Google e Microsoft planejam remover sites de pirataria

De acordo com o The Guardian, as empresas Google e Microsoft assinaram um acordo no Reino Unido que visa ocultar os sites com conteúdo ilegal de seus mecanismos de pesquisa.

“Os motores de busca do Google e Bing assinaram um código de prática voluntário destinado a impedir que os usuários acessem fornecedores de conteúdo de má reputação”, publicou a revista digital.


Entre os conteúdos a serem bloqueados estarão os sites que transmitem ilegalmente os jogos de futebol, além de materiais pirateados como filmes e músicas.

O acordo anti-pirataria, o primeiro a ser feito no Reino Unido, irá remover os sites dos serviços de pesquisa após alerta por parte dos detentores de direitos autorais.

“Às vezes, as pessoas procuram algo e acabam involuntariamente levadas ao conteúdo pirateado”, disse o diretor-geral da Aliança de Propriedade Intelectual Eddy Leviten. “Queremos garantir é que os resultados no topo dos motores de busca sejam genuínos.”

As primeiras remoções estão programadas para acontecer no verão britânico.

Comente!