Google Pixel, o primeiro smartphone feito pelo Google

O Google anunciou o Pixel, primeiro smartphone feito pelo Google. O dispositivo chega em dois tamanhos de tela – o Pixel, de 5 polegadas, e o Pixel XL, com visor de 5,5 polegadas.

Ambos os modelos contam com memória de 32GB ou 128GB e em três cores: Very Silver, Quite Black e Really Blue — esta última, em edição limitada, à venda somente nos Estados Unidos.


Pixel possui uma câmera de 12MP – a melhor câmera entre os smartphones atuais – com capacidade para tirar fotos em qualquer condição de luz, armazenamento ilimitado e gratuito do Google Fotos.

Ele oferece ainda sensor de impressão digital, posicionado na parte de trás do celular, para acesso rápido a todos os seus aplicativos, textos e emails. Uma vez desbloqueado, basta deslizar o dedo para baixo sobre o sensor para ver todas as notificações.

google-pixel-phone-oficial

Outra novidade no Pixel está a profunda integração com o Google Assistente, que estabelece um diálogo constante entre você e o Google, para entender seu mundo e ajudar você a realizar tarefas.

A empresa ainda destacou um trabalho especial na bateria do Pixel. Em apenas 15 minutos, o carregador USB Type-C completa a carga do Pixel e garante até 7 horas de duração da bateria.

O Pixel estará à venda nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Alemanha, Austrália (com pré-venda dia 4/10 e nas lojas dia 20/10) e Índia (este último, em novembro). Ainda não há previsão de chegada ao Brasil.

Preço nos EUA: o modelo de 5” 32GB custa US$649, 128GB por US$749 e 5.5” 32GB por US$769 e 128GB por US$869.

17 Replies to “Google Pixel, o primeiro smartphone feito pelo Google

  1. Será que vem pro Brasil? Eu adorava meu Nexus 4, e ja estou querendo me livrar do Galaxy S6.

  2. “Uma vez desbloqueado, basta deslizar o dedo para baixo sobre o sensor para ver todas as notificações.”
    – Curti muito isso, me parece bem útil!

    “Em apenas 15 minutos, o carregador USB Type-C completa a carga do Pixel e garante até 7 horas de duração da bateria.”
    – Ainda bem que virou moda, gostei disso, hehe.

    -Também gostei do armazenamento ilimitado no google fotos com resolução original…

    Renê, o que achou do aparelho? Não veio em preço camarada, que era o que vocês esperava.

    1. A linha Pixel costuma ser mais cara do que o normal. Eu até esperava este valor. No entanto, vale lembrar que a HTC é a fabricante oculta do Pixel.

  3. Tem configurações bem competitivas e novidades legais. O que mais me chamou atenção foi o armazenamento ilimitado no Google Fotos. Poderá ser um concorrente de peso para o iPhone e Galaxy S7.

      1. Então, a opção ilimitada – para aparelhos não-Pixel – reduz a imagem.

    1. Tenho a mesma dúvida. Nenhum site/blog/jornalista perguntou isso. A google quer “copiar” o modus operandi da Apple, entregar um produto premium a um reço premium. Então, let´s talk about updates. Como vai ficar essa questão? Terão os pifiso 18 meses de updates como já dito anteriormente ou vãoi levar até enquanto o telefone aguentar? Por que convenhamos, com esse hardware, suporta update ad infinitum, muito melhor que muitos PCs por ai…
      E no mais, é bom ver que finalmente google resolver por a mão na massa no quesito câmera. Por que até hoje, só samsung se deu ao trabalho de fazer algo decente com a câmera.

      1. A Apple apresenta o mesmo tempo de suporte do Google: por volta de 18 meses. Após esse período, a Apple fornece apenas atualizações de segurança assim como o Google. A diferença está na forma como isso é fornecido aos usuários: a Apple libera atualizações que exigem dos usuários ações manuais, enquanto o Google implementa os patchs de segurança por meio do Google Play Services que é uma atualização automática.

        1. A Apple dá bem mais suporte que “18 meses” do Google. Vide iPhone 4S que pode ser atualizado pra iOS 9. Julgando que o iPhone 4S saiu em 2011 e o iOS 9 ano passado, temos ai um update de OS de mais de 48 meses. Google nunca deu tal suporte pra um dispositivo assim, nem mesmo na linha Nexus. Hardware nunca faltou.

          1. Em aparelhos antigos da Apple você só recebe atualizações de segurança. A empresa excluí qualquer nova funcionalidade e mesmo assim costumam ficar tão lentos que causam problemas de usabilidade. A atualização via Google Play Services é automática, eles fornecem updates e patches de segurança a cada 6 meses no mínimo.

  4. Mas o Nexus one também foi dessa forma, não foi? Fabricado pelo Google mas por trás do hardware estava htc,

    1. Na linha Nexus, o fabricante ainda respondia pelo suporte do produto. Na linha Pixel é o Google quem responde por hardware e software. A HTC não é mencionada em lugar algum.

Comente!