Google viola políticas ao pagar YouTuber para divulgar seus serviços?

De tempos em tempos a equipe do Google e suas agências de publicidade parecem ignorar as políticas internas que proíbem a empresa de pagar influenciadores digitais e não divulgá-las como “publicidade”.

A bola da vez ocorreu no YouTube, envolvendo o YouTuber Whindersson Nunes, no qual teria, supostamente, sido pago pelo Google com o objetivo de divulgar o aplicativo Google Duo em seu último vídeo chamado “Supertições“.


De acordo com Lauro Jardim, do jornal O Globo, as empresas Google, Bob’s e Nissan estariam entre as marcas que já pagaram uma quantia próxima de R$ 150 mil para serem mencionadas por Whindersson em seu canal.

A única informação pública, fornecida por Whindersson na descrição do vídeo, afirma que a menção feita no vídeo teria ocorrido de forma espontânea: “Google me convidou para conhecer o aplicativo Google Duo!“.

Em 2012, após questionamentos da mídia americana sobre publieditoriais sem identificação, a gigante de Mountain View afirmou que a prática de pagar pessoas é condenada pela empresa:

O Google nunca concordou com nada mais do que anúncios online. Temos consistentemente evitado patrocínios pagos, incluindo pagar blogueiros para promover os nossos produtos, porque estas promoções não são transparentes ou dentro dos interesses dos utilizadores. Algumas mudanças serão feitas para que isso nunca aconteça novamente“, disse um porta-voz.

Até o momento, Whindersson gerou mais de 20 mil cliques para a página do Google Duo no Google Play e 2 mil acessos para a versão do Google Duo para iTunes. A prática, caso fosse identificada em sites da internet, resultaria em punimento e baixa relevância para as páginas afetadas.

Nota: A assessoria do Google Brasil foi procurada para comentar o assunto. Atualizaremos a publicação a qualquer momento.

Última atualização: 17h38.

4 Replies to “Google viola políticas ao pagar YouTuber para divulgar seus serviços?

    1. Google Brasil, Google Play e o próprio YouTube teriam que ser punidos por propaganda irregular e terem seus rankings rebaixados.

  1. Para uma empresa que exige muito, com o adsense, da uma dessas. É complicado.

Comente!