Google apresenta o futuro da Nova Motorola

3
231

Em uma conferência realizada em Nova Iorque, o Google revelou ontem detalhes de como será a nova geração da Motorola, incluindo mudanças estruturais que irão trazer maior benefício aos usuários da marca.

De acordo com Eric Schmidt, presidente-executivo do Google, as ativações do Android já atingem hoje 1.3 milhões de dispositivos a cada dia. Em dezembro passado, o número beirava um número próximo de 700 mil por dia.


Schmidt também acrescentou que agora existem cerca de 500 milhões de dispositivos Android em uso em todo o planeta, chegando a ser duas ou três vezes maior do que o principal concorrente.

Para celebrar as conquistas do Android e finalmente revelar o futuro da Motorola, o buscador apresentou Dennis Woodside, o novo CEO do grupo, que prometeu mudanças que vão agradar aqueles que escolherem pelos dispositivos da fabricante.

Woodside apresentou três mudanças fundamentais para os próximos dispositivos da marca:

Developer edition: Permitir aos desenvolvedores possam ter a liberdade de modificar livremente os aparelhos.
Jelly Bean: Trazer sempre novos dispositivos com a última geração do Android.
Atualizações: Corrigir o passado da Motorola e trazer updates quando disponíveis. Para os modelos mais antigos, a Motorola promete dar US$ 100 na troca do aparelho (por enquanto, somente nos EUA).

Além das mudanças acima, a Motorola planeja ainda investir em um aspecto que cada vez mais tem barrado a experiência dos usuários: a bateria. “Queremos que nossos aparelhos tenham capacidade para ir mais longe. Ter um aparelho conectado a tomada, não é um dispositivo móvel”, disse Woodside.

Em paralelo, a fabricante aproveitou para mostrar três novos dispositivos que deverão chegar ao mercado nos próximos dias: Droid Razr M, Razr HD e Razr Maxx HD.

Uma coletiva da Motorola Brasil, marcada para a semana que vem, deve trazer detalhes de possíveis lançamentos também para o mercado nacional.

3 COMENTÁRIOS

Comente!