Yahoo vasculhou emails de usuários a pedido de agências de espionagem

0
275

E surge mais um escândalo envolvendo o Yahoo: a empresa comandada por Marissa Mayer teria criado um software capaz de pesquisar todos os emails recebidos por usuários de seus serviços.

De acordo com fontes da Reuters, o programa “secreto” foi desenvolvido com a intuito de “buscar informações específicas requeridas por autoridades de inteligência dos Estados Unidos”.

Mayer e o advogado geral do Yahoo, Ron Bell, teriam autorizado o “grampo” nos servidores do Yahoo. O programa foi descoberto mais tarde pela equipe de segurança da empresa que analisaram o incidente como “uma suposta ação de hackers”.

A ordem para escanear os e-mails, segundo ex-funcionários do Yahoo, teria partido Agência Nacional de Segurança (NSA) ou da polícia federal norte-americana, o FBI.

Caso a informação seja verídica, o Yahoo pode ser a empresa de internet norte-americana a concordar com exigência de uma agência de espionagem.

Em resposta as manchetes, um porta-voz do Google comentou que a empresa nunca recebeu uma demanda para esse tipo de software.

“Nós nunca recebemos tal pedido, mas caso chegue até nós, nossa resposta seria simples: de nenhuma maneira”, afirmou o porta-voz da empresa ao TechCrunch.

Twitter, Microsoft, Facebook e Apple também negaram qualquer acordo para a vigilância de dados.