Chu Ming Silveira ganha homenagem do Google

6
7671

Um doodle publicado na página inicial do Google Brasil está homenageando hoje arquiteta e designer sino-brasileira Chu Ming Silveira que completaria 76 anos. Ela também é conhecida por ser a inventora do orelhão.

“Olá? Você pode me ouvir? Em cabines telefônicas do Brasil antes de 1971, a resposta foi geralmente, ‘Não’. Chu Ming Silveira, uma arquiteta, respondeu ao apelo de seu país para projetar uma melhor cabine telefone público. Durável, leve, barato de fabricar, instalar e manter. O orelhão se tornou uma das peças mais conhecidas e amadas do país entre os “mobiliários urbanos”, publicou o Google.


“O orelhão é abrigo do sol escaldante do Brasil e das chuvas torrenciais, assim como uma ampla gama de temperaturas. E o melhor de tudo? As pessoas podiam realmente ouvir a pessoa do outro lado da linha. Chu Ming descreveu a sua inspiração a partir da forma de um ovo, que oferece uma excelente acústica e tem uma forma natural agradável”.

Atualmente existem mais de 52.000 orelhões no Brasil e adaptações de projeto de Chu Ming podem ser encontradas no Peru, Colômbia, Angola, Moçambique e China.

6 COMENTÁRIOS

    • Segundo seu esposo relatou foi de embolia pulmonar de difícil diagnóstico na ocasião.

  1. Morreu jovem, para os filhos uma morte irreparável, apreciadores da arte perderam pela descontinuidade de sua obra na linha do tempo, mas mesmo assim, os maiores perdedores até o momento continuam sendo a morte e o tempo que traiçoeiros não se deram em conta que a beleza de Chu Ming permanece imortalizada em fotos e memoriais, pelo seus trabalhos marcantes aí presentes e certamente por sua beleza interior, de mãe e de profissional dedicada que permanece viva nos corações de seus filhos que perpetuam seus feitos e levam adiante o nome de sua mãe em suas artes bem concebidas.

Comente!