Android 7.0 Nougat vai impedir o uso de celulares infectados com malware

1
1310

O Google explicou que o Android 7.0 Nougat oferece um avanço na proteção de dados pessoais e integridade do sistema ao impedir a inicialização de telefones infectados com malware.

De acordo com a empresa, os aparelhos com o funcionamento comprometido terão seus processos interrompidos ou poderão inicializar com uma capacidade limitada, caso o usuário tenha o desejo de continuar.


“Isto significa que um dispositivo com uma imagem de inicialização ou partição corrompida não irá inicializar ou funcionar em modo de capacidade limitada, com o consentimento do usuário”, disse um porta voz do Google.

Há, porém, um efeito colateral: casos de corrupção de dados esporádicos (não-maliciosos) poderão também resultar na interrupção do funcionamento do dispositivo.

A equipe do Android, no entanto, reforçou que o Android Nougat inclui um código adicional dentro do sistema destinado a proteger contra qualquer corrupção de dados.

“Utilizaremos uma técnica chamada intercalação para nos permitir recuperar não só a partir de uma perda de todo um bloco de código de origem, mas vários blocos consecutivos, enquanto reduz significativamente a necessidade de espaço para as capacidades de correção”.

1 COMENTÁRIO

Comente!