, Fotos, Drive, Maps e Pesquisa, todos da plataforma G Suite.

Veja abaixo quais foram as novidades da área de segurança de Google Cloud:

  • Programa Proteção Avançada para empresas (beta): Tem como objetivo ajudar a proteger usuários do G Suite segmentados, tais como jornalistas, ativistas, líderes governamentais, entre outros, com ferramentas contra ataques de phishing por meio de verificações extras, com o uso de uma chave de segurança física, além da senha para conectar na conta do Google;
  • Detecção de anomalias no Central de alertas (beta): Disponível no Google Drive por meio do uso de machine learning (ML), ajuda a detectar comportamentos suspeitos, acionando os usuários em tempo real sobre o compartilhamento de documentos e, ainda, encaminhando dicas para aumentar a segurança dos seus arquivos confidenciais.
  • Suporte para aplicativos com senha segura no Cloud Identity e no G Suite: O Google Cloud agora terá um catálogo ampliado de aplicativos com Login único (Single Sign-On – SSO), permitindo que os usuários tenham acesso com apenas um clique a todos os aplicativos da plataforma.
  • A chave de segurança Titan agora está disponível no Canadá, França, Japão e Reino Unido. A chave consiste em um dispositivo físico de autenticação de dois fatores (2FA), resistente a phishing, que auxilia na proteção de usuários de alto risco.

Comente!