AI do Google confunde tartaruga com rifle

Um estudo recente mostrou que os sistemas baseados em visão de máquina podem ser enganados na identificação de objetos 3D.

Empresas como a Waymo, que conduz teste de carros-autônomos, a Nest, que pretende colocar câmeras de vigilância inteligentes, juntas se esforçam para substituir os olhos humanos pela inteligência artificial (AI).


No entanto, segundo a Labsix, a tecnologia ainda precisa ser bastante refinada: ela alega que objetos 3D enganam as redes neurais, não importa como os objetos sejam vistos.

Utilizando o sistema de classificação de imagem InceptionV3 do Google, a empresa afirma que a AI foi capaz de entender que uma mini tartaruga de brinquedo poderia ser confundida com um rifle.

Já imaginou o problema caso um sistema de segurança esteja nas mãos de uma máquina com visão robótica?

“As redes neurais são particularmente vulneráveis ​​a exemplos contraditórios, entradas cuidadosamente perturbadas podem causar uma classificação errada”, dizem os pesquisadores.

Comente!