Maior risco do Google é a complacência

Ruth Porat, CFO da Alphabet, afirmou recentemente que o maior risco do Google e de suas outras empresas “é a complacência, não inovar, não investir”.

“Continuaremos a evoluir a experiência do usuário e vamos buscar aquisições o tempo todo”, disso Porat durante a Code Con.


A executiva destacou as aquisição do YouTube e da DoubleClick como as mais frutíferas já feitas pela companhia nos últimos anos.

Entretanto, ela destacou que o serviço de internet em alta velocidade do Google Fiber foi uma das “falhas” recentes.

“No final do dia, não será a peça transformadora em que acreditamos. Resolvemos pausar o que estávamos fazendo”, diz Ruth Porat.

A aprendizagem de máquina, por outro lado, é a bola da vez para o futuro do Google e sua controladora Alphabet.

“Nós imaginamos que aprendizado da máquina em relação aos cuidados de saúde e as ciências da vida será algo extraordinário”, disse ela.

Comente!