Google admite que “pegadinhas” em entrevistas eram inúteis

1
3902

Embora o Google seja conhecido por suas perguntas “pegadinhas” durante as entrevistas de emprego, o buscador agora declara que eram completamente inúteis na avaliação de um bom empregado.

“Descobrimos que os quebra-cabeças são uma completa perda de tempo”, disse Laszlo Bock, vice-presidente sênior de operações no Google, ao New York Times. “Eles não preveem nada. Elas servem principalmente para fazer o entrevistador se sentir inteligente”.


Entre as perguntas feitas aos candidatos estavam:

  • Quanto você deve cobrar para lavar todas as janelas em Seattle?
  • Elaborar um plano de evacuação para San Francisco
  • Quantas vezes por dia as mãos de um relógio se sobrepõem?
  • Um homem empurrou seu carro para um hotel e perdeu sua fortuna. O que aconteceu?
    Você é o capitão de um navio pirata e acaba de encontrar um pote de ouro. Cabe a você propor a forma de dividir o tesouro, mas a sua tripulação, em seguida, deverá votar a favor ou contra a sua proposta. Se menos de metade dos piratas concordarem com você, eles podem te matar. Como você recomendaria dividir o ouro para que você fique com uma boa parte do espólio, mas sobreviva para poder usufruir?

Bock afirma que o Google tem padronizado as entrevistas para que os candidatos “possam ser avaliados de forma consistente” e entrevistas comportamentais, por exemplo, que pedem aos candidatos para descreverem como eles resolveram um problema difícil.

1 COMENTÁRIO

Comente!