Google News Lab ajuda a mapear dados sobre crimes de ódio

0
173

Esse mês o mundo voltou seus olhos para os Estados Unidos quando uma marcha de supremacistas brancos tomaram conta das ruas de Charlottesville, que no fim causou a morte de três pessoas, e desde então o ódio que motiva esses grupos vem sendo discutido com bastante frequência.

Em resposta, o Google News Lab, programa que ajuda a pavimentar o futuro da mídia online, anunciou uma parceria com o jornal independente ProPublica para lançar uma ferramenta que visa rastrear os crimes de ódio pelos Estados Unidos.


Ela utiliza a Google Cloud Natural Language API que “analisa textos e extrai informações sobre pessoas, lugares e eventos”, como explica Simon Rogers, editor do Google News Lab Data. Você pode conferir mais informações e funcionamento da API aqui.

Basicamente, a ferramenta analisa todas as notícias do Google News a procura de crimes de ódio e as armazena no site da ProPublica, ajudando jornalistas, organizações e inclusive o próprio governo a investigar mais a fundo, manter um banco de dados para consultas futuras e noticiar de forma mais efetiva tais crimes.

Para que os dados processados automaticamente pela API do Google não tenham falsos positivos, a organização Hate News Index vai verificar os dados coletados.

Comente!