Projeto de Lei pode proibir o Waze no Brasil

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) da Câmara dos Deputados aprovou ontem a PL 5596, um Projeto de Lei de 2013, que visa banir qualquer serviço que informe os motoristas sobre a existência de blitz no trânsito.

Proposto pelo deputado Major Fábio, do PROS/PB, o texto proíbe que motoristas conduzam veículos com o auxílio de aplicativos e serviços que avisem sobre a presença de blitz ou radar, sob a pena de multa de R$50 mil para o infrator.


Nos EUA, o Waze também tem sido questionado pelas autoridades pois os alertas de policiais poderiam colocar a vida dos agentes em perigo e transformá-los em alvos de criminosos.

Um porta-voz do Google comentou que os avisos oferecem segurança aos motoristas:

“Essas relações mantém os cidadãos seguros e promovem uma resposta de emergência mais rápida. Além de ajudar a aliviar o congestionamento das vias”, disse Julie Mossler.

8 comments
  1. Pior que desta vez eu sou obrigado a concordar com a legislação inútil. Afinal de contas, motoristas em situação irregular podem usar aplicativos como o Waze para fugir da blitz e tal, além de ser fácil para criminosos atacarem policiais. Banir o aplicativo é excessivo, porém, bastava exigir que a função fosse desabilitada.

  2. como se não existisse outro método de saber onde tem blitz. Até parece que o ladrão vai obedecer… quanta ingenuidade. Podia também proibir arma de fogo no país inteiro hein. Opa! já é!

  3. Ou seja, estão confirmando o que todos sabemos: as blitz e radares não visam diminuir acidentes e aumentar a segurança, mas sim sustentar a indústria da multa. Em vez de apoiarem algo que faz com que os motoristas reduzam a velocidade, preferem proibir, para que os motoristas continuem pagando multas em detrimento da tal segurança.

  4. só não andar com veículo irregular não tem problema nenhum, quem acha errado é por que problema tem! povo sem vergonha sempre querendo burlar a lei.

You May Also Like