Petição para salvar o Google Reader ultrapassa 100 mil assinaturas

readerUma petição para salvar o Google Reader da desativação, hospedada no serviço Change.org, ultrapassou hoje a marca de 100 mil assinaturas.

Dan Lewis, autor da campanha, diz que uma grande corporação como o Google, que muitas vezes trabalha em produtos que nunca serão lançados, deveria manter aqueles que apresentam algum tipo de interesse do público.


“Google Reader oferece uma experiência maravilhosa para muitos de nós, o núcleo de nosso consumo diário de conteúdo online”, diz Lewis. “Infelizmente, vocês decidiram matar as funções “extras”. Ao fazer isso, o valor do Google Reader diminuiu, e eu, como muitos, acabou usando-o menos vezes”.

Além disso, a campanha rendeu sozinha, nesta última quinta-feira (14/03), um total de 24% do tráfego total de usuários do Change.org.

“Em alguns momentos, havia mais de 1500 pessoas assinando ao mesmo tempo. É o abaixo-assinado mais visto nas últimas 24 horas na Change.org”, informou a assessoria de imprensa da plataforma de petições.

O Google não se pronunciou a respeito dos protestos dos usuários. O Reader será mantido no ar até dia 01 de Julho, data anunciada pelo buscador para a desativação definitiva do produto.

13 Replies to “Petição para salvar o Google Reader ultrapassa 100 mil assinaturas

  1. Agora que já troquei de serviço??? Bom, que funcione, ainda prefiro o reader!

  2. Eu não acho que o Google Reader deva ser salvo se for pra continuar como estava.
     
    Eu uso o Reader há anos, mas ultimamente ele não tem tido nenhuma grande inovação, o que é bem não-Google por assim dizer. Tem tanta coisa que o Reader poderia ser capaz de fazer pra otimizar a leitura de feeds, ele poderia agrupar quando diversos feeds falam da mesma notícia, ele poderia analisar o seu padrão de leitura e começar a ocultar ou diminuir tipos de assuntos dentro dos seus feeds que você não costuma parar pra ler, uma espécie de Priority Inbox, mas pros feeds – Priority Feeds?
     
    Enfim, se é pra continuar assim, prefiro que todo esse tráfego vá pra algum outro reader, que ele ganhe com isso e que essa competição pelo share dos leitores do Google Reader, façam elas criarem serviços melhores pra leitura de feeds. Se o Google não estava ganhando com o Reader, ainda mais seguindo o novo motto do Google, desde que Larry Page assumiu como CEO, que é o de ter mais foco pra ser mais produtivo, deixe com que outras empresas façam um trabalho melhor!

  3. E que custa uma empresa gigante como o Google, que fatura 50 bilhões por ano, manter um ferramenta mesmo ela não sendo tão lucrativa, mais que é tão útil a milhões de pessoas? êta Goolge mão de vaca! Cê não era assim não!

  4. Eu não entendo como as pessoas se mantém atualizadas sem usar um feed reader como o do google… Elas ficam visitando os mesmos blogs/portais/jornais todos os dias? Ou na verdade a maioria das pessoas nao se atualizam da forma como eu imagino?
     
    Eu uso o google desde que lançaram (e sim,  odiei quando tiraram os recursos “sociais” como comentar), acessei ele provavelmente no mesmo número de dias que usei a internet. E eu realmente não entendo como as pessoas fazem sem ele ;)

    1. @maxguzenski Minhas principais fontes de informação hoje são o Google News e páginas/perfis que sigo no Google+, Twitter e Facebook.
       
      Já usei muito o Reader… quase como uma “página inicial”… mas acho que o que o Google quer com isso é que as pessoas consumam informação por redes sociais… no caso, pelo Google+…

  5. Dei minha contribuição lá também. Google Reader não pode acabar,para as  minhas necessidades ele é perfeito!

  6. Creio que somente a Google ira acabar com ele para realocar o sistema de forma mais unificada e coesa dentro do sistema G+. Até pq muitos já usam o G+ como feed de nóticias. Eu sou um deles e isso gera uma coisa bacana pelo fato de vc ouvir opiniões tbm sobre o conteúdo postado. Mas com o reader incorporado, vejo que a experiência será muito melhor;

Comente!