Google refuta manifesto de Googlers criticando os esforços de diversidade

Um manifesto escrito por um Googler contra as políticas de diversidade da empresa estaria circulando internamente na empresa, segundo informações da mídia americana.

O documento intitulado “Google’s Ideological Echo Chamber”, que teria 10 páginas e foi escrito por um engenheiro sênior de software, foi compartilhado entre os funcionários e ganhou destaque nos jornais locais.


O TechCrunch descreve seu conteúdo: “o manifesto parece tentar argumentar que a diferença de gênero na tecnologia não é um produto de discriminação – mas sim diferenças biológicas inerentes entre homens e mulheres em geral”.

Em resposta as alegações, um e-mail interno foi enviado aos funcionários pelo vice-presidente de diversidade, integridade e governança, Danielle Brown, que menciona os seguintes trechos: (tradução aberta)

“A diversidade e a inclusão são uma parte fundamental de nossos valores e a cultura que continuamos a cultivar. Nós somos inequívocos em nossa convicção de que a diversidade e a inclusão são fundamentais para o nosso sucesso como empresa, e continuaremos defendendo isso e comprometemos a longo prazo”,

“Parte da construção de um ambiente aberto e inclusivo significa promover uma cultura em que aqueles com visões alternativas, incluindo diferentes pontos de vista políticos, se sentem seguros compartilhando suas opiniões. Mas esse discurso precisa trabalhar ao lado dos princípios de igualdade de emprego encontrados em nosso Código de Conduta, políticas e leis antidiscriminação”.

Vale do Silício têm ganho uma projeção negativa nos últimos tempos após histórias de sexismo, como ocorridas no Uber, ganharem as manchetes.

Comente!