Lotta de Macedo Soares ganha homenagem do Google

19
28010

O Google está fazendo uma homenagem a Lotta de Macedo Soares, uma arquiteta-paisagista e urbanista autodidata brasileira, responsável pelo projeto do Parque do Flamengo, localizado na cidade do Rio de Janeiro, o maior aterro urbano do mundo.

“Maria Carlota Costallat de Macedo Soares, conhecida como Lotta, nasceu nesta data, em Paris, em 1910. Uma talentosa designer, Soares tinha um dom para a criação de estruturas e paisagens que refletem e reimaginam seus arredores”, publicou o Google.


“Samambaia, a casa de Soares compartilhada com a poetisa Elizabeth Bishop em Petrópolis, Brasil, parecia como se tivesse as asas de uma borboleta e o poder de tomar o voo a qualquer momento. O estúdio de Soares construído para Bishop contava com uma vista deslumbrante para as montanhas que muitas vezes distraia a poeta de sua escrita”.

“Projeto mais famoso de Soares foi o Parque do Flamengo, no Rio de Janeiro, representado no Doodle de hoje. Ela concebeu e construiu este parque da cidade maravilhosa que foi incorporada para a realização de maratonas e corridas de ciclismo, incluindo vários eventos olímpicos de 2016. Parque do Flamengo continua a ser um excelente destino para turistas e moradores locais, e é um exemplo brilhante de visão e paixão de Soares”, finaliza o texto.

19 COMENTÁRIOS

  1. Francesa não brasileira, dita por mais matérias do próprio GOOGLE Corrijam , por favor , ou há equivoco.

  2. Ela é filha de militar brasileiro que estava de serviço na frança. Leiam antes de fazer comentários estúpidos.

  3. São brasileiros natos os nascidos no estrangeiro, de pai brasileiro ou mãe brasileira, desde que qualquer deles esteja a serviço da República Federativa do Brasil.

  4. Realmente, antes de falar as pessoas deveriam explorar o assunto por completo, a mais ainda os CORRETORES da língua Portuguesa (do Brasil tá)

  5. Me assustei um pouco com os artigos publicados hoje em função do Doodle. Tá certo que a participação e importância de Lota foi totalmente invisibilizada ao longo dos anos nos projetos citados (Parque do Flamengo e Casa Samambaia). É até difícil numa pesquisa rápida saber de quem é a autoria desses projetos. Também é ululante que o fato de ela ser mulher e lésbica ocasionou essa invisibilidade.
    Mas será que esse artigo (assim como outros dois que vi publicados hoje) não estão omitindo a co-autoria dos homens nesses projetos? De uma forma geral, o que eu já li sobre o assunto fala, no caso da Casa Samambaia, em autoria de Sergio Bernardes. Alguns citam a co-autoria de Lota. Alguns somente levantam a polêmica.
    No caso do Parque do Flamengo, a versão que me pareceu mais detalhada diz que havia um projeto inicial de Affonso Eduardo Reidy que foi resgastado e trabalhado a várias mãos, após a formação de uma equipe liderada por Lota, com participação relevante dela no projeto.

    Bom, tudo que estou falando trago na memória, de quando pesquisei sobre Lota. Não trago como fonte de referência, mas como um alerta para a responsabilidade ao se publicar sobre autoria. Omitir co-autoria é coisa séria, e é ótimo que esse doodle tenha sido feito pra trazer à tona essa questão e o trabalho de Lota. Mas não seria irresponsável publicar sobre a autoria de Lota nesses projetos, sem nem sequer citar a polêmica?

  6. Leia e agregue, não simplesmente reclamem e ataquem, vão e pesquisem, e ajudem a formar bons conteúdos na internet. #ficaadica

  7. Revolução Feminista detected! Projeto da agenda globalista. O plano é fazer o mundo acreditar que são as mulheres é quem estão planejando. Elas são o plano. Elas estão no jogo, mas como pedras no tabuleiro, e não como jogadoras, é a minha opinião.

  8. brasileira? nasce em Paris e morre em Nova Iorque…
    ha… para gente!!! sei não viu…vou homenagear é a minha mãe…e as mulheres da minha família…essas sim eu conheço!!!

  9. Meus versos para a papa-poetisa:
    “Brasileira ou não,
    “ela” era só mais uma sapatão!”
    (Rimou, KKKK…)

  10. É o Brasil mentiroso, hipócrita, leviano, “fake”…
    Mais uma vez, homenageando o nada.
    Que está sempre tentando refazer sua história pobre
    e muitas vezes esquecida, desmemoriada.
    Com figuras esquisitas, inexpressivas e medíocres.
    Um Brasil que se esconde por trás de sua mentalidade
    tacanha e preguiçosa. Despreocupado com o real
    sentido de importância e valor.
    E assim os ilusionistas de plantão, vão tentando dar algum
    sentido vil a este país do faz de conta.

Comente!