Google entra na batalha contra o Estado Islâmico

O Google está desenvolvendo uma nova ferramenta que poderia interromper as ações do Estado Islâmico na internet.

O sistema seria capaz de monitorar o comportamento do usuário, incluindo palavras-chave no mecanismo de pesquisa da gigante tecnológica, para encaminhá-los para conteúdos que comprometem a ideologia extremista.


Conhecido como “Jigsaw”, o programa analisa as palavras-chave utilizadas numa determinada pesquisa ou vídeos assistidos no YouTube e depois redireciona os novos resultados para conteúdos pré-definidos.

De acordo com a subsidiária do Google, os conteúdos redirecionados envolvem testemunhos de vítimas do EI que relatam os episódios de terror perpetuados pelo grupo terrorista, além de religiosos e professores que explicam a filosofia defendida pelo Islã.

Em oito semanas, desde que o Google começou a fazer testes experimentais, o programa monitorou cerca de 320 mil indivíduos e mapeou 1700 palavras-chave.

Ao todo, mais de 500.000 minutos de vídeos contra o Estado Islâmico já foram assistidos.

One Reply to “Google entra na batalha contra o Estado Islâmico

  1. E usando a desculpa do terrorismo o Grande Irmão está de olho em você… Tal qual na novela…

Comente!